Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Perfil das Intoxicações Notificadas na Paraíba, de 2009 a 2013

DOI: http://dx.doi.org/10.18605/2175-7275/cereus.v7n2p78-87

http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/index 

downloadpdf

Hayanne O. da S. Nóbrega1, Edwirde L. Silva1, Saulo R. Mariz1, Gerson Bragagnolli1 & Sayonara M. L. Fook1

 

Resumo: O uso abusivo de substâncias não prescritas por profissionais de saúde, acidentes com animais peçonhentos e não peçonhentos, além do consumo ilegal de drogas caracterizam os principais motivos de intoxicações graves e possíveis óbitos. Esse artigo propôs a traçar o perfil epidemiológico das intoxicações notificadas no Estado da Paraíba, de 2009 a 2013. Foram utilizadas as fichas do Sinan dos dois únicos Centros de Controle de Intoxicação da Paraiba, localizados em João Pessoa (Ceatox-JP) e Campina Grande (Ceatox-CG). Foi observado que a população estudada é tipicamente feminina (56,14%), urbana (87%), na faixa etária de 20 a 29 anos (20,1%) e de escolaridade intermediária, com 38,5% não tendo concluído o ensino fundamental. A circunstância mais prevalente no estudo foi o acidente individual (89,5%), ocasionado, principalmente por acidente escorpiônico (54,9%). Na análise de riscos, o paciente do Ceatox-CG possui cinco vezes mais risco de intoxicação por medicamentos do que o paciente do Ceatox-JP (p=0,000) e acidentes escorpiônicos são cerca de seis vezes mais comuns nos intoxicados atendidos pelo Ceatox-JP.

Palavras-chave: Intoxicações; epidemiologia; análise de risco

 

Abstract: Substance overabuse non prescribed by health professionals , accidents with venomous and non venomous animals, besides illegal drug use, are the main reasons for severe intoxications and possible deaths. The goal of this paper is to propose to define the epidemiological profile of intoxications reported in Paraiba state from 2009 to 2013. Clinical charts from the only two centers for intoxication control in Paraiba, located in João Pessoa (Ceatox-JP), and Campina Grande (Ceatox-CG) were used to gather information. We found that the target population was mainly females (56.14%), urban inhabitants (87%), in an age range 20-29 years (20.1%), usually in the middle school but without having completed middle school (38.5%). The most common event in this study was an individual accident (89.5%), caused mainly by a contact with a scorpion (54.9%). When risks were analyzed, patients from Ceatox-CG, demonstrated five times higher risk of medication intoxication as compared to those patients from Ceatox-JP (p=0.000) and scorpions related accidents were almost six times more frequent in those intoxicated and treated at Ceatox-JP.

Key words: Intoxications; Epidemiology; Risk Analysis.

 

1 Programa de Pós Graduação em Saúde Pública, Mestrado acadêmico, Universidade Estadual da Paraíba, E mail para correspondência: hayannenobrega@gmail.com

 

Literatura Citada

BARBOSA JÚNIOR, J. et al. Acidentes com animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpiões) – Ações educativas e de Assistência junto à população paraibana. XIV ENEX 2013. Disponível em: <http://www.prac.ufpb.br/enex/trabalhos/4CCSDCFPROBEX2013854.pdf>. Acesso em: 20 jan. de 2015.

BUCARETCHI, Fábio.; BARACAT, Emílio. Exposições tóxicas agudas em crianças:um panorama. J Pediatr. Porto Alegre, v. 81, n. 5, nov. 2005, p. 212–222.

CHURI, Shobha et al. Evaluation of poison information services provided by a new poison information center. Indian J Pharmacol. Índia, v.45, n. 5, set-out. 2013, p. 496-501.

GIBBONS, Robert; MANN, John. Strategies for quantifying the retaltionship between medications and suicidal behaviour: what has been learned? Drug safety. Chicago, v. 34, n. 5. 2011, p. 375-395.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Série estudos e pesquisas: Síntese de indicadores sociais 2013 – uma análise das condições de vida da população brasileira. 2013. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/estadosat/perfil.php?sigla=pb>. Acesso em: 19 jan 2015.

IDMEP - Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual. Anuário estatístico do estado da Paraíba 2010. 2010. Disponível em: <http://www.ideme.pb.gov.br/index.php/informacoes-por-regioes-geo/cat_view/2-anuario-estatistico/445-anuario2010.html>. Acesso em: 20 jan 2015.

LOURENÇO, Juliana et al. Intoxicações exógenas em crianças atendidas em uma unidade de emergência pediátrica. Acta Paul Enferm. São Paulo, v. 21, n.2. 2008, p. 282-286.

MATETI, Uday et al. A critical and comprehensive review on Toxicovigilance. Chron Young Sci. Austrália, v. 2, n. 4, 18 fev. 2011, p.182-185.

MEREDITH, T.J. Epidemiology of poisoning. Pharmac Ther. v. 59, n. 3. 1993, p. 251-256.

MORAIS, Isabel Cristina Oliveira de. et al. Perfil epidemiológico das intoxicações medicamentosas registradas pelo Centro de Assistência e Informação Toxicológica de Campina Grande (PB) no período de 2005 a 2007. Rev. Bras. Farm, v. 89, n. 4. 2008, p.352-357.

OLIVEIRA, Hellyson Fidel Araújo de. et al. Epidemiologia dos acidentes escorpiônicos ocorridos na Paraíba – Nordeste do Brasil. Biofar, v. 8, n. 2. 2012, p. 86-96.

SINITOX – Sistema Nacional de Informação Toxico farmacológica. Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Informação Científica e Tecnológica. Estatística Anual de Casos de Intoxicação e Envenenamento. Brasil, 2012. Disponível em: <http://www.fiocruz.br/sinitox>. Acesso em: 19 jan 2015.

TAVARES, Erika Okuda et al. Fatores associados à intoxicação infantil. Esc Anna Nery. Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, jan-mar. 2013, p. 31-37.

VERDOORN, Gerhard. Toxicovigilance: esperience of the Tygerberg Poison Information Centre in context. SAMJ. África do Sul, v. 103, n. 5. 2013, p. 288-289.

WHO - World Health Organization. International Programme on chemical safety. Guidelines for poison control World health organization, 1997. Disponível em: <http://www.who.int/ipcs/publications/training_poisons/guidelines_poison_control/en/>. Acesso em: 20 jan 2014.