Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Carboidratos Solúveis, Digestibilidade “in vitro” da Matéria Seca e Ácidos Orgânicos das Silagens de Três Genótipos de Milheto [Pennisetum glaucum (L). R. Br.] em Diferentes Periodos de Fermentação

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v4n1p95-103

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Roberto Guimarães Júnior1, Lúcio C. Gonçalves2, José A. S. Rodrigues3, Norberto M. Rodriguez2, Ana L. C. C. Borges2, Iran Borges2, Eloísa O. S. Saliba2, Diogo G. Jayme4 & Daniel A. de A. Pires4

 

Resumo: Foram determinados os valores de carboidratos solúveis, digestibilidade in vitro da matéria seca e ácidos orgânicos (lático, acético e butírico) das silagens de três genótipos de milheto (CMS-1, BRS-1501 e BN-2) com um, três, cinco, sete, 14, 28 e 56 dias de fermentação. Uma grande variação nos teores de carboidratos solúveis foi observada para o material original dos três genótipos avaliados, sendo que o BN-2 se destacou entre os demais apresentando valor de 8,33%. Houve um grande consumo desta fração com o avançar do processo fermentativo e a partir do dia 5 os genótipos mostraram-se  semelhantes estatisticamente. Após 56 dias de fermentação os valores médios para ácido lático, acético e butírico foram de 6,72%, 1% e 0,02%, respectivamente. A digestibilidade in vitro da matéria seca não foi influenciada pelo processo fermentativo e seus valores variaram de 52,93 a 57,18% nos materiais originais e de 51,78 a 55,36% nas silagens após 56 dias de fermentação. De acordo com os parâmetros avaliados, os três genótipos de milheto podem ser indicadas como opção para produção de silagem na época da safrinha.

Palavras-chave: nutrição animal, valor nutricional, ruminantes, silagem, milheto.

 

Abstract: This paper determined the soluble carbohydrates, the “in vitro” dry matter digestibility (IVDMD) and the organic acids of three pearl millet genotypes silage, after 1, 3, 5, 7, 14, 28 and 56 days ensiling in PVC laboratory silos. A great difference was found among soluble carbohydrate contents in green forages and BN-2 genotype presented, the higher value (8.33%). There was a high utilization of this fraction throughout the fermentation process, and after the fifth day the three pearl millet genotypes silage showed similar values (P>0.05). After 56 days ensiling, the latic, acetic and butiric acids mean values were 6.72%, 1% and 0.02%, respectively. The in vitro dry matter digestibility was not modified throughout the fermentation process. The IVDMD ranged from 52.93 to 57.18% in green forage and from 51.78 to 55.36% in silage in the last evaluation period (day 56 ). According to the evaluated parameters, the three pearl millet genotypes can be suggested for silage making.

Key words: animal nutrition, nutritional value, ruminants, silage, pearl millet.

 

1 Médico Veterinário, Doutorando em Ciência Animal, Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais - EV-UFMG. Av. Antônio Carlos 6627, Pampulha, CEP. 30123-970 Belo Horizonte, MG. E-mail: robertogjunior@hotmail.com
2 Professor do Departamento de Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Av. Antônio Carlos 6627, Pampulha, CEP. 30123-970 Belo Horizonte, MG.
3 Pesquisador da EMBRAPA Milho e Sorgo. Caixa postal 151, CEP. 35701-970 Sete Lagoas, MG.
4 Médico Veterinário, Doutorando em Ciência Animal, Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais - EV-UFMG. Av. Antônio Carlos 6627, Pampulha, CEP. 30123-970 Belo Horizonte, MG.

 

Literatura Citada

ANDRADE, J. B.; ANDRADE, P. Produção de silagem de milheto (Pennisetum americanum (L.) K. Schum.). Boletim da Indústria Animal, Nova Odessa, v. 39, n. 1, p. 67-73, 1982.

ANTUNES, R. C. Padrão de fermentação das silagens de seis genótipos de milho (Zea mays L.). 2001. 50 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnica) - Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS (AOAC). Horwitz, W. (Ed.). Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemists. 13. ed. 1980.

BAILEY, R. W. Quantitative studies of ruminant digestion. II. Loss of ingested plant cabohydrates from the reticulo rumen. New Zealand Journal of Agricultural Research, Wellington, v.10, n.1, p.15-32, 1967. https://doi.org/10.1080/00288233.1967.10423074

BONAMIGO, L. A. A. cultura do milheto no Brasil: implantação e desenvolvimento no cerrado. In: WORKSHOP INTERNACIONAL DE MILHETO, 1999, Brasília, DF. Anais... Planaltina: Embrapa Cerrados, 1999. p. 31-65.

CAFÉ, M. B.; STRINGHINI, J. H.; FRANÇA, A. F. S. Utilização do milheto na alimentação animal. In: SIMPÓSIO SOBRE INGREDIENTES NA ALIMENTAÇÃO ANIMAL, 2., 2002. Uberlândia. Anais... Uberlândia: Colégio Brasileiro de Nutrição Animal, 2002. p. 5-38.

CHAVES, C. Produção e valor nutritivo das silagens de capim sudão [Sorghum sudanense (Piper) Stapf, milheto (Pennisetum americanum (L.) Leeke], teosinto (Euchlaena mexicana Schrad) e milho (Zea mays L.).1997. 56 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras.

COSTA, J. L. Produção e conservação de forragens: forragens para o gado leiteiro. São Paulo: Tortuga; Juíz de Fora: Embrapa-CNPGL, 1997. 98 p.

COSTA,N. L. Estabelecimento, formação e manejo de pastagens de milheto. Lavoura Arrozoeira, Porto Alegre, v. 45, n. 405, p. 7-72, 1992.

LIMA, M. L. M.; CASTRO, F. G. F.; TAMASSIA, L. F. M. Culturas não-convencionais – girassol e milheto. In: SIMPÓSIO SOBRE NUTRIÇÃO DE BOVINOS, 7., 1999, Piracicaba. Alimentação suplementar: anais. Piracicaba: FEALQ, 1999. p. 178-195.

MACHADO FILHO, L. C. P.; MÜHLBACH, P. R. F. Efeito do emurchecimento na qualidade da silagens de Capim – Elefante (Pennisetum purpureum Schumach.) e de Milheto (Pennisetum americanum (l.) Leeke), avaliadas quimicamente. Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 15, n. 3, p. 224 – 233, 1986.

McDONALD, P.; HENDERSON, A. R.; HERON, S. J. E. The Biochemistry of silage. Marlow: Chalcombe, 1991. 340 p.

NOGUEIRA, F. A. S. Qualidade das silagens de híbridos de sorgo de porte baixo com e sem tanino e de colmo seco e suculento, e seus padrões de fermentação em condições de laboratório. 1995. 78 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PAIVA, J. A. J. Qualidade da silagem da região metalúrgica de Minas Gerais. 1976. 85 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PEREIRA, L. G. R. Potencial forrageiro da cultura do girassol (Helianthus annuus L.) para a produção de silagem. 2003. 134 f. Dissertação (Doutorado em Ciência Animal) - Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

PEREIRA, O. G.; OBEID, J. A.; GOMIDE, J. A.; QUEIROZ, A. C.; FILHO, S. C. V. Produtividade e valor nutritivo de aveia (Avena sativa), milheto (Pennisetum americanum) e de um híbrido de Sorghum bicolor X S. sudanense. Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 22, n. 1, p. 22-30, 1993.

ROCHA JÚNIOR, V. R. Qualidade das silagens de sete genótipos de sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) e seus padrões de fermentação. 1999. 132 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

SEIFFERT, N. F.; PRATES, E. R. Forrageiras para a ensilagem. II – Valor Nutritivo e Qualidade de Silagem de Cultivares de Milho (Zea mays, L.), sorgos (Sorghum sp.) e Milhetos (Pennisetum americanum, Schum). Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 7, n. 2, p. 183-195, 1978.

TILLEY, J. M. A.; TERRY, R. A. A two-stage technique for the “in vitro” digestion of forage crops. Journal of British Grassland Society, Oxford, v. 18, n. 2, p. 104-111, 1963. https://doi.org/10.1111/j.1365-2494.1963.tb00335.x

VALADARES FILHO, S. C. Digestibilidades aparentes e locais da digestão da matéria seca, energia e carboidratos de fenos de soja perene. 1981. 88 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.