Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência da Altura de Corte das Plantas nas Características Agronômicas e Valor Nutritivo das Silagens de Milho e de Diferentes Tipos de Sorgo

DOI: http://dx.doi.org/10.18512/1980-6477/rbms.v5n2p266-279

http://rbms.cnpms.embrapa.br/index.php/ojs/index 

downloadpdf

Renzo G. V. Pinho1, Ramon C. de Vasconcelos2, Iran D. Borges3 & Adauton V. Rezende4

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar as características agronômicas, a composição bromatológica e a digestibilidade das silagens de diferentes tipos de sorgo e de cultivares de milho, submetidos a duas alturas de corte das plantas (0,1 m e 0,5 m). Utilizaram-se quatro grupos de cultivares, formados por duas cultivares de sorgo granífero, duas cultivares de sorgo duplo propósito, duas cultivares de sorgo forrageiro e duas cultivares de milho. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados, em esquema fatorial 4 (grupos de cultivares) x 2 (alturas de corte), com três repetições. Avaliaram-se as características de produtividade de matéria seca (MS), participações de colmo (CMS), de folha (FMS) e de panículas ou espigas (PEMS) na MS, estande final de plantas, plantas acamadas e quebradas, dias para a colheita, altura de plantas, proteína bruta ( PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA) e degradabilidade “in situ” após 24 horas. Para as alturas de corte, observou-se efeito significativo apenas para as características CMS e FDA, sendo que a elevação da altura de corte de 0,1 m para 0,5 m reduziu os valores de CMS (32,5% para 29,9%) e de FDA (25,9 % para 23,2%), não influenciando, entretanto, a FDN e a degradabilidade da MS “in situ” após 24 horas. As cultivares de milho obtiveram valores de CMS menores que as cultivares de sorgo forrageiro e semelhantes aos demais tipos de sorgo, nas duas alturas de corte. As cultivares de sorgo forrageiro e de milho obtiveram as maiores produtividades de MS, respectivamente, 14,4 t ha-1 e 13,3 t ha-1. As cultivares de milho conferiram maior valor nutritivo às silagens, devido às menores percentagens de fibra e maior percentagem de MS degradada no rúmen.

Palavras-chave: cultivares, degradabilidade, forragem, Sorghum bicolor, Zea mays.

 

Abstract: The objective of this work was to evaluate the agronomic characteristics, the bromatologic composition, and digestibility of silages of different types of sorghum and cultivars of maize submitted to two cutting heights of the plants (0,1 m and 0,5 m). Four groups of cultivars were employed. These groups were formed by two cultivars of grain sorghum, two cultivars of sorghum double intention, two cultivars of forage sorghum, and two cultivars of corn. The experiment was conducted under the randomized block design in 4 x 2 factorial scheme, i.e. four cultivars and two cutting heights, with three replicates. The following characteristics were evaluated: dry matter yield (DM), participation of culm (CMS), leaf (FMS) and panicles or spikes attributes (PEMS) in the DM, density of plants, fall ill plants and slopes, days for the harvest, height of plants, crude protein (CP), neuter detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), and degradability “in situ” after 24 hours (DEG). Significant effects only were found for cutting heights for the culm participation in DM and ADF characteristic, being that the rise of the height of cut of 0,1 m for 0,5 m reduced the values of CMS (32,5% for 29,9%) and of ADF(25,9% for 23,2%), not influencing, however, the NDF and the degradability of DM “in situ” after 24 hours. The cultivars of corn had gotten lesser values of CMS that cultivars of forage sorghum and similar to the other types of sorghum, in two cutting heights. The cultivars of corn and forage sorghum stood out for presenting greater dry matter yield, respectively 14,4 ton.ha-1 and 13,3 ton.ha-1. The corn cultivars conferred greater nutritive value to silages due to the lower percentages of fiber and greater percentage of rumen-degraded dry matter.

Key words: cultivars, degradability, forage, Sorghum bicolor, Zea mays.

 

1 Eng. Agrônomo, DSc., Professor do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras/UFLA. Campus Universitário – DAG/UFLA, Cx. postal 37, Lavras-MG, 37200-000, Fone: (35) 38291315, e-mail: renzo@ufla.br
2 Eng. Agrônomo, DSc., Professor do Departamento de Fitotecnia e Zootecnia, UESB, Vitória da Conquista, BA, 45000-000
3 Eng. Agrônomo, Doutorando do Departamento de Agricultura da Universidade Federal de Lavras/UFLA. Campus Universitário – DAG/UFLA, Cx. postal 37, Lavras-MG, 37200-000.
4 Eng. Agrônomo, DSc., Professor do Departamento de Zootecnia, UNIFENAS, Alfenas, MG - 37300-000

 

Literatura Citada

AMERICAN ASSOCIATION OF CEREAL CHEMISTS. Approved methods of the American Association of Cereal Chemists. 7. ed. St. Paul, 1976. 256 p.

BRASIL. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Normais climatológicas: 1961-1990. Brasília, DF: MA/SNI/INMET, 1992. 84 p.

CAETANO, H. Avaliação de onze cultivares de milho colhido em duas alturas de corte para produção de silagem. 2001. 178 f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal.

CRUZ, J. C.; PEREIRA FILHO, I. A. Cultivares de milho para silagem. In: CRUZ, J. C.; PEREIRA FILHO, I. A.; RODRIGUES, J. A. S.; FERREIRA, J. J. (Eds.). Produção e utilização de silagem de milho e sorgo. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2001. p. 11-37.

CUNNIFF, P. (Ed.). Official methods of analysis. 16. ed. Arlington: AOAC International, 1995. 2 v.

EVANGELISTA, A. R.; LIMA, J. A. Silagens: do cultivo ao silo. Lavras: UFLA, 2000. 196 p.

FANCELLI, A. L.; DOURADO NETO, D. Produção de milho. Guaíba: Agropecuária, 2000. 360 p.

FLARESSO, J. A.; GROSS, C. D.; ALMEIDA, E. X. Cultivares de milho (Zea mays L.) e sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) para ensilagem no Alto Vale do Itajaí, Santa Catarina. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 29, n.. 6, p. 16081615 , 2000.  https://doi.org/10.1590/S1516-35982000000600003

FONSECA, A. H.; PINHO, R. G. von; PEREIRA, M. N.; STEOLA, A G. Desempenho de cultivares de milho em relação às características agronômicas, químicas e degradabilidade da silagem. Revista Ceres, Viçosa, MG, v. 49, n. 282 , p. 109-122, 2002.

GOURLEY, L. M.; LUSK, F. W. Genetic parameters related too sorghum silage quality. Journal Dairy Science, Champaign, v. 61, n. 12, p. 1821-1827, 1978. https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(78)83808-9

HUNT, C. W. Effects of hybird and ensiling with and without a microbial inoculation nutritional characteristics of whole plant corn. Journal of Animal Science, Champaign, v.71, n.1, p.38-43, Jan. 1992.

HUNTER, R. B. Selection and evaluation procedures for whole-plant corn silage. Canadian Journal Plant Science, Ottawa, v. 58, p. 661-678, 1978. https://doi.org/10.4141/cjps78-101

HUTJENS, M. Selecting corn silage varieties. Disponível em: <http://dairynet.outreach.uiuc.edu/fulltest.cfm?section=1&documentID=408>. Acesso em: 20 jan. 2001.

KEPLIN, L. DA A. S.; SANTOS, I. R dos. Silagem de milho. Campinas: Fundação ABC, 1996. 46 p.

MENEGAZ, L. A.; PEREIRA, D..; ALMEIDA, E. Comparação qualitativa entre cultivares de milho (Zea mays L.) e sorgo (Sorghum bicolor L. Moench) forrageiro e duplo propósito na forma de silagem. In: REUNIÃO ANUAL DA SO- CIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 39., Recife, 2002. Anais... Recife: SBZ, 2002. CD-ROM

MELO, W. M. C.; PINHO, R. G.von; CARVALHO, M. L. M. Avaliação de cultivares de milho, para produção de silagem na região de Lavras, MG. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 23, n. 1, p. 31-39, 1998.

NEUMANN, M., RESTLE, J., ALVES FILHO, D. C. Resposta econômica da terminação de novilhos em confinamento, alimentados com silagens de diferentes híbridos de sorgo (Sorghum bicolor, L. Moench). Ciência Rural, Santa Maria, v. 32, n. 5, p. 849-854, set./out. 2002. https://doi.org/10.1590/S0103-84782002000500017

NUSSIO, L. G. Cultura de milho para produção de silagem de alto valor alimentício. In: SIMPÓSIO SOBRE NUTRIÇÃO DE BOVINOS, 4., 1991, Piracicaba. Anais... Piracicaba: FEALQ. 1991. p. 59-168.

PENATI, M. A. Relação de alguns parâmetros agronômicos e bromatológicos de híbridos de milho (Zea mays l.) com a produção, digestibilidade e o teor de MS da planta. 1995. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal e Pastagens) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba.

QUADROS, F. L. F. Qualidade da silagem de híbridos de milho (Zea mays) e sorgo (Sorghum sp.) In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 31., 1994, Maringá, Anais... Maringá: SBZ, 1994. p. 357.

RESENDE, J. A.; PEREIRA, M. N.; PINHO, R. G. von, FONSECA, A. H., Ruminal silage degradability and productivity of forage and grain-type sorghum cultivars. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 60, n. 3, p. 457-463, 2003. https://doi.org/10.1590/S0103-90162003000300007

SAS INSTITUTE (Cary, NC.). SAS User’s guide: statistics. 5.ed. Cary, NC, 1995. 1290 p.

VAN SOEST, P. J.; ROBERTSON, J. B.; LEWIS, B. A. Methods for dietary fiber, neutral detergent fiber, and nonstarch polysaccharides in relation to animal nutrition. Journal of Dairy Science, Champaign, v. 74, n. 10, p. 3583-3597, Oct. 1991. https://doi.org/10.3168/jds.S0022-0302(91)78551-2

VASCONCELOS, R. C. de; PINHO, R. G. von; REZENDE, A. V.; PEREIRA, M. N.; BRITO, A. H. de. Efeito da altura de corte das plantas na produtividade de matéria seca e em características bromatológicas da forragem de milho. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 29, n. 6, p. 11391145, 2005. https://doi.org/10.1590/S1413-70542005000600006

VILELLA, D. Silagem. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 9, n. 108, p.17-27, 1983.

VILLELA, T. E. A.; PINHO, R. G. von; GOMES, M. de S.; EVANGELISTA, A. R.; FERREIRA, D. V. Conseqüências do atraso na época de semeadura e de ensilagem em características agronômicas do milho. Ciência e Agrotecnologia, Lavras. v. 27, n. 2, p. 271-277, mar./ abr. 2003.

ZAGO, C. P. Cultura do sorgo para a produção de silagem de alto valor nutritivo. In: SIMPÓSIO SOBRE NUTRIÇÃO DE BOVINOS, 4, 1991, Piracicaba. Anais... Piracicaba: FEALQ, 1991. p. 169-218.