Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Estabilidade de Cultivares de Milho-Pipoca em Diferentes Ambientes, no Estado de Minas Gerais

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v2n1p53-61

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Renzo G. V. Pinho1, André Brugnera2, Cleso A. P. Pacheco3 & Maximilian de S. Gomes4

 

Resumo: O desempenho das cultivares de milho-pipoca varia com os ambientes, de modo que uma cultivar dificilmente é a melhor em todas as condições de cultivo. A resposta diferenciada das cultivares à variação ambiental denomina-se interação genótipos por ambientes. Este trabalho teve como objetivo estimar a adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho-pipoca quando estas foram submetidas a diferentes doses de adubação de semeadura, em diferentes locais e anos agrícolas, no estado de Minas Gerais. Foram avaliadas oito cultivares de milho-pipoca, utilizando duas doses de adubação de semeadura, em Lavras, Ijaci e Sete Lagoas, nos anos agrícolas de 2000/01 e 2001/02, perfazendo 12 ambientes. Em um dos experimentos de cada local foram utilizados 250 kg.ha-1 da formulação 8 (N): 28 (P2O5): 16 (K2O) na adubação de semeadura, e no outro experimento, 500 kg.ha –1 da mesma formulação. A adubação de cobertura foi semelhante para ambos os experimentos. O delineamento experimental para cada experimento foi o de blocos casualizados, com quatro repetições. Cada experimento foi considerado um ambiente, uma vez que foram conduzidos em diferentes locais, doses de adubação e anos agrícolas. Os resultados obtidos em todos os experimentos foram submetidos à análise de variância conjunta, considerando o peso de grão (kg.ha-1) e a capacidade de expansão (ml.g-1). Os parâmetros que avaliaram a adaptabilidade e estabilidade foram estimados a partir das metodologias de Eberhart e Russell (1966) e Annicchiarico (1992). As cultivares diferiram quanto à adaptabilidade e estabilidade para o peso de grão, não sendo observado o mesmo para a capacidade de expansão. As cultivares Zélia, IAC 112 e Ames-4198 apresentaram os melhores resultados para a produção de grãos, 2.710, 2.728 e 2.696 kg.ha-1 e capacidade de expansão, 28,6, 27,6 e 27,5 ml.g-1, respectivamente, tanto para ambientes favoráveis como desfavoráveis. Esses cultivares apresentaram comportamento previsível e alto índice de confiança na recomendação para as regiões avaliadas.

Palavras-chave: Zea mays, cultivares, milho-pipoca, interação genótipos x ambientes.

 

Abstract: The performance of popcorn cultivars varies from one environment to another. Therefore, one cultivar alone can hardly ever be considered the best for all tilling conditions. The different response of cultivars in relation to the environment is known as genotype x environment interaction. The purpose of this work was to estimate the adaptability and stability of popcorn cultivars as they underwent stimulated environment seed sowing fertilizing rates at different sites and harvesting years in the estate of Minas Gerais, southeastern Brazil. Eight popcorn cultivars were evaluated at two seed sowing fertilizing rates in the cities of Lavras, Ijaci and Sete Lagoas, during the harvesting years of 2000/01 and 2001/02 covering 12 different environments. Each site had two distinct experiments, the first one consisted of applying 250 kg.ha-1 of 8 (N): 28 (P2O5): 16 (K2O) during seed sowing and the second one received 500 kg.ha-1 of the same fertilizing rate formula. Top dressing was similar for both experiments. A randomized block design with four repetitions was used in both cases. Each experiment was considered as a different environment as they were carried out at different locations, fertilizing rate and harvesting years. The experiments were submitted to an assembled variance analyses, where grain weight (Kg.ha-1) and expansion capacity (ml.g-1) were taken into account. The parameters which evaluated the adaptability and stability were estimated by the Eberhart and Russell (1996) and Annicchiarico (1992) methods. The popcorn cultivars, differed in grain weight, but not in expansion capacity. Zélia, IAC-112 and Ames-4198 cultivars presented the best grain production and CE results, namely 2710, 2728 and 2696 kg.ha-1; 28.6, 27.6 and 27.5 ml.g-1, respectively. These results were found at both favorable and unfavorable conditions, showing that these cultivars are highly indicated for the regions where they were tested.

Key words: Zea mays, cultivars, popcorn, genotype x environment interaction

 

1 Prof. Dr. do Depto de Agricultura, Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal 37, CEP 37200-000 Lavras, MG. Email: renzo@ufla.br (autor para correspondência)
2 Eng° Agr°, Mestre em Genética e Melhoramento de Plantas, DBI, Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal 37, CEP 37200-000 Lavras, MG
3 Pesquisador, Embrapa Milho e Sorgo. Caixa Postal 151, CEP 35701-970 Sete Lagoas, MG
4 Eng° Agr°, Doutorando em Genética e Melhoramento de Plantas, DBI, Universidade Federal de Lavras. Caixa Postal 37, CEP 37200-000 Lavras, MG

 

Literatura Citada

ANNICCHIARICO, P. Cultivar adaptations and recommendation from alfafa trials in Northern Italy. Journal of Genetics & Breeding, Rome, v.46, n.1, p.269-278, 1992

BURAK, R.; BROCCOLI, A. M. Genotype by environment interaction on popping expansion and yield in popcorn hybrids cultivated in Argentina. Maize Genetics Newsletter, v.74,1999. Disponível <www.agron.missouri.edu/mnl/74/80burak.html> Acesso: em 13 maio 2002.

COIMBRA, R. R. Seleção entre famílias de meios-irmãos da população DFT 1-Ribeirão de Milho-pipoca. 2000, 54f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

EBERHART, S. A.; RUSSELL, W. A. Stability parameters for comparing varieties. Crop Science, Madison, v.6, n.1, p.36-40, 1966. https://doi.org/10.2135/cropsci1966.0011183X000600010011x

GALVÃO, J. C. C.; SAWAZAKI, E.; MIRANDA, G. V. Comportamento de híbridos de milho-pipoca em Coimbra, Minas Gerais, Revista Ceres, Viçosa, v.47, n.247, p.201-218, 2000.

GOKMEN, S; SENCAR, O.; SAKIN, M. A. Response of popcorn to nitrogen rates and plant densities. Journal of Agriculture and Forestry.Turkish, v.25, n.1, p.15-24, 2001.

NUNES, H. V. Comportamento, adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho-pipoca em diferentes épocas de semeadura. 2002. 66f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

RAMALHO, M. A. P.; FERREIRA, D. F.; OLIVEIRA, A. C. de A experimentação em genética e melhoramento de plantas. Lavras: UFLA, 2000. 326p.

SAWAZAKI, E. Parâmetros genéticos em milho- pipoca (Zea mays L. ). 1996. 157f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas) - USP/Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba.

VENDRUSCOLO, E. C. G.; SCAPIN, C. A.; PACHECO, C. A. P.; OLIVEIRA, V. R. de; BRACCINI, A. L.; VIDIGAL, M. C. G. Adaptabilidade e estabilidade de cultivares de milho-pipoca na região centro-sul do Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.36, n.1, p.123-30, 2001.