Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Construção da “Verdade Inventada”, por António Lobo Antunes

DOI: http://dx.doi.org/10.18305/1679-5520/scripta.uniandrade.n4p61-71

http://www.uniandrade.br/revista-scripta-uniandrade.php 

downloadpdf

Liene C. Viana1

  

Resumo: Em Os cus de Judas, António Lobo Antunes retoma a guerra pela libertação de Angola: ao voltar da África, o narrador-protagonista, desestruturado pelas seqüelas psicológicas da sangrenta e inútil luta, relata seu sofrimento a uma anônima interlocutora, ao longo de uma noite, em um bar em Lisboa. Essa narrativa, subjetiva e auto-referente, revela uma visão ao mesmo tempo lírica e crítica da guerra, constituindo uma metaficção historiográfica , forma irônica como a ficção da contemporaneidade trata a história, desse modo revelando sua precária condição de textualização do passado .Emnosso trabalho, buscamos desvendar os mecanismos pelos quais o autor realiza esse movimento de interrogar-se sobre a construção da verdade histórica.

Palavras-chave: Literatura Portuguesa. Literatura e História. Metaficção historiográfica.

 

Abstract: In the book Os cus de Judas António Lobo Antunes retakes the Angola s liberation war. Returning from Africa, the narrator-protagonist, depressed by his participation in the useless and bloody fight, tells his suffering to an anonymous confident, in a Lisbon pub, all long night. This narrative, subjective and auto-referring, reveals a critical and, at same time, lyrical point-of-view about this war, constituting a historiographic metafiction : an ironic form that contemporaryfiction dealswith History, thus revealing its precarious condition in textualizingthe past .Thiswork intends to unveil the mechanisms through which the author performs his movements of self-interrogation about the construction of historical truth.

Key words: Portuguese Literature. Literature and History. Historiographic Metafiction.

 

1 Doutora em Estudos Literários pela UNESP. Professora dos Cursos de Administração e Direito da UNIBARRETOS. Email: ienecv@hotmail.com

 

Literatura Citada

ANTUNES, António Lobo. Os cus de Judas. Rio de Janeiro: Objetiva, 2003.

ANTUNES, António Lobo. La splendeur austère de Lobo Antunes.Entrevista. Le Monde, Paris, 25 nov. 1998. Disponível em: <http://www.instituto-camoes.pt/arquivos/literatura/splendeurlobo.htm> Acesso em: 23 out. 2004.

BARBOSA, Nuno. Comentário Os cus de Judas. Disponível em: <http://www.citi.pt/cultura/literatura/romance/lobo_Antunes/ala1.html> Acesso em: 23 out. 2004.

COELHO, Marcelo. Narrativa clandestina. Folha de S. Paulo, Caderno Mais!, p 22, 13 jan. 2002.

MACHADO, Cassiano Elek. O anti-Saramago. Folha de S. Paulo, p. E-1 e E-3, 3 ago. 2002.

PEN, Marcelo. Imagens soltas tecem nova ordem portuguesa após fim do salazarismo. Folha de S. Paulo, p. E-3, 3 ago. 2002.