Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Propriedades Físico-Mecânicas da Madeira de Araucaria angustifolia (Bertol.) em Três Estratos Fitossociológicos

DOI: http://dx.doi.org/10.12953/2177-6830.v01n02a05

http://www.ufpel.tche.br/revistas/index.php/cienciadamadeira/index 

downloadpdf

Rafael Beltrame1, Joel T. de Souza2, Wagner G. Machado3, Magnos A. Vivian4, Ediane A. Buligon4, Dalva T. Pauleski5, Darci A. Gatto6 & Clovis R. Haselein7

 

Resumo: O estudo das propriedades físico-mecânicas da madeira é essencial para sua utilização industrial, tanto na construção civil como na confecção de móveis. Desse modo, o estudo teve como objetivo determinar as propriedades físicas e mecânicas da madeira de Araucaria angustifolia em três estratos fitossociológicos. Para tanto, foram abatidas 15 árvores, sendo cinco pertencentes ao estrato superior, cinco ao estrato médio e cinco ao estrato inferior. As árvores foram desdobradas para a confecção de corpos-de-prova utilizados para os ensaios mecânicos. Na caracterização mecânica da madeira da espécie foram realizados os ensaios de resistência ao impacto, flexão estática, compressão axial e perpendicular as fibras. Já para a caracterização das propriedades físicas, determinou-se a massa especifica aparente a 12% de umidade para cada extrato. Os resultados obtidos não apresentaram diferenças significativas para os ensaios de resistência ao impacto e flexão estática em razão dos estratos fitossociológicos. Já para a massa especifica aparente, compressão axial e perpendicular, verificou-se uma variação dos valores das propriedades entre os estratos fitossociológicos, sendo em geral, melhores no estrato médio e superior. Portanto as propriedades físico-mecânicas tendem apresentar valores superiores nestes dois estratos. A análise dos dados permitiu classificar que a madeira de Araucaria angustifolia apresenta moderada resistência mecânica, quando comparada com outras espécies já estudadas.

Palavras-chave: resistência mecânica, massa especifica, qualidade da madeira

 

Abstract: The study of physical and mechanical properties of wood is essential for industrial use both in construction and the manufacture of furniture. Thus, the study aimed to determine the physical and mechanical properties of the Araucaria angustifolia wood in terms of three strata phytosociological. For this, 15 trees were felled, five belonging to the upper stratum, the middle stratum five and five for the lower strata. The trees were deployed for the preparation of specimens used for mechanical testing. In the mechanical characterization of the species assays were performed for impact resistance, static bending, compression axial and perpendicular to the fibers. As for the characterization of physical properties, determined the apparent specific gravity at 12% relative humidity for each extract. The results did not show significant differences in the tests of impact resistance and static bending to the strata phytosociological. As for the apparent specific gravity, compression axial and perpendicular there was a change in the values of properties between the strata phytosociological, is generally butter in the middle and upper strata. Therefore the physical and mechanical properties tend to present higher values these two strata. The data analysis allowed of Araucaria angustifolia wood has moderate mechanical strength when compared with other species studies.

Key words: mechanical resistance, specific gravity, wood quality

 

1 Engenheiro Florestal, M.Sc., Doutorando em Engenharia Florestal do PPGEF-UFSM. E-mail: browbeltrame@yahoo.com.br
2 Acadêmico do curso de Graduação em Engenharia Florestal, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, nº 1000, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). E-mail: joeltelles@hotmail.com
3 Engenheiro Florestal, Universidade Federal de Santa Maria, nº 1000, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). E-mail: wagnergugel@gmail.com
4 Engenheiro Florestal, Mestrando em Engenharia Florestal, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal (PPGEF), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Santa Maria, RS. E-mail: magnosalan@yahoo.com.br; edianeandreia@yahoo.com.br
5 Engenheira Florestal, M. Sc., Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Centro de Ciências Rurais, Universidade Federal de Santa Maria, nº 1000, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). E-mail: dpauleski@yahoo.com.br
6 Engenheiro Florestal, Dr., Professor Adjunto do Curso de Engenharia Industrial Madeireira, Departamento de Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, RS. E-mail: darcigatto@yahoo.com
7 Engenheiro Florestal, Dr., Prof. Associado do Departamento de Ciências Florestais, Universidade Federal de Santa Maria. Av. Roraima, 1000, CEP 97105-900, Santa Maria (RS). E-mail: clovis.haselein@pq.cnpq.br

 

Literatura Citada

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 7190: Projeto de Estruturas de Madeira. Rio de Janeiro, 1997.

AFN (L´A Association Francaise de Normalization).1942. Norme Francaise, bois essai de choc ou flexion dynamique. NF B51-009. Paris.

AGUIRRE, A.M et al. Estudo das propriedades físicas e mecânicas da madeira de Podocarpus lambertii Klotzsch oriunda de floresta nativa. XVII CIC e X ENPOS, 2008.

ASTM. American Society for Testing and Materials. Standard methods of testing small clear specimens of timber, D 143-94. Philadelphia, 1995.

CARVALHO, P. E. R. Espécies florestais brasileiras: recomendações silviculturais, potencialidades e uso da madeira. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Centro Nacional de Pesquisa de Florestas – Colombo: EMBRAPA – CNPF; Brasília: EMBRAPA – SPI, 1994. 640p.

CARVALHO, A. “Madeiras Portuguesas - Estrutura Anatômica, Propriedades, Utilizações”. Vol. 1. Instituto Florestal, 1996, 340 P.

EVANS, J.L.W.; SENFT, J. F.; GREEN, D. W. Juvenile wood effect in red alder: Analysis of physical and mechanical data to delineate juvenile and mature wood zones. Forest Products Journal, v.50, n.7/8, p.75-87, 2000.

FINOL, U. H. La silvicultura en la Orinoquia Venezolana. Rev. For. Venez., Mérida, v. 14, n. 25, p. 37-114, 1975.

LADRACH, W.E. Control of wood properties in plantations. In: IUFRO WORLD CONGRESS 18., 1986, Ljubljana. Proceedings... Ljubljana, p. 369 – 379, 1986.

LISBOA, C. D. J.; MATOS, J. L. M.; MELO, J. E. Amostragem e Propriedades Físico-Mecânicas de Madeiras Amazônicas. Ministério do Meio Ambiente e da Amazônia Legal. Brasília: IBAMA, 1993. 103 p (Coleção Meio Ambiente. Série Estudos Floresta, 1).

LOBÃO, M.S.; et al. Caracterização das propriedades físico-mecânicas da madeira de eucalipto com diferentes densidades. Revista Árvore, Viçosa - MG, v.28, n.6, p.889-894, 2004.

MAINIERI, C.; CHIMELO, J. P. Fichas de Características das Madeiras Brasileiras. São Paulo: IPT, 1989, 418p.

MORESCHI, J.C. Propriedades tecnológicas da madeira. Curitiba: UFPR, 2005. 124p. (Manual didático), 2005.

REZENDE, M.A.; SAGLIETTI, J.R.C.; GUERRINI, I.A. Estudo das interrelações entre massa especíica, retratibilidade e umidade da madeira do Pinus caribaea var hondurensis aos 8 anos de idade. IPEF, Piracicaba, n.48/49, p.133-141, 1995.

SANQUETTA, C. R. Análise da estrutura vertical de florestas através do diagrama h-M. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 1, n. 5, p. 55-68, 1995.

SANTINI, E.J.; HASELEIN, C.R.;GATTO, D.A. Análise comparativa das propriedades físicas e mecânicas da madeira de três coníferas de florestas plantadas. Ciência Florestal, Santa Maria, v.10, n.1, p.85-93, 2000.

SOUZA J.T.; et al. Variação longitudinal de propriedades físico-mecânicas da madeira de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze. In: II CONGRESSO NORDESTINO DE ENGENHARIA FLORESTAL, Campina Grande - PB, Anais... UFCG, 9 a 13 de novembro, 2009 a.

SOUZA J.T.; et al. Influência da massa específica sobre as propriedades mecânicas da madeira de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze. In: II CONGRESSO NORDESTINO DE ENGENHARIA FLORESTAL, Campina Grande - PB, Anais... UFCG, 9 a 13 de novembro, 2009 b.

STANGERLIN, D.M. et al. Determinação da Resistência ao Impacto para as Madeiras de Eucalyptus dunnii, Corymbia citriodora e Pouteria pachycarpa. In: XI ENCONTRO BRASILEIRO EM MADEIRA E ESTRUTURAS DE MADEIRA, 14, Londrina, Anais... 2008.

USDA. United States Department of Agriculture. Wood as an engineering material. Forest Service. Agriculture Handbook No. 72. Washington, DC. 1999.

VITAL, B.R.;DELLA LUCIA, R.M. Características físicas e mecânicas da madeira de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden. Revista Árvore. v. 4, n. 1, p. 70 – 74, 1980.