Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Plantas Medicinais: Se Não Cultivar Hoje Amanhã não Haverá Remédio

DOI: http://dx.doi.org/10.18188/1983-1471/sap.v12nsupp368-370

http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/index 

downloadpdf

Aljian A. Alban1,*, Marinelva Curti1, Guilherme de P. Barbosa1, Tiago Just1, Renan M. Chrusciak1, Guilherme Guimarães1, Fernanda D. Thomé1 & Marina Susin1

 

Resumo: A sociedade moderna traçou uma relação com a natureza marcada, principalmente, pelo mito da natureza inesgotável, resultando na ausência de preocupação com a manutenção da biodiversidade, dos recursos naturais e do conhecimento acumulado por comunidades locais. Devido à crescente utilização de plantas medicinais e aromáticas, bem como a carência de dados, identificação botânica segura e utilização incorreta desse grupo de plantas, fazem-se necessária a produção e replicação de mudas para atender a demanda para a implantação de novos cultivos. Assim, foi estruturada uma área para o cultivo de espécies medicinais em cultivo protegido (Núcleo de Estações Experimentais – NEE, Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste, campus de Marechal Cândido Rondon/PR) com o objetivo de multiplicar diferentes espécies vegetais, conhecer sua adaptabilidade, assim como repassar as espécies cultivadas ao público alvo.

Palavras-chave: plantas aromáticas; medicina alternativa, alecrim, citronela.

 

Abstract: Modern society has drawn a relationship with nature mainly marked by the myth of inexhaustible nature, resulting in the lack of concern with the maintenance of biodiversity, natural resources and accumulated knowledge by local communities. Due to the increasing use and need of using medicinal and aromatic plants, as well as the lack of data, safe botanical identification and misuse of this group of plants, is necessary to make the production and replication of seedlings to meet the demand. So we implemented this work in the field, in the area of protected cultivation, aiming to multiply the different plant species, their adaptability and have the opportunity to pass these species to the target audience.

Key words: garden, medicinal plants, cultivation, rosemay, citronella.

 

1 Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Rua Pernambuco 1777, Caixa Postal 91, CEP 85.960-000, Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: aljian_alban@hotmail.com. * Autor para correspondência

 

Literatura Citada

CORREA, J.C.; CHAU, M.L. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas, EMATER-PR, 152p. 1991.

CORREA JÚNIOR et al. Cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. EMATER-Paraná. 162p. 1991.

DEVIENNE, K.F., RADDI, M.S.G., POZETTI, G.L. Das plantas medicinais ao fitofármacos. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.6, n.3, p.11-14, 2004.

GURIB-FAKIM, A. Medicinal plants: traditions of yesterday. Molecular Aspect of Medicine, n.27, p.1-93, 2006.

MING, L.C. Etnobotânica na recuperação do conhecimento popular.UNESP, Botucatu, 2001, p.4.

PALEVITCH, D. Recent advances in the cultivation of medicinal plants. Acta Horticultarae, Wagningen, n.208, p.29-35,1987.