Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Avaliação dos Caracteres Agronômicos de Cultivares de Sorgo Forrageiro sob Diferentes Condições Termofotoperiódicas1

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v4n1p28-44

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Alessandro G. da Silva2, Valterley S. Rocha3, Paulo R. Cecon4, Arley F. Portugal5 & Orlando C. Pina Filho6

 

Resumo: Alguns cultivares de sorgo forrageiro apresentam sensibilidade ao fotoperíodo e isto provoca variações no rendimento e na qualidade de forragem quando cultivado em diferentes épocas do ano. A fim de obter maiores informações a este respeito, efetuou-se um experimento avaliando-se os cultivares de sorgo AG 2002, BR 501, BR 506, BR 601, BR 602 e BR 700 (forrageiros), AG 2005E e Massa 03 (duplo propósito) e AG 2501C e BRS 800 (corte e pastejo). Estes cultivares foram semeados em oito épocas, com início na primeira quinzena de outubro de 1999 e a partir daí, em intervalos de um mês até maio de 2000. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições, utilizando-se o teste de Scott-Knott para comparação das épocas de semeadura e cultivares. Os resultados permitiram concluir que os fotoperíodos não indutivos ao florescimento (maior que 12,9 h) proporcionaram maiores rendimentos de matéria seca, altura de plantas, número de nós e percentagem de colmos nos cultivares forrageiros. Os maiores rendimentos de forragem foram obtidos nas semeaduras de outubro, novembro e dezembro. Neste estudo, constatou-se que a percentagem de panículas e a de folhas e colmos apresentaram relação inversa.

Palavras-chave: sorgo, forragem, fotoperíodo, temperatura.

 

Abstract: Some forage sorghum cultivars are sensitive to photoperiod, which causes variations in forage quality and yield when cultivated in different times of the year. To obtain further information on the sensitivity of sorghum to photoperiod and temperature, a trial was carried out to evaluate the sorghum cultivars AG 2002, BR 501, BR 506, BR 601, BR 602 and BR 700 (forages), AG 2005E and Massa 03 (dual purposes) and AG 2501C and BR 800 (cutting and grazing). These cultivars were sowed in eight times, at one-month intervals from October 1999 to May 2000. The experimental design was in randomized blocks with four replications, using the Scott-Knott test to compare sowing times and cultivars. The results allowed us to conclude that the flowering noninductive photoperiods (more than 12,9 h) caused high dry matter yields, plant height, node number and stem percentage in forage cultivars. The highest forage yields were obtained when sowing in October, November and December. In addition, there was an inverse relationship between head and leaf-stem percentage.

Key words: sorghum, forage, photoperiod, temperature.

 

1 Extraído da Tese de Doutorado em Fitotecnia, do primeiro autor, realizada na Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, MG.
2 Professor da Faculdade de Agronomia, Universidade de Rio Verde. Caixa Postal 104. CEP. 75901-970 Rio Verde, GO. E-mail: silvaag@fesurv.br (autor para correspondência).
3 Professor do Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa. CEP. 36571-000 Viçosa, MG. E-mail: vsrocha@ufv.br
4 Professor do Departamento de Informática, Universidade Federal de Viçosa. CEP. 36571-000 Viçosa, MG. E-mail: cecon@dpi.ufv.br
5 Estudante de Mestrado do Departamento de Solos, Universidade Federal de Viçosa. CEP. 36571-000 Viçosa, MG. Email: lelecoportugal@yahoo.com.br
6 Engo Agrônomo, Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Viçosa. CEP 36571-000 Viçosa, MG. E-mail: ocpf@bol.com.br

 

Literatura Citada

ALAGARSWAMY, G.; CHANDRA, S. Pattern analysis of international sorghum multienvironment trials for grain-yield adaptation. Theoretical and Applied Genetics, Berlin, v. 96, n. 3-4, p. 397-405, mar. 1998. https://doi.org/10.1007/s001220050755

ALLEN, R. R.; MUSICK, J. T. Planting date, water management, and maturity length relations for irrigated grain sorghum. Transactions of the ASAE, St. Joseph, v. 36, n. 4, p. 1123-1129, julyaug. 1993.

AVELAR, B. C.; MORAIS, A. R. Influência das épocas de plantio na cultura do sorgo granífero em solo de cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 21, n. 10, p. 1055-1065, out. 1986.

BELLO, N .J. An investigation of the agroclimatic potential of the forest-savanna transition zone of Nigeria for the cultivation of sorghum. Experimental Agriculture, Cambridge, v. 33, n. 2, p. 157-171, 1997. https://doi.org/10.1017/S0014479797000057

BIRCH, C. J.; HAMMER, G. L.; RICKERT, K. G. Temperature and photoperiod sensitivity of development in five cultivars of maize (Zea mays L.) from emergence to tassel initiation. Field Crops Research, Amsterdam, v. 55, p. 93-107, 1998. https://doi.org/10.1016/S0378-4290(97)00062-2

CASELA, C. R.; BORGONOVI, R. A.; SHAFFERT, R. E.; SANTOS, F. G. Cultivares de sorgo. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 12, n.1 44, p. 40-43, dez. 1986.

CHAVES, A. V. Avaliação de cultivares de sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) para produção de silagem. 1997. 35 f. Tese (Mestrado em Fitotecnia) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

COSTA, N. de L.; OLIVEIRA, J. R. da C.; LEÔNIDAS, F. das C. Avaliação de cultivares de sorgo forrageiro em Porto Velho-RO. Lavoura Arrozeira, Porto Alegre, v. 48, n.4 20, p. 17- 18, mar./abr. 1995.

CRAUFURD, P. Q.; QI, A. Photothermal adaptation of sorghum (Sorghum bicolour) in Nigeria. Agricultural and Forest Meteorology, Amsterdam, v. 108, p. 199-211, 2001. https://doi.org/10.1016/S0168-1923(01)00241-6

DEMÉTRIO, C. G. B. Transformação de dados: efeitos sobre a análise de variância. 1978. 113 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba.

FARHOOMAND, M. B.; WEDIN, W. F. Changes in composition in Sudangrass and forage sorghum with maturity. Agronomy Journal, Madison, v. 60, n. 5, p. 450-463, 1968. https://doi.org/10.2134/agronj1968.00021962006000050005x

FARIA, V. P. de. Técnicas de produção de silagens. In: SIMPÓSIO SOBRE MANEJO DE PASTAGENS, 8., 1986, Piracicaba. Anais... Piracicaba: FEALQ, 1986. p. 79-144.

FERRARIS, R.; CHARLES-EDWARDS, D. A. A comparative analysis of the growth of sweet and forage sorghum crops. I. Dry matter production, phenology and morphology. Australian Journal Agriculture Research, Victoria, v.37, n.5, p.495-512, 1986. https://doi.org/10.1071/AR9860495

FLOWER, D. J. Physiological and morphological features determining the performance of the sorghum landraces of northern Nigeria. Experimental Agriculture, Cambridge, v. 32, p. 129- 141, 1996. https://doi.org/10.1017/S0014479700026041

GATES, C. E.; BILBRO, J. D. Illustration of a cluster analysis method for mean separation. Agronomy Journal, Madison, v. 70, p. 462-465, may/june 1978. https://doi.org/10.2134/agronj1978.00021962007000030024x

GOMES, F. P. Curso de estatística experimental.13. ed Piracicaba: Nobel, 1990. 466 p.

MACHADO, J. R.; NAKAGAWA, J.; ROSOLEM, C. A.; BRINHOLI, O. Épocas de semeadura de sorgo sacarino em São Manuel e Botucatu, Estado de São Paulo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 22, n. 9/ 10, p. 951-958, set./out. 1987.

OMETTO, J. C. Bioclimatologia vegetal. São Paulo: Agronômica Ceres, 1981. 440 p. PAUL, C. L. Agronomia del sorgo. Patancheru: ICRISAT, 1990. 301 p.

PUPO, N. I. H. Conservação de forragens. In: PUPO, N. I. H. Manual de pastagens e forrageiras: formação, conservação, utilização. Campinas: Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, 1995. Cap. 14, p. 252-303.

REZENDE, P. M. de.; SILVA, A. G. da.; CORTE,E.; BOTREL, E. P. CONSÓRICO SORGOSOJA. V. Comportamento de híbridos de sorgo e cultivares de soja consorciados na entrelinha no rendimento de forragem. Ciência Rural, Santa Maria, v. 31, n. 3, p. 369-374, 2001. https://doi.org/10.1590/S0103-84782001000300001

RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ V.; V. H. (Ed.). Recomendação para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5. aproximação. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais,1999. 359 p.

SANTOS, F. G. dos. Cultivares. In: EMBRAPA. Manejo cultural do sorgo para forragem. Sete Lagoas: Embrapa-CNPMS, 1997. p. 27-28. (Embrapa-CNPMS.Circular Técnica, 17).

SILVA, A .G. Produção de forragem de cultivares de sorgo e soja, consorciadas na linha, em dois sistemas de corte. 1998. 80 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras.

SILVA, A. G. da.; REZENDE, P. M. de.; CORTE, E.; MANN, E. N. CONSÓRCIO SORGOSOJA. III. Seleção de cultivares de sorgo e soja, consorciadas na linha, visando à produção de forragem. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 24, n. 4, p. 861-868, out./dez. 2000.

TEIXEIRA FILHO, J. R. Produtividade e valor nutritivo de cinco diferentes sorgos forrageiros e suas silagens. 1977. 42 f. Tese (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

TOLLENAAR, M. Duration of the grain-filling period in maize is not affected by photoperiod and incident PPFD during the vegetative phase. Field Crops Research, Amsterdam, v. 62, p. 15- 21, 1999. https://doi.org/10.1016/S0378-4290(98)00170-1

TOMÉ JÚNIOR, J. B. Manual para interpretação de análise de solo. Guaíba: Agropecuária, 1997. 247 p.

TONANI, F. L. Valor nutritivo das silagens de sorgo (Sorghum bicolor L.) em diferentes estádios de maturação de grãos. 1995. 56 f. Tese (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

VILELLA, D. Sistema de consorciação de forragem. Coronel Pacheco: Emprapa-CNPGL, 1985. 15p. (Embrapa-CNPGL.Boletim Pesquisa, 11).

ZAGO, C. P. Utilização de sorgo na alimentação de ruminantes. In: EMBRAPA.Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo. Manejo cultural do sorgo para forragem. Sete Lagoas, 1992. p. 9-30. (Embrapa-CNPMS.Circular Técnica, 17).