Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Entre Fragmentos e Ruínas: O. G. Rego de Carvalho e os Dilemas Intelectuais de Uma Geração1

DOI: http://dx.doi.org/10.18766/2446-6549/interespaco.v1n1p178-190

http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/interespaco 

downloadpdf

José M. V. de Andrade2

 

Resumo: Neste trabalho, discute-se sobre a atuação e a produção intelectual do literato Orlando Geraldo Rego de Carvalho enquanto pretexto para pensarmos os dilemas culturais vivenciados ou experimentados pela sociedade teresinense na metade do século XX. Procurando descortinar os nexos essenciais existentes entre as transformações urbanas ocorridas nessa época e a experiência intelectual protagonizada por O. G. Rego de Carvalho, analisa-se nesse estudo, como o referido literato pensou e registrou em seus textos, as tensões, os conflitos e os paradoxos vivenciados pela sociedade local, entre o final dos anos quarenta e início da década de sessenta. Em meio às questões centrais discutidas, enfatiza-se, primeiramente, as polêmicas e os debates em torno das mudanças ocorridas nas sociabilidades urbanas e, a relação existente entre essas mudanças e os projetos de renovação da produção literária, elaborados pelos homens de letras. Em seguida, a partir de uma análise da trilogia ficcional do literato, analisa-se a sensação de dilaceramento e de perda das referências vivenciados por esses indivíduos, bem como o esforço empreendido por eles para, através da ficção, tentar descortinar uma experiência narrativa transcendental e salvadora. Depois de percorridos essa diversidade de textos, evidencia-se que, de modo geral, a atuação e a produção intelectual de O. G. Rego de Carvalho, traduziu-se enquanto registros de uma experiência histórica de perda e fragmentação que procurava fazer das mudanças ocorridas no período e da passagem do tempo algo menos corrosivo e destruidor.

Palavras-chave: História; Literatura; Experiência Urbana; O. G. Rego de Carvalho.

 

Abstract: This paper, we discuss about the performance and intellectual production of literary Orlando Geraldo Rego de Carvalho as a pretext to think the experienced or cultural dilemmas experienced by Teresina society in the mid-twentieth century. Looking uncover existing essential links between urban transformations that occurred at that time and intellectual experience starring O G Rego de Carvalho, is analyzed in this study, as said literary thought and recorded in his texts, tensions, conflicts and paradoxes experienced by local society, between the late forties and early sixties. Among the key issues discussed, we emphasize, first, the controversies and debates around the changes in urban sociability, and the relationship between these changes and renovation projects of literary production, produced by men of letters. Then, from an analysis of the fictional trilogy of literary, analyzes the feeling of tearing and loss of references experienced by these individuals as well as the efforts made by them to, through fiction, trying to figure out a transcendental narrative experience and saving. After traveling this diversity of texts, it is evident that, in general, the performance and intellectual production O. G. Rego de Carvalho, resulted in records as a historical experience of loss and fragmentation that sought to make the changes in the period and the passage of time something less corrosive and destructive.

Key words: History; Literature; Urban Experience; O. G. Rego de Carvalho.

 

1 Este texto corresponde a um pequeno fragmento da discussão desenvolvida na dissertação de mestrado, defendida em 2009, junto ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Piauí, intitulada Entre narrativas e fragmentos: História, Literatura e Experiência Urbana em O. G. Rego de Carvalho.
2 Licenciado e Mestre em História pela Universidade Federal do Piauí. Doutorando em História Social pela Universidade Federal do Ceará. Professor Assistente do Curso de Licenciatura em Ciências Humanas/Geografia – UFMA/Campus de Grajaú.

 

Literatura Citada

ANDRADE, José Maria Vieira. Entre narrativas e fragmentos: história, literatura e experiência urbanas em O. G. Rego de Carvalho. 2009. 126f. Dissertação (Mestrado em História do Brasil) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2009.

CARVALHO, O. G. Rego. Editorial. In: Caderno de Letras Meridiano, Teresina, v. 3, 1950, p. 3-4.

CARVALHO, O. G. Rego. Ficção reunida. Teresina: Corisco, 2003.

CARVALHO, O. G. Rego. Romancista O. G. Rego de Carvalho. Entrevista concedida a Pompílio Santos. Jornal o Estado. Teresina, 21-22/12/1977. In: KRUEL, Kenard (Org.). O. G. Rego de Carvalho: fortuna crítica. Teresina: Zodíaco, 2007, p. 315 -317.

CARVALHO, O. G. Rego. Somos todos inocentes. Entrevista concedida a Tarciso Prado. In: KRUEL, Kenard (Org.). O. G. Rego de Carvalho: fortuna crítica. Teresina: Zodíaco, 2007, p. 202-206.

FIGUEIREDO, Maria G. F. dos. Rio subterrâneo: estrutura e intertextualidade. EDUFPI, 1995.

GAGNEBIM, Jeanne Marie. História e Narração em Walter Benjamin. São Paulo: Perspectiva, 1999.

HARVEY, David. A condição pós-moderna: um estudo sobre a origem da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 1992.

KRUEL, Kenard (Org.). O. G. Rego de Carvalho: fortuna crítica. Teresina: Zodíaco, 2007.

NIETZSCHE, Frederic. Para além do bem e do mal: prelúdio a uma filosofia do futuro. Trad. Paulo Cezar de Sousa. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

PAZ, Otávio. A outra voz. Trad. Wladir Dupont. São Paulo: Ed. Siciliano, 1993.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Altas Literaturas: escolha e valor na obra crítica de escritores modernos. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

QUEIROZ, Teresina de Jesus Mesquita. Do Singular ao Plural. Recife: Bagaço, 2006.

SILVA, Jaison. Urbes Negra: melancolia e representação urbana em Noite Vazia (1964), de Walter Hugo Khouri. 2007. 191f. Dissertação (Mestrado em História do Brasil) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2007.

Vez do Piauí. Jornal O Piauí, Teresina, p. 3, 29 de dezembro de 1949.