Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Comportamento Reológico da Madeira e Derivados

DOI: http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v01n01a03

http://www.ufpel.tche.br/revistas/index.php/cienciadamadeira/index 

downloadpdf

Rafael R. de Melo¹ & Cláudio H. S. Del Menezzi²

 

Resumo: A madeira, assim como outros materiais utilizados em construção, sofre alterações em sua resistência e rigidez quando submetida a carregamentos de longa duração. Esse fenômeno tem importância considerável na avaliação da capacidade de resistência dos elementos estruturais. Mecanicamente a madeira se comporta como um sólido visco-elástico. Desta forma, com o passar do tempo os elementos estruturais de madeira submetidos a cargas permanentes ou cíclicas sofrem deformações permanentes, mesmo se o carregamento é feito dentro do regime elástico, o que caracteriza o comportamento viscoelástico. Esse comportamento depende, dentre outros fatores, principalmente da intensidade e da duração da carga. No presente estudo, foi realizada uma revisão a respeito desse fenômeno, evidenciando suas causas e efeitos, visando o seu melhor entendimento, o qual é essencial para o uso adequado e eficiente da madeira e de seus derivados como materiais estruturais.

Palavras-chave: reologia, propriedades dependentes do tempo, fluência, relaxamento

 

Abstract: The wood, as well as other construction materials, presents changes in this stiffness and strength when submitted to a long time loading. This phenomenon is important in the analyses resistance capacity of structural materials. Mechanically, the wood behaves as a viscous-elastic solid. However, over time, the structural elements submitted to permanent or cyclic loading presents some deformation, which denotes a viscous-elastic behavior. This characteristic is influenced mainly on the intensity and duration of loading. In this study a review of rheological phenomenon is presented, showing up the causes and effects for a better understanding, which is essential for the appropriate and efficient use of the wood and wood composites as structural materials.

Key words: rheology, time dependent properties, creep, relaxation

 

1 Engenheiro Florestal, M.Sc., Prof. Assistente, Campus Professora “Cinobelina Elvas” (CPCE), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Bom Jesus-PI. Doutorando em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília (UnB), Brasília-DF. E-mail: rrmelo2@yahoo.com.br
2 Engenheiro Florestal, Prof. Adjunto, Departamento de Engenharia Florestal (DEF), Universidade de Brasília (UnB), Brasília-DF. E-mail: cmenezzi@unb.br

 

Literatura Citada

BALLARIN, A.W.; TARGA, L.A.; SOBRAL, L.M. Fluência em peças fletidas de E. citriodora e P elliottii submetidas a níveis de carregamento elevados. In: V Encontro Brasileiro em Madeiras e Estruturas de Madeira. Anais... Belo Horizonte, 11p, 1998.

BODIG, J.; JAYNE, B.A. Mechanics of wood and wood products. Florida: Krieger Publishing. 1993, 712p.

CALIL JR, C.; DIAS, A.A. Uso da madeira em construções rurais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.1, p.71-77, 1997.

CALIL JR., C.; BALLARIN, A.W.; MARTINELLI, E. Fluência em peças fletidas de madeira. In: V EBRAMEM - Encontro Brasileiro em Madeiras e em Estruturas de Madeira, Belo Horizonte, 1995. Anais... v. 2, p.131-142.

CASTELLANOS, J.R.S.; AGUILAR, J.M.V. Comportamiento viscoelástico de la madera de Prosopis sp. Madera y Bosques, v.12, n.2, p.3-15, 2006.

CÉLIA-SILVA, A.H. Contribuição ao estudo da fluência em vigas fletidas de madeira. 1989. 107p. Dissertação (Mestre em Engenharia de Estruturas) - Escola de Engenharia de São Carlos, USP.

FRIHART, C.R. Handbook of wood chemistry and wood composites. Capítulo 9. New York: CRC Press, 2005.

GATTO, D.A. Caracterisação tecnológica do vergamento das madeiras de Luhea divaricata, Carya illinoinensis e Platano x acerifolia como subsídio para o manejo florestal. 2006. 109f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.

KLOCK, U. Qualidade da madeira juvenil de Pinus maximinoi H.E. 2000, 275p. Moore. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2000.

KOJIMA, Y.; YAMAMOTO, H. Effect of moisture content on the longitudinal tensile creep behavior of wood. Journal of Wood Science, v.51, p.462-477, 2005. doi

KOJIMA Y.; YAMAMOTO, H. Properties of the cell wall constituents in relation to the longitudinal elasticity of wood. Part 2. Origin of the moisture dependency of the longitudinal elasticity of wood. Wood Science Technology, v.37, p.427–434, 2004. doi

LAUFENBERG, T.L. et al. Creep and creep rupture behavior of wood-based structural panels. USDA. Res. Pap. Fpl-Rp-574, 1987.

LOFERSKI, J.R. SMILSKI, S. Engineered wood products a guide for specifies designers and users. Madson, WI: PFS Research Fondation.