Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Produtividade em Casca e Taninos Condensados de Jurema-Preta

DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v03n02a04

http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/nativa/index 

downloadpdf

Pedro J. G. Lopes1, Leandro Calegari1, Carina C. A. Calegari2, Elisabeth de Oliveira1, Diego M. Stangerlin3 & Darci A. Gatto4

 

Resumo : Espécie vegetal de ampla distribuição geográfica no bioma Caatinga, a Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., vem sendo explorada, principalmente, para produção de energia, apesar de possuir considerável teor de taninos. Com base nisto, no presente estudo analisou-se a produtividade da espécie em relação à produção de casca e seu rendimento em taninos condensados. Para isso utilizou-se árvores adultas que foram selecionadas aleatoriamente na Fazenda NUPEÁRIDO, localizada no município de Patos, PB, Brasil, das quais se removeu a casca desde a base até a porção superior dos galhos. As cascas foram submetidas à secagem, para na sequência serem pesadas, fragmentadas, classificadas e submetidas à extração em autoclave sob diferentes tempos (1, 2 e 3 horas), com posterior quantificação da porção tânica do extrato líquido. Considerando a massa anidra, obteve-se aproximadamente 3,7 kg de casca por árvore. O tempo de extração de 3 horas foi o que apresentou os melhores resultados no rendimento em taninos condensados, atingindo 17,3%. Tais resultados fornecem subsídios efetivos para futuras análises, com relação à rentabilidade em produção e questões econômicas, favorecendo para o emprego industrial da espécie.

Palavras-chave : Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., rendimento em tânicos, bioma Caatinga.

 

Abstract : Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., as a species of plant widely distributed in the Caatinga biome, has been explored mainly for energy production, despite having considerable tannin content. Based on that, this study aims to analyze the productivity of such species in relation to the production of bark and its income in condensed tannins. To do that, adult plants were randomly selected at NUPEÁRIDO Farm, in Patos, PB, Brazil, having their bark removed from the base to the upper branches of the plant. Barks were dried in order to be weighed, fragmented, classified, and submitted to extraction in an autoclave under different times (1, 2, and 3 hours) with subsequent quantification of tannin portion from the extracted liquid. Considering the dry mass, about 3.7 kg of bark per tree were obtained. The 3-hour extraction time showed the best results considering the income in condensed tannins, reaching 17.3%. Such results provide effective support for future analysis with respect to profitability in production and economic issues, favoring for industrial use of this species.

Key words : Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir., performance in tannins, Caatinga biome.

 

1 Unidade Acadêmica de Engenharia Florestal, Universidade Federal de Campina Grande, Patos, Paraíba, Brasil.
2 Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Faculdade Integrada de Patos, Patos, Paraíba, Brasil.
3 Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Federal de Mato Grosso, Sinop, Mato Grosso, Brasil.
3 Centro de Engenharias, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

 

Literatura Citada

CALEGARI, L. et al. Eficiência de extrato tânico combinado ou não com ácido bórico na proteção da madeira de Ceiba pentandra contra cupim xilófago. Floresta, Curitiba, v. 44, n. 1, p. 43-52, jan./mar. 2014. doi

CARNEIRO, A. C. O. Efeito da hidrólise ácida e sulfitação de taninos de Eucalytus grandis W. Hill ex Maiden e Anadenanthera peregrina Speg., nas propriedades dos adesivos. 2006. 158f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.

CHEW, K. K. et al. Effect of ethanol concentration, extraction time and extraction temperature on the recovery of phenolic compounds and antioxidante capacity of Centella asiatica extracts. International Food Research Journal, Selangor, v. 18, n. 2, p. 571-578, abr./jun. 2011.

FALKENBERG, M. B. et al. Introdução à análise fitoquímica. In: SIMÕES, C. M. O. et al. (Orgs.) Farmacognosia: da planta ao medicamento. 5. ed. Porto Alegre: UFRGS/UFSC, 2003. p. 229-246.

LIMA, C. R. et al. Potencialidade dos extratos tânicos de três espécies florestais no curtimento de peles caprinas. 100 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 18, n. 11, p. 1192-1197, nov. 2014.

LOKESWARI, N. et al. Extraction of tannins from Anacardium occidentale and effect of physical parameters. Journal of Pharmacy Research, Khara, v. 3, n. 4, p. 906908, abr. 2010.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil. v. 2, 2. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2002. 368 p.

MAIA, G. N. Caatinga: árvore e arbustos e suas utilidades. 2. ed. Fortaleza: Printcolor Gráfica e Editora, 2012. 413p.

MORI, C. et al. Uso de taninos da casca de três espécies de Eucalyptus na produção de adesivos para colagem de madeira. Revista Árvore, Viçosa, v. 25, n. 1, p. 19-28, jan./fev. 2001.

MORI, F. A. Uso de taninos da casca de Eucalyptus grandis para produção de adesivos. 1997. 47 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1997.

PAES, J. B. et al. Avaliação do potencial tanífero de seis espécies florestais de ocorrência no Semi-Árido brasileiro. Cerne, Lavras, v. 12, n. 3, p. 232-238, jul./set. 2006a.

PAES, J. B. et al. Viabilidade técnica dos taninos de quatro espécies florestais de ocorrência no Semiárido brasileiro no curtimento de peles. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 16, n. 4, p. 453-462, out./dez. 2006b.

PAES, J. B. et al. Substâncias tânicas presentes em várias partes da árvore angico-vermelho (Anadenanthera colubrina (Vell.) Brenan. var. cebil (Gris.) Alts.). Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 38, n. 87, p. 441-447, set. 2010.

PIZZI, A. et al. Polyflavonoid tannins - a main cause of soft-rot failure in CCA – treated timber. Wood Science and Technology, New York, v. 20, n. 1, p. 71-81, jan. 1986. doi

SALES, F. C. V. Revegetação de área degradada da caatinga por meio da semeadura ou transplantio de mudas de espécies arbóreas em substrato enriquecido com matéria orgânica. 2008. 64 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Campina Grande, Patos, 2008.

SARTORI, C. J. et al. Rendimento gravimétrico em taninos condensados nas cascas de Anadenanthera peregrina em diferentes classes diamétricas. Cerne, Lavras, v. 20, n. 2, p. 239-244, abr./jun. 2014.

SHIMADA, A. N. Avaliação dos taninos da casca de Eucalyptus grandis como preservativo de madeira. 1998. 56 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1998.

SILVA, T. S. S. Estudo de tratabilidade físico-química com uso de taninos vegetais em água de abastecimento e de esgoto. 1999. 87 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) – Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 1999.

SOUZA, A. D. Diagnóstico para implantação de modelos agroflorestais na fazenda NUPEÁRIDO, Patos - PB. 2012. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal de Campina Grande, Patos, 2012.