Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Ocorrência de Achatina fulica (Mollusca: Pulmonata: Achatinidae) em Três Bairros da Cidade de Macapá, Amapá

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v2n2p78-81

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Julio C. S. de Oliveira1, Thays S. Gonçalves2, Paulo R. Monteiro2, Igor O. Saraiva2 & Huann C. G. Vasconcelos1

 

Resumo: O presente estudo teve como objetivo verificar a ocorrência do caramujo africano Achatina fulica em três bairros da cidade de Macapá-Amapá. Para isso, coletas foram efetuadas em abril de 2010. As amostras foram efetuadas com a instalação de dois (2) quadrats de 2,00 x 2,00 metros, onde se verificava a presença dos moluscos, em 5 parcelas (lotes urbanos) de 10,00 x 25,00 metros em cada bairro, totalizando uma área de 3.750 m2. Os indivíduos foram coletados usando um esforço de 2 horas por parcela. Os indivíduos coletados foram contados, medidos e classificados de acordo com seu estágio de vida: juvenil, jovem e adulto. Ao todo foram coletados 578 animais, o que possibilitou estimar que existe mais de 24.600 caramujos em toda área urbana de Macapá. A maioria dos indivíduos capturados estava nos estágios juvenil e jovem, não ocorrendo nenhum indivíduo adulto. Os resultados obtidos permitem inferir que as populações de Achatina fulica nos bairros de Macapá estão em declínio, já que na localidade foram encontrados apenas indivíduos juvenis e jovens. O declínio populacional não significa que a população de A. fulica está sendo controlada, ou mesmo extinta na cidade.

Palavras-chave: Molusco; Achatina fulica; Macapá-Amapá.

 

Abstract: The present study aimed to verify the occurrence of African snail Achatina fulica in three quarters of the city of Macapá-Amapá. For this, samples were collected in April 2010. The samples were made with the installation of two (2) quadrats of 2.00 x 2.00 meters, where there was the presence of molluscs in 5 installments (urban lots) of 10.00 x 25.00 meters in every quarters totaling an area of 3,750 m2. Individuals were collected using a 2-hour effort per plot. The individuals collected were counted, measured and classified according to their stage of life: youth, young adult. Altogether 578 animals were collected, which allowed estimating that there are more than 24,600 snails throughout the urban area of Macapá. Most individuals were captured in juvenile and young stages, and there was no adult. The results infer that the populations of Achatina fulica in 5 quarters of Macapá are declining, since the locality were found only juveniles and youth. The population decline does not mean that the population of A. fulica is being controlled, or even extinct in the city.

Key words: Shellfish; Achatina fulica; Macapá-Amapá.

 

1 Laboratório de Ictiologia e Limnologia, Departamento de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Amapá. E-mail: juliosa@unifap.br; huannvasconcelos@unifap.br.
2 Acadêmico (a) do Curso de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Amapá.

 

Literatura Citada

ANGRA DOS REIS MONTA Esquema para Combater o Caramujo Africano. Disponível em<http://www.ambientebrasil.com.br> Matéria editada em 24 jan. 2002. Acesso em 01 de Agosto de 2004.

COWIE R. H. The decline of native Pacific island faunas: Changes in status of the land snail in Samoa through the 20th century. Biological Conservation, v.110, p. 55-65, 2003. http://dx.doi.org/10.1016/S0006-3207(02)00176-3

FISCHER, M. L & COLLEY, E. 2005. Espécie invasora em reservas naturais: caracterização da população de Achatina fulica Bowdich, 1822 (Mollusca – Achatinidae) na Ilha Rasa, Guaraqueçaba, Paraná. Brasil. Biota Neotropica 5 (1): http://www.biotaneotropica.org.br/v5n1/pt/download?article+BN03305012005+item (último acesso em 17/08/2006).

NASCIMENTO, L. K., CHAMY, P. & SALDANHA, I. A infestação da Achatina fulica no Vale do Ribeira: uma problemática sócio-ambiental, trabalho apresentado no III Congresso Brasileiro de Pesquisa Ambiental e Saúde, 2003, acesso: 24/09/2004 as 17:30h.

RAUT, S. K. & CHOSE, K. C. (1983). Food preference and feeding behavior of two pestiferous snails, Achatina fulica Bowdich and Macrochlamys indica Godwin-Austen. Records of the Zoological Survey of India, 80(1):421-40.

SANTOS, B. S.; MONTEIRO, D. P.; THIENGO, S. C. Achatina fulica (Mollusca, Achatinidae) na Ilha Grande, Angra dos Reis, Rio de Janeiro: Implicações para a saúde ambiental. Biociências, v. 10, p. 159-162, 2002.

SIMBERLOFF, D. How much information on population biology is needed to manage introduced species? Conservation Biology. v. 17, n.1, p. 83-92; 2002. http://dx.doi.org/10.1046/j.1523-1739.2003.02028.x

TELES H. M. S, FONTES L. R. Implicações da introdução e dispersão de Achatina fulica Bowdich, 1822 no Brasil. Boletim do Instituto Adolfo Lutz, v.12, n.1, p. 3-5, 2002.

TELES, H. M. S, VAZ, J. F, FONTES, L. R. & DOMINGOS, M. F. 1997. Registro de Achatina fulica Bowdich, 1822 (Mollusca, Gastropoda) no Brasil: caramujo hospedeiro intermediário de Angiostrongilíase. Rev. Saúde Pública 31:310-312. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101997000300014

THE WORLD CONSERVATION UNION (IUCN). 100 of the world’s worst invasive alien species. 2000. Disponível em http://www.issg.org/booklet.pdf . Acesso em 20/02/2010.

TOMIYAMA, K. (2002). Age dependency of sexual role and reproductive ecology in a simultaneously hermaphroditic land snail, Achatina fulica (Stylommatophora: Achatinidae). Venus, 60(4):273-83.

UNION CONCERNED SCIENTISTS (USC). The science of invasive species. 2001. Disponível em http://www.ucsusa.org/global_environment/invasive_species/index.cfm. Acesso 20 fev. 2010.