crosscheckdeposited

Produção do Espaço e Renda Fundiária: A Valorização do Espaço Urbano de São Luís-MA e suas Contradições

DOI: http://dx.doi.org/10.18766/2446-6549/interespaco.v1n1p27-48

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco 

downloadpdf

Luiz E. N. dos Santos1

 

Resumo: O presente artigo contempla um estudo qualitativo sobre a produção do espaço urbano de São Luís sob a ótica da renda da terra e suas contradições principais. Nos últimos anos verificou-se uma rápida escalada no preço dos imóveis horizontais e verticais na cidade de São Luís, tanto para compra e venda quanto para aluguel. Este processo ocorreu com a ajuda dos investimentos estatais na área habitacional, como o fácil acesso ao crédito, maiores prazos para financiamento, juros menores, o que propiciou uma ampliação considerável na demanda por imóveis na cidade. A pesquisa contou com uma análise dos preços de imóveis (compra, venda e aluguel) em alguns bairros (nobres e periféricos) do município de São Luís no período de 2005 a 2010. Tal levantamento foi realizado em três empresas imobiliárias durante o ano de 2012, são elas: Pereira Feitosa; Ronierd Barros; e Cantanhede. Além disso, foi verificado via web e no Arquivo Público do Estado do Maranhão, as sessões de classificados com os preços de mercado dos imóveis. Observa-se, portanto, um processo desigual na apropriação de terrenos e de imóveis por parte da população, através de um discurso disseminado por construtores como estratégia para auferir diferentes tipos de renda em lugares previamente escolhidos na cidade.

Palavras-chave: Produção do espaço; Renda da Terra; Urbanização; São Luís.

 

Abstract: The present article is a qualitative study on the production of urban space of São Luís from the perspective of rent and its major contradictions. In recent years there has been a rapid escalation in the price of the horizontal and vertical properties in the city of São Luís, both for purchase and sale or for rent. This process took place with the help of state investments in housing, such as access to credit, financing for longer terms, lower interest rates, which led to a considerable expansion in the demand for real estate in the city. The research involved an analysis of housing prices (purchase, sale and rent) in some neighborhoods (noble and peripherals) of São Luís in 2005 to 2010 period. This survey was conducted in three real estate companies during the year 2012, they are: Pereira Feitosa; Ronierd Barros; and Cantanhede. In addition, it was found via the web and in Maranhão State Public Archives, the sessions classified with market property prices. We observe, therefore, an uneven process in ownership of land and property from the people, through a discourse disseminated by builders as a strategy for obtaining different types of income in preselected locations in the city.

Key words: Production of space; Land rent; Urbanization; São Luís

 

1 Licenciado em Geografia e Mestre em Desenvolvimento Socioeconômico – UFMA. Professor Assistente do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas – UFMA/Campus de Grajaú. luiz.neves@ufma.br

 

Literatura Citada

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA (ABECIP). Indicadores do Crédito Imobiliário. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, 2009.

BOTELHO, Adriano. O Urbano em Fragmentos: a produção do espaço e da moradia pelas práticas do setor imobiliário. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2007.

BRASIL. Lei de Livre Acesso a Informação (Lei Federal nº 12.527/2011). Caixa Econômica Federal, 2011.

BRAVERMAN, Harry. Trabalho e Capital Monopolista: a degradação do trabalho no século XX. Rio de Janeiro: LTC, 1987.

CARLOS, Ana Fani. A. “Novas” contradições do espaço. In: DAMIANI, A. L.; CARLOS, A. F. A.; SEABRA, O. C. L. O espaço no fim de século: a nova raridade. São Paulo: Contexto, 2001.

CASTELLS, M. A Questão Urbana. 4. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

CUNHA, P. V.; SMOLKA, M. O. Notas críticas sobre a relação entre rendas fundiárias e uso do solo urbano. Seminário “A Renda Fundiária na Economia Urbana”. São Paulo, Nov. 1978. 30 p.

DEÁK, C. O Mercado e o Estado na organização espacial da produção capitalista. Espaço e Debates, São Paulo, v. 28, p. 18-31, 1989.

DAVIS, Mike. Planeta Favela. São Paulo: Boitempo, 2006.

HARVEY, David. A Justiça Social e a Cidade. São Paulo: Hucitec, 1980.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em 15 dez. 2012.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Coordenação de Contas Nacionais, Contas regionais do Brasil 2011. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/pesquisas/pesquisa_resultados.php?id_pesquisa=48>. Acesso em 25 out. 2012.

LEFEBVRE, Henri. A reprodução das relações de produção. Porto: Publicações Escorpião, 1973.

LEFEBVRE, Henri. Espacio y Politica: El Derecho a la Ciudad, II. Barcelona: Ediciones Península, 1976.

LEFEBVRE, Henri. A vida cotidiana no mundo moderno. São Paulo: Ática, 1991.

LEFEBVRE, Henri. A Revolução Urbana. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

LOJKINE, J. O Estado capitalista e a questão urbana. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

OLIVEIRA, A. U. Modo de Produção Capitalista, Agricultura e Reforma Agrária. São Paulo: FFLCH, 2007, 184p.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1986. V. 2, Livro Terceiro, o processo de circulação do capital. (Coleção Os Economistas).

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1988. V. I, Livro Primeiro, O processo de produção do capital. (Coleção Os Economistas).

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. V. 6, Livro Terceiro, O processo global de produção capitalista.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. 31. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013. V. 1, Livro Primeiro, O processo de produção do capital.

MIYAZAKI, V. K.; WHITACKER, A. M. O processo de aglomeração urbana: um estudo sobre Presidente Prudente e Álvares Machado no Estado de São Paulo, Brasil. Scripta Nova (Barcelona), Universidade de Barcelona, v. IX, n.194, 2005.

RIBEIRO, L. C. Q. Dos Cortiços aos Condomínios Fechados: as formas de produção da moradia na cidade do Rio de Janeiro. Civilização Brasileira: Rio de Janeiro: IPPUR, UFRJ: FASE, 1997.

RICARDO, David. Princípios de Economia Política e Tributação. 3ª ed., São Paulo: Nova Cultural, 1988.

SANDRONI, Paulo. Novo Dicionário de Economia. 9ª ed., São Paulo: Editora Bast Seller, 1998.

SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 2002. (Coleção Milton Santos 1).

SANTOS, Milton. Por Uma Economia Política da Cidade: O caso de São Paulo. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 2009. (Coleção Milton Santos 14).

SANTOS, Milton. Por uma Geografia Nova: da crítica da Geografia à uma Geografia Crítica. 6. ed. São Paulo: EDUSP, 2012.

SINGER, Paul. O uso do solo urbano na economia capitalista. In: MARICATO, E. (Org.). A Produção Capitalista da Casa (e da Cidade) no Brasil Industrial. São Paulo: Alfa-Omega, 1982. p. 21-36.

SMITH, Adam. A Riqueza das Nações. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

SOUZA, Maria Adélia A. A identidade da metrópole. São Paulo: EDUSP, 1994.

TOPALOV, C. La Urbanización Capitalista: algunos elementos para su análisis. México: Edicol, 1979.

VALVERDE, O. Grande Carajás: Planejamento da Destruição. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1989.