Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Padrões Especiais de Luto em Mães que Perderam Filhos por Morte Súbita

DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2175-5027/psico-imed.v3n2p607-616

https://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico/index 

downloadpdf

Edilene J. de Almeida1, Seille G. Santos2 & Ernani I. Haas3

  

Resumo: O crescimento da violência e dos acidentes de trânsito aumenta a mortalidade dos jovens, trazendo à tona o luto materno. Este estudo teve o objetivo de compreender esse tipo de luto, suas implicações na configuração psicológica das mães e avaliar as condições dos padrões especiais de luto propostos por Worden (1998). Participaram 22 mães que perderam seus filhos por acidente de trânsito ou homicídio, de Porto Alegre e Bento Gonçalves.  Os padrões especiais de luto por morte súbita (PEL) compreendem: 1) sensação de irrealidade sobre a perda; 2) sensação de culpa; 3) censurar alguém; 4) envolvimento com aspectos legais; 5) sensação de desamparo após morte e raiva, 6) tristeza e depressão; 7) sensação de algo não terminado; 8) constante e crescente necessidade de compreensão, necessidade determinar a causa e/ou culpa pela morte. Cada PEL comporta manifestações típicas de luto por morte súbita. Os resultados obtidos mostram que 92% das mães apresentam manifestações relacionadas a pelo menos um dos PEL e as manifestações que mais ocorreram foram relativas aos padrões seis (63,5%), sete (54,5%), um e oito (50%), e cinco (45,5%).

Palavras-chave: luto materno, morte súbita, padrões especiais de luto.

 

Abstract: The growth of violence and traffic accidents increases mortality of young people, bringing out maternal grief. This study aimed to understand this kind of grief, its implications for the psychological framework of mothers and evaluate the conditions of special mourning patterns proposed by Worden (1998). Twenty-two mothers who lost children due to traffic accident or homicide, from Porto Alegre and Bento Gonçalves participated. The special mourning patterns for sudden death include: 1) sense of unreality over the loss; 2) feeling of guilt; 3) repress others; 4) involvement with legal aspects; 5) feeling of helplessness and anger after death; 6) sadness and depression; 7) feeling of unfinished business; 8) constant and increasing need for understanding, need to determine the cause and/or fault for the death. Each pattern includes typical manifestations of mourning for sudden death. The results show that 92% of mothers present manifestations related to at least one of patterns and the ones mostly found were related to patterns six (63.5%), seven (54.5%), one and eight (50%), and five (45.5%).

Key words: maternal grief, sudden death, special mourning patterns.

 

1 Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre.
2 Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Alto Desempenho Humano / PUCRS.
3 Instituto Fernando Pessoa.

 

Literatura Citada

Bowlby, J. (2004). Perda: tristeza e depressão (3ª Ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Brasil (2001). Ministério da Saúde. Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violência. Portaria MS/GM n. 737, de 16/05/2001. Publicada no DOU n. 96, seção 1 E, de 18/05/2001. Brasília: Ministério da Saúde, 64 p. (Série E. Legislação de Saúde, 8).

DSM-IV-TR (2003). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (4ª Ed.). Porto Alegre: Artmed.

Gonzaga, D. (2006). Thiago Gonzaga: histórias de uma vida urgente (15ª Ed.). Porto Alegre: Didacta.

Holeva, V.; Tarrier, N. & Wells, A. (2001). Prevalence and predictors of acute stress disorder and PTSD following road traffic accidents: thought control strategies and social support. Behavior Therapy, 32 (1), 65-83.

Kancyper, L. (2004). Ressentimento, memória e luto. CEAPIA, 14 (14), 91-107.

Moorey, S. (2005). Quando coisas ruins acontecem com pessoas racionais: terapia cognitiva em circunstâncias adversas de vida. In: Salkovskis, P. M., Fronteiras da terapia cognitiva. São Paulo: Casa do Psicólogo, 393-395.

Worden, W. J. (1998). Terapia do luto: um manual para o profissional de saúde mental (2ª Ed.). Porto Alegre: Artmed.