Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Capacidade de Uso de Solo das Propriedades Rurais na Microbacia do Córrego Guará no Município de Marechal Cândido Rondon/PR

DOI: http://dx.doi.org/10.18188/1983-1471/sap.v12nsupp400-410

http://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/index 

downloadpdf

Paulo S. Diel1,*, Poliana F. da Costa2, Paulo S. R. de Oliveira3, Nardel L. S. da Silva4 & Jean S. Rosset5

 

Resumo: O solo é um recurso finito, limitado e não renovável. O tipo de manejo do solo é determinante para a sustentabilidade do potencial hidrológico e produtivo de uma bacia hidrográfica. Este trabalho visou diagnosticar a situação atual da microbacia do córrego Guará, realizando caracterizações do meio físicoe ambiental, como ferramentas de gestão ambiental territorial e do uso do solo. Tendo como unidade investigativa o solo, a fim de encontrar os principais agentes de degradação, e por fim recomendar as melhores formas de manejo para a microbacia, minimizando a degradação do solo. O uso de solo de maior relevância é o destinado à agricultura (65,9%) cultivada com soja, milho e trigo. A área destinada à pastagem (11,8%) utilizada para alimentação do gado leiteiro. A microbacia apresenta declividade de 0 a 13 graus, com isso diminui os riscos de erosão hídrica. Nas propriedades analisadas, os principais empecilhos encontrados foram risco de erosão, pedregosidade e risco de inundação. A microbacia apresenta grande capacidade para agricultura, e nas áreas não aptas para agricultura, mostram-se aptas para pastagem e silvicultura.

Palavras-chave: conservação do solo, aptidão agrícola, práticas conservacionistas.

 

Abstract: Soil is a finite resource, limited and non-renewable. The type of soil management is crucial to the sustainability of hydrological and productive potential of a watershed. This study aimed to diagnose the current state of the watershed of the Guará River, performing characterizations of the physical and environmental management tools such as use territorial environmental and land. The investigative unit was the soil in order to find the main agents of degradation, and finally recommend the best ways to watershed management, minimizing soil degradation.The land use is the most relevant for agriculture (65.9%) cultivated with soybeans, corn and wheat. The area used for pasture was (11.8%) used for dairy cattle feeding. The watershed has slopes 0-13 degrees, it reducing the risk of erosion. In the analyzed properties, the main obstacles were risk of erosion, stoniness, and flood risk. The watershed has a great capacity for agriculture, and areas not suitable for agriculture, appear suitable for grazing and forestry.

Key words: soil conservation, aptitude agricultural, conservationists practices.

 

1 Graduação em Agronomia, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: paulaosd@hotmail.com. * Autor para correspondência
2 Mestranda em Agronomia, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: poliferreiradacosta@hotmail.com
3 Docente, Doutor, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: rabello.oliveira@hotmail.com
4 Docente, Doutor, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: nardel.silva@unioeste.br
5 Doutorando em Agronomia, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon/PR. E-mail: jsrosset@hotmail.com

 

Literatura Citada

ALVARENGA, M.I.N., SOUZA, J.A. Atributos do solo e o impacto ambiental. Lavras: UFLA/FAEPE, 1998, 205p.

AMARAL, T. Solos. Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia. Setor de Ensino a Distância Barbacena. Minas Gerais. 2011. 86p.

CAB-Cultivando Água Boa. Cultivando Água Boa metodologia e resultados 2003-2010. 2010. Disponível em: <http://www.cultivandoaguaboa.com.br/sites/default/files/iniciativa/cab_caderno_atualizado_nov2010.pdf>.

CARVALHO, D.F.; SILVA, L.D.B. Hidrologia. Rio de Janeiro: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2006. 115 p. Disponível em <http://www.ufrrj.br/institutos/it/deng/leonardo/it113-hidrologia.htm>, acesso em 10 de jun. de 2013.

COGO, N.P.; LEVIEN, R.; SCHWARZ, R.A. Perdas de solo e água por erosão hídrica influenciadas por métodos de preparo, classes de declive e níveis de fertilidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 27, n. 4. Mar./Apr.2003.

CONFAGRI, Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Credito Agrícola de Portugal. Importância do Solo e Suas Funções. Disponível em < http://www.confagri.pt/Ambiente/AreasTematicas/Solo/TextoSintese/Antecedentes/Pages/default.aspx>. Acessoem 30 de maio de 2012.

DALE, P.F.; MCLAUGHLIN, J.D. Land Information Management-An introduction with special reference to cadastral problems in Third World Countries. New York: Oxford University, 1990. 265p.

DUARTE, S.M.A.; SILVA, I.F.; MEDEIROS, B.G.S.; ALENCAR, M.L.S. Levantamento de solo e declividade da microbacia hidrográfica Timbaúba no Brejo do Paraibano, através de técnicas de fotointerpretação e Sistema de Informações Geográficas. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v.4, n.2, 2004.

FAVARETTO, N. COGO, N.P. BERTOL, O.J. Diagnostico e recomendações de manejo do solo. Curitiba: UFPR/Setor de Ciências Agrarias, 2006, 341p.

FERREIRA, A.O.; GONZATTO, R.; MIOLA, A.; ELTZ, F.L.F.; AMADO, T.J.C. Influencia da declividade e de nivies de cobertura do solo no processo de erosao com chuva simulada. Revista verde de agroecologia e desenvolvimento sustentável grupo verde de agricultura alternativa, v.5, n.5, p.182-190, 2010.

GALATTI FILHO, F.; CAMPOS, S. Geoprocessamento aplicado na distribuição espacial da capacidade de uso de uma microbacia. Irriga, Botucatu, v. 13, n.2, p.205-219, 2008.

IPARDES - INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL. Cadernos municipais, 2007. Disponível em: <http://www.ipardes.gov.br/> Acesso em: 15 abr. 2007.

ITAIPU BINACIONAL. Sig@ Livre. 2010. Disponível em: <http://www.itaipu.gov.br/print/159>. Acesso em: 07 de junho de 2013.

LACERDA, M.P.C.; ALVARENGA, M.I.N. Recursos naturais da microbacia. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.21, n.207, p.1-104., 2000.

MARECHAL CÂNDIDO RONDON. Prefeitura Municipal. Dados obtidos do centro de pesquisas agropecuárias de MCR, PR. Agosto de 1993. Prefeitura Municipal. Documentos.

PINHEIRO, A.; DESCHAMPS, F.C. Transporte de ortofosfato e de nitrato na microbacia do Ribeirão Fortuna, SC. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.12, n.3, 2008.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISAAGROPECUÁRIA. Sistema brasileiro de classificação desolos. 2.ed. Brasília, Embrapa, 2006. 306p.

SILVA, N. S. ZONIN, W.J, FEIDEN, A. Análise Geral da Microbacia Hidrográfica do Córrego Ajuricaba – Município de Marechal Cândido Rondon – Pr. Projeto de adequação ambiental de propriedades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco Verdadeiro: Convênio: 7833/2005 :Itaipu – Unioeste E FUNCAMP. Marechal Candido Rondon, 2008.

SOUZA, E.R.; FERNANDES, M.R. Sub-Bacias Hidrográficas: Unidades Básicas para o Planejamento e a Gestão Sustentáveis das Atividades Rurais. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.21, n.207, p.1-104, 2000.

VALERIANO, M.M. Mapeamento da declividade em microbacias com Sistemas de Informação Geográfica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.7, n.2, 2003.

VIDAL-TORRADO, P. & LEPSCH, I.F. Morfogênese dos solos de uma toposseqüência com transição B latossólico/B textural sobre migmatitos em Mococa (SP). Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.17, p.109-119, 1993.