Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Florística e Estrutura da Comunidade Arbórea em Uma Floresta de Várzea na Área de Proteção Ambiental, Ilha do Combu, Belém, Pará

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v3n2p88-93

http://periodicos.unifap.br/index.php/biota/index 

downloadpdf

Arthur V. Lau1 & Mário A. G. Jardim2

 

Resumo: Este estudo teve como objetivo conhecer a composição florística e estrutura da comunidade arbórea de uma floresta de várzea localizada em uma área de proteção ambiental, na Ilha do Combu, município de Belém, no estado do Pará, Brasil. O inventário florístico abrangeu 2,75 ha em 11 parcelas de 50 x 50 m subdivididas em 5 transectos de 10 x 50 m onde foram amostradas todas as espécies arbóreas com DAP ≥ 10 cm e estimada a altura. O material botânico foi identificado em nível de família, gênero e espécie no Herbário João Murça Pires do Museu Paraense Emílio Goeldi. Foram calculados os parâmetros fitossociológicos e estabelecidas as classes de tamanho para a estratificação do diâmetro e altura. Os resultados mostraram 5.731 indivíduos distribuídos em 21 famílias, 51 gêneros e 61 espécies. As famílias com maior número de espécies foram Fabaceae (14) e Arecaceae (7) e Euterpe oleracea Mart. com o maior número de indivíduos (4.259). Observou-se que aproximadamente 84% dos indivíduos ocuparam as três primeiras classes de altura, demonstrando o modelo característico de florestas tropicais. Na distribuição diamétrica, as classes com maior indivíduos foram II, III e IV havendo um decréscimo significativo nas maiores classes. A diversidade de espécies registradas demonstra o bom estado de conservação da floresta.

Palavras-chave: fitossociologia; conservação, Euterpe oleracea.

 

Abstract: This study aimed to describe the structure and the floristic composition of a floodplain Forest in the Combu Island, Belém, State of Pará, Brazil. This research has taken place in 2.75 ha plots of 50 x 11 50 m subdivided into 5 transects of 10 x 50 m. Trees species with DBH ≥ 10 cm were evaluated and height was estimated. The botanical material was identified int family, genera and species and incorporated in the João Murça Pires Herbarium (MG). For phytosociology analysis were calculated and established diameter and height classes. The results showed 5.731 individuals in 21 families, 51 genera and 61 species. Families with more species were Fabaceae (14) and Arecaceae (7) and Euterpe oleracea Mart. stood out getting the highest number of individuals (4259). It was observed that approximately 84% of individuals in the three height classes, showing the characteristic pattern of tropical forests. For diameter distribution, the subjects were more classes II, III and IV there was a significant decrease in larger classes. The diversity of species recorded demonstrates the good condition of the forest.

Key words: phytosociology; conservation; Euterpe oleracea.

 

1 Bacharel em Ciências Ambientais, Mestrado em Botânica Tropical. Museu Paraense Emílio Goeldi. E-mail: arthurlau@museu-goeldi.br
2 Engenheiro Florestal, Doutor em Ciências Biológicas-Ecologia Vegetal. E-mail: jardim@museu-goeldi.br

 

Literatura Citada

ALMEIDA, A. F.; JARDIM, M. A. G. Florística e estrutura da comunidade arbórea de uma floresta de várzea na Ilha de Sororoca, Ananindeua, Pará, Brasil. Scientia Forestalis, Piracicaba, v.39, n.90, p.191-198, 2011.

APG III (THE ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP). An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants. Botanical Journal of the Linnean Society, 141: 399-436, 2009.

BATISTA, F. J.; JARDIM, M. A. G.; MEDEIROS, T. D. S.; LOPES, I. L. M. Comparação florística e estrutural de duas florestas de várzea no estuário amazônico, Pará, Brasil. Revista Árvore, v.35, n.2, p.289-298, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622011000200013

CARIM, M. J. V.; JARDIM, M. A. G.; MEDEIROS, T. D. S. Composição florística de floresta de várzea no município de Mazagão, estado do Amapá, Brasil. Scientia Forestalis, v.36, n.79, p.191-201, 2008.

CARVALHO, F. A.; NASCIMENTO, M. T. Estrutura diamétrica da comunidade e das principais populações arbóreas de um remanescente de floresta atlântica submontana (Silva Jardim-RJ, Bradil). Revista Árvore, v.33, n.2, p.327-337, 2009. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622009000200014

CIENTEC. Software Mata Nativa 2, Sistema para análises fotossociológicas e elaboração de inventários e planos de manejo de florestas nativas. Universidade federal de Viçosa: Viçosa, 2006.

GAMA, J. R. V.; BOTELHO, S.A.; BENTES-GAMA, M. M. Composição florística e estrutura da regeneração natural de floresta secundária de várzea baixa no estuário amazônico. Revista Árvore, Viçosa, v.26, n.5, p.559-566, 2002.

JARDIM, M. A. G. Morfologia e ecologia do açaizeiro Euterpe oleracea Mart. e das etnovariedades espada e branco em ambiente de várzea do estuário amazônico.2000. 119f. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Pará/UFPA, Belém, 2000.

JARDIM, M. A. G.; CUNHA, A. C. C. Caracterização estrutural de populações nativas de palmeiras do estuário amazônico. Bol. Mus. Para. Emilio Goeldi, v.14, n.1,p.33-41,1998.

JARDIM, M. A. G.; VIEIRA, I. C. G. Composição florística e estrutura de uma floresta de várzea do estuário amazônico, Ilha do Combu, estado do Pará, Brasil. Bol. Mus. Para. Emilio Goeldi, v.17, n.2, p.333-354,2001.

JARDIM, M. A. G.; BATISTA, F. J.; MEDEIROS, T. D. S.; LOPES, I. L. M. A floresta de várzea: Espécies arbóreas e usos. In: JARDIM, M. A. G.; ZOGHBI, M. G. B (Ed.). A flora da resex Chocoaré-Mato Grosso (PA), diversidade e usos. Museu Paraense Emílio Goeldi: Coleção Adolpho Ducke, Belém, 2008, 25-36 p.

JARDIM, M. A. G.; SANTOS, G. C.; MEDEIROS, T. D. S.; FRANCEZ, D. C. Diversidade e estrutura de palmeiras em floresta de várzea do estuário amazônico. Amazônia: Ciência & Desenvolvimento,v.4, n.2, p.67-84, 2007.

JARDIM, M. A. G.; AMARAL, D. D.; SANTOS, G. C.; MEDEIROS, T. D. S.; SILVA, C. A.; FRANCEZ, D. C.; NETO, S. V. C. Análise florística e estrutural para avaliação da fragmentação nas florestas de várzea do estuário amazônico. In: JARDIM, M. A. G.; MOURÃO, L.; GROISSMAN, M. (Ed.). Açaí, possibilidades e limites para o desenvolvimento sustentável no estuário amazônico. Museu Paraense Emílio Goeldi: Coleção Adolpho Ducke, Belém, 2004, 101-121p.

MAUES, B. A. R.; JARDIM, M. A. G.; BATISTA, F. J.; MEDEIROS, T. D. S.; QUARESMA, A. C. Composição florística e estrutura do estrato inferior da floresta de várzea na área de proteção ambiental Ilha do Combu, município de Belém, estado do Pará. Revista Árvore, v.35, n.3, p.669-677, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622011000400011

RABELO, F. G.; ZARIN, D. J.; OLIVEIRA, F. A.; JARDIM, F. C. S. Diversidade, composição florística e distribuição diamétrica do povoamento com DAP ≥ 5 cm em região de estuário no Amapá. Revista de Ciências Agrárias, v.37, p.91-112, 2002.

SANTOS, S. R. M.; MIRANDA, I. S.; TOURINHO, M. M. Análise florística e estrutural de sistemas agroflorestais das várzeas do rio Juba, Cametá, Pará. Acta Amazonica, v.34, n.2, p.251-263, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672004000200013

SANTOS, G. C.; JARDIM, M. A. G. Florística e estrutura do estuário arbóreo de uma floresta de várzea no município de Santa Bárbara do Pará, Estado do Pará, Brasil. Acta Amazonica, v.36, n.4, p.437-446, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672006000400006