Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Crescimento Inicial da Cultura da Mandioca em Sistema de Policultivo

DOI: http://dx.doi.org/10.18188/1983-1471/sap.v13n3p219-226

http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/index 

downloadpdf

Evander A. Ferreira1, Daniel V. Silva2, Renan R. Braga1, Maxwel C. de Oliveira1, Gustavo A. M. Pereira1, José B. dos Santos1 & Tocio Sediyama2

 

Resumo: Uma das principais razões pela qual os agricultores em diversas regiões preferem os policultivos é a possibilidade de se obter maiores produtividades numa área semeada nesse sistema do que em área equivalente com uma monocultura. Assim, em sistemas de policultivos as plantas se encontram em estado de competição permanente ocasionando a redução do crescimento das plantas consortes. A competição afeta qualitativa e quantitativamente a produção pela mudança na eficiência de utilização dos recursos do ambiente, como água, luz e nutrientes. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho analisar o crescimento inicial de duas cultivares de mandioca (Cacau – UFV e IAC – 12) em sistema de consórcio com milho (Zea mays), feijão (Phaseolus vulgaris) e adubo verde (feijão guandu-anão – Cajanus cajan), além do cultivo solteiro da mandioca com e sem controle de plantas daninhas. O desenvolvimento das cultivares de mandioca foi influenciado negativamente pela infestação de plantas daninhas. O cultivo em consorcio das duas cultivares com o milho, o feijão e o feijão guandu-anão não provocou efeitos significativos na cultura da mandioca mesmo quando comparada com a cultura cultivada em sistema solteiro com capina.

Palavras-chave: Manihot esculenta Crantz, competição, sistemas de consórcio.

 

Abstract: One of the main reasons why farmers prefer polycultures is that very often they can get higher yields in that system than in monoculture. Thus in polyculture systems the plants are in a state of permanent competition, causing a reduction in plant growth consorts. The competition affects the production quantitatively and qualitatively, because it changes the efficiency of utilization of environmental resources such as water, light and nutrients. Thus, the aim of this study was to evaluate the growth of two cultivars of cassava (IAC 12 and Cacau –UFV) intercropped with maize (Zea mays), bean (Phaseolus vulgaris) and pigeon pea (Cajanus cajan), with and without weed control. The development of cassava cultivars was negatively influenced by weed infestation. Cultivation in consortium with two cultivars of maize, bean and pigeon pea caused no significant effects on cassava as compared to the same crop grown in single system with weeding.

Key words : Manihot esculenta Crantz, competition, systems consortium.

 

1 Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Rodovia MGT 367 - Km 583, nº 5000 - Alto da Jacuba, Diamantina/MG
Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa, Campus Viçosa, Avenida Peter Henry Rolphs s/n, Campus UFV, CEP 36570-000, Viçosa/MG. E-mail: danielvaladaos@yahoo.com. *Autor para correspondência

 

Literatura Citada

ALBUQUERQUE, J.A.A.; SEDIYAMA, T.; ALVES, J.M.A.; SILVA, A.A.; UCHÔA, S.C.P. Cultivo de mandioca e feijão em sistemas consorciados realizado em Coimbra, Minas Gerais, Brasil. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v.43, n.3, p.532-538, jul/set, 2012.

ALTIERI, M. Agroecologia, bases cientificas para uma agricultura sustentável. Ed. Agropecularia – Guaíba/RS, 592.p, 2002.

CARVALHO, L.B.; BIANCO, S.; PITELLI, R.A.; BIANCO, M.S. Estudo comparativo do acúmulo de massa seca e macronutrientes por plantas de milho var. BR-106 e Brachiaria plantaginea. Planta daninha, Viçosa, v.25, n.2, p. 293-301, abr/jun, 2007.

CERETTA, C.A. Sistemas de cultivo de mandioca em fileiras simples e duplas em monocultivo e consorciada com girassol. 120f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Programa de PósGraduação em Agronomia, Universidade do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1986.

COCK, J.H.; WHOLEY, D.W.; LOZANO, J.C. A rapid propagation system for cassava. Cali, CIAT, 1976. 10 p. (Series EE - 20).

FLECK, N.G.; MACHADO, C.M.N.; SOUZA, R.S. Eficiência da consorciação de culturas no controle de plantas daninhas. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, n.19, v.5, p.591-598, mai, 1984.

IRIKURA, Y.; COCK, J. H.; KAWANO, K. The physiological basis of genotype temperature interactions in cassava. Field Crops Research, Amsterdam, v.2, p.227-239, 1979.

LORENZI, J.O. Mandioca. 1.ed. Campinas: CATI - Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, 2003. 116p. (CATI. Boletim Técnico, 245).

MELO, P.T.B.S.; SCHUCH, L.O.B.; ASSIS, F.N.; CONCENÇO, G. Comportamento de populações de arroz irrigado em função das proporções de plantas originadas de sementes de alta e baixa qualidade fisiológica. Revista Brasileira de Agrociência, Pelotas, v.12, n.1, p.37-43, jan-mar, 2006.

OTSUBO, A. MERCANTE, F.M.; SILVA, R.F.; BORGES, C.D. Sistemas de preparo do solo, plantas de cobertura e produtividade da cultura da mandioca. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.43, n.3, p.327-332, mar, 2008.

PERESSIN, V.A.; MONTEIRO, D.A.; LORENZI, J.O.; DURIGAN, J.C.; PITELLI, R.A.; PERECIN, D. Acúmulo de matéria seca na presença e na ausência de plantas infestantes no cultivar de mandioca SRT 59 - branca de santa catarina. Bragantia, Campinas, v.57, n.1, p.135148, 1998.

SCHONS, A.; STRECK, N.A.; STORCK, L.; BURIOL, G.A.; ZANON; DIEGO PINHEIRO, A.J.G; KRAULICH, B. Arranjos de plantas de mandioca e milho em cultivo solteiro e consorciado: crescimento, desenvolvimento e produtividade. Bragantia, Campinas, v.68, n.1, p.155-167, 2009.

SEVERINO, F.J.; CHRISTOFFOLETI P.J. Banco de sementes de plantas daninhas em solo cultivado com adubos verde. Bragantia, Campinas, v.60, n.3, p.201-204, 2001.

SINCLAIR, T.R. et al. Water use efficiency of field-grown maize during moisture stress. Plant Physiology, Salt Lake City, v.56, p.245-249, 1975.

GRIME, J.P. Estratégias de adaptacion de las plantas y procesos que controlans la vegetacion. 2.ed. México: Limusa, 1982. 291p.

RAPOSO, J.A. de. A.; SHUCH, L.O.B.; ASSIS, F.N. de; MACHADO, A.A. Consorcio de milho e feijão em diferentes arranjos e populações de plantas, em Pelotas, RS. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.30, n.5, p.639-647, 1995.

SILVA, L.C.; BELTRÃO, N.E. de M.; AMORIM NETO, M. da S. Análise de crescimento de comunidades vegetais. Campina Grande: EMBRAPA-CNAPA, 2000. 47p. (EMBRAPA-CNPA, Circular Técnica, 34).

SILVA, D.V., SANTOS, J.B., FERREIRA, E.A., FRANÇA, A.C., SILVA, A.A.; SEDIYAMA, T. Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioca. Planta daninha, Viçosa, v.30, n.4, p.901-910, 2012a.

SILVA, D.V.; SANTOS, J.B.; CARVALHO, F.P.; FERREIRA, E.A.; FRANÇA, A.C.; FERNANDES, J.S.C.; GANDINI, E.M.M.; CUNHA, V.C. Seletividade de herbicidas pósemergentes na cultura da mandioca. Planta daninha, Viçosa, v.30, n.4, p.835-841, 2012b.

TERRA, T.G.R.; LEAL, T.C.A.B.; SIEBENEICHLER, S.C.; NETO, J.J.D.; ANJOS, L.M.; CASTRO, D.V. Análise de crescimento em sorgo sob diferentes stands. Scientia Agraria Paranaensis, Marechal Cândido Rondon, v.10, n.1, p.45-57, 2011.

VARGAS, L.; PEIXOTO, C.M.; ROMAN, E.S. Manejo de plantas daninhas na cultura do milho. Passo Fundo: EMBRAPA-CNPT, 2006. 20p. (Documentos Online, 61). Disponível em: <http://www.cnpt.embrapa.br/biblio/do/p_do61.htm>. Acesso em: 10 out. 2012.