Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Desenvolvimento de Mudas de Pinhão Manso Sob Diferentes Doses de Nitrogênio

DOI: http://dx.doi.org/10.12971/2179-5959.v03n02a03

http://www.prp.ueg.br/revista/index.php/agrotecnologia/index 

downloadpdf

Ricardo G. de Freitas1, Sandra F. de Araujo1, Fábio S. Matos2, Robson F. Missio3 & Luiz A. dos S. Dias4

 

Resumo: Jatropha curcas L. (Euphorbiaceae) é uma espécie oleaginosa, conhecida popularmente como pinhão manso. É uma planta de grande potencial econômico, sobretudo por suas sementes constituírem matéria-prima para a produção de óleo para biodiesel. Esta característica tem contribuído para o aumento da exploração comercial desta cultura. Trata-se de um arbusto de desenvolvimento rápido, podendo iniciar sua produção já no sétimo mês após o plantio, permanecendo produtiva por aproximadamente 40 anos. Pouco se conhece sobre a bioquímica e a fisiologia do pinhão manso; não existem cultivares definidas e alguns aspectos agronômicos ainda carecem de investigação como, por exemplo, a exigência nutricional. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito de diferentes doses de nitrogênio sobre as características fisiológicas de mudas de pinhão manso. O experimento foi conduzido em casa de vegetação na Universidade Estadual de Goiás. Sementes de pinhão manso foram semeadas em vasos plásticos de 12 L, contendo uma mistura de 30% de areia e 70% de solo. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos (50; 150; 250 e 350 kg ha-1 de nitrogênio, correspondendo a T1; T2; T3 e T4) e seis repetições. A umidade do substrato foi mantida próxima à capacidade de campo, via irrigações diárias. A fotossíntese e o acúmulo de biomassa aumentaram de forma linear ao aumento das doses de nitrogênio. As mudas de pinhão manso desenvolvidas com doses de 250 e 350 kg ha-1 de nitrogênio apresentaram-se vigorosas e aptas para plantio em campo.

Palavras-chave: biodiesel, Jatropha curcas, fisiologia

 

Abstract: Jatropha curcas L. (Euphorbiaceae) is an oleaginous species, popularly known as pinhão manso. It is a plant of great economic potential, especially for its seeds constitute raw material for the production of oil for biodiesel. This characteristic has contributed to increasing the commercial exploitation of this crop. It is a shrub of rapid development, may start production already in the seventh month of planting, remaining productive for nearly 40 years. Little is known about the biochemistry and physiology of pinhão manso, there are no defined cultivars and agronomic aspects still need further research, for example, the nutritional requirement. This study evaluated the effect of different doses of nitrogen on physiological characteristics of seedlings of pinhão manso. The experiment was conducted in a greenhouse in State University of Goiás. Seeds pinhão manso were sown in plastic pots of 12 L of a mixture containing 30% sand and 70% ground. We used a completely randomized design with four treatments (50, 150, 250 and 350 kg ha-1 nitrogen, corresponding to T1, T2, T3 and T4) and six repetitions. The substrate moisture was maintained near field capacity, through daily irrigations. The photosynthesis and biomass accumulation increased linearly with increasing doses of nitrogen. pinhão manso seedlings developed at doses of 250 and 350 kg ha-1 nitrogen showed up strong and adptas for planting in the field.

Key words: biodiesel, Jatropha curcas, physiology

 

1 Doutorandos, Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa-MG, CEP: 36570-000, Email: ricardogalvaoagro@yahoo.com.br
2 Prof. Doutor, Universidade Estadual de Goiás, UnU-Ipameri
3 Prof. Doutor, Universidade Federal do Paraná (UFPR)
4 Prof. Doutor, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

 

Literatura Citada

ANP - AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Disponível em: <http://www.anp.gov.br/id=472> Acesso em: 20 de mar. 2012.

ANP - AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS. Disponível em: <http://www.anp.gov.br/id=472> Acesso em: 10 de ago. 2010.

ARAÚJO, W. L. Limitações da fotossíntese em folhas de diferentes posições da copa do cafeeiro (Coffea arabica L.). 2006. 43 p. Dissertação (Mestrado em Fisiologia Vegetal) - Viçosa, Universidade Federal de Viçosa.

BENINCASA, M. M. P. Análise de crescimento de plantas: noções básicas, Jaboticabal: FUNEP, ed.2, 42 p. 2003.

BLOOM, A. J.; CHAPIN, F. S; MOONEY, H. A. Resource limitation in plants – an economic analogy. Annual Reviews of Ecology and Systematics, v.16, p.363-392, nov. 1985. https://doi.org/10.1146/annurev.es.16.110185.002051

CAMARGO, R.; PIRES, S. C.; MALDONADO, A. C.; CARVALHO, H. P.; COSTA, T. R. Avaliação de substratos para a produção de mudas de pinhão-manso em sacolas plásticas. RevistaTrópica, CiênciasAgrárias e Biológicas, v. 5, n. 1, p. 31, 2011.

CATALDO, D. A.; SCHRADER, L. E.; YOUNGS, V. L. Analysis by digestion and colorimetric assay of total nitrogen in plant tissues high in nitrate. Crop Science, v.14, p.854-856. 1974. https://doi.org/10.2135/cropsci1974.0011183X001400060024x

CATALDO, D. A.; HAROON, M.; SCHRADER, L. E.; YOUNGS, V. I. Rapid colorimetric determination of nitrate in plant tissue by nitration of salicylic acid. Communications in Soil Science and Plant Analysis, v.6, p. 71-80. 1975. https://doi.org/10.1080/00103627509366547

COSTA, T. R.; CAMARGO, R. Produção de mudas de pinhão manso (Jatrophacurcas L.) em tubetes a partir de diferentes fontes de matéria orgânica. Revista Horizonte Científico, v.3, n.1, p. 1-17, 2009.

DIAS, L. A. S.; LEME, L. P.; LAVIOLA, B. G.; PALLINI, A.; PEREIRA, O. L.; CARVALHO, M.; MANFIO, C. E.; SANTOS, A. S.; SOUSA, L. C. A.; OLIVEIRA, T. S.; DIAS, D. C. F. S. Cultivo de pinhão-manso (Jatrophacurcas L.) para produção de óleo combustível. 1 ed. Viçosa: LAS Dias., p. 40, 2007.

EVANS, J.R. Photosynthesis and nitrogen relationships in leaves of C3 plants. Oecologia, v.78, n.1, p. 9-19, jan.1989. https://doi.org/10.1007/BF00377192

FERREIRA, D. F. SISVAR: um programa para análises e ensino de estatística. Revista Symposium, Lavras, v. 6, n. 1, p. 36-41, 2008.

GEDROC, J.J, MCCONNAUGHAY, K.D.M, COLEMAN, J.S. Plasticity in root/shoot partitioning: optimal, ontogenetic, or both? Functional Ecology, v.10, n.1, p. 44-50, 1996.  https://doi.org/10.2307/2390260

GUIMARAES, M. M. B. Fontes de fertilizantes nitrogenados e seus efeitos no crescimento da mamoneira (Ricinuscommunis L.). 2007. 54 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande.

LAVIOLA, B.G.; DIAS, L.A.S.Teor e acúmulo de nutrientes em folhas e frutos de pinhão-manso.Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.32, n.5, p. 1969-1975. 2008. https://doi.org/10.1590/S0100-06832008000500018

LIMA, R. L. S.; SEVERINO, S. L.; SOFIATTI, V.; GHEYI, H. R.; CARVALHO, G. S.; ARRIEL, N. H. C. Crescimento e nutrição de mudas de pinhão manso em substrato contendo composto de lixo orgânico. Revista Caatinga, v. 24, n. 3, p. 167-172, 2011.

MATOS, F, S.; MOREIRA, C. V.; MISSIO, R. F.; DIAS, L. A. S. Caracterização fisiologica de mudas de JatrophacurcasL. produzidas em diferentes níveis de irradiância. Revista Colombiana de Ciências Hortícolas, v. 3, n.1, p. 126-134, 2009. https://doi.org/10.17584/rcch.2009v3i1.1204

MATOS, F. S.; GAMBOA, I.; RIBEIRO, R. P.; MAYER, M. L.; NEVES, T, G.; LEONARDO, B. R. L.; SOUZA, A, C. Influência da intensidade luminosa no desenvolvimento de mudas de Jatrophacurcas L. Agrarian, v. 4, n.14, p. 265-272, 2011.

MÜLLER, I.; SCHMID, B .; WEINER, J. The effect of nutrient availability on biomass allocation patterns in 27 species of herbaceous plants. Australian Journal of Plant Physiology, v.27, n.2, p.115-127, nov. 2000. https://doi.org/10.1078/1433-8319-00007

POMPELLI, M. F.; MARTINS, S. C.V.; CELIN, E. F.; VENTRELLA, M. C.; DAMATTA, F. M. What is the influence of ordinary epidermal cells and stomata on the leaf plasticity of coffee plants grown under full-sun and shady conditions? BrazilianJournalBiology, v. 70, n. 4, p. 1083-1088, 2010. https://doi.org/10.1590/S1519-69842010000500025

PRATES, F. B. S.; LUCAS, C. S. G.; SAMPAIO, R. A.; JÚNIOR, D. S. B.; FERNANDES, L. A.; ZUBA, G. R.Crescimento de mudas de pinhão-manso em resposta a adubação com superfosfato simples e pó-de-rocha,Revista Ciência Agronômica, v. 43, n. 2, p. 207-213, 2012. https://doi.org/10.1590/S1806-66902012000200001

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia Vegetal. 4. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2009.

TOMINAGA, N.; KAKIDA, J.; YASUDA, E. K.; SOUSA, L. A. S.; RESENDE, P. L. & SILVA, N. D. Cultivo do pinhão-manso para produção de biodiesel. Viçosa, Centro de Produções Técnicas, 2007. 220p.