Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Efeito da Irradiação e do Armazenamento em Algumas Características dos Grãos de Soja1

DOI: http://dx.doi.org/10.12971/2179-5959.v03n02a07

http://www.prp.ueg.br/revista/index.php/agrotecnologia/index 

downloadpdf

Hugo F. de Oliveira2, Flávia G. Vasconcelos3, Jackeline C. Alvarenga4, Suely M. C. Bastos5 & Diego Palmiro R. Ascheri6

 

Resumo: O impacto da supersafra brasileira conduz ao armazenamento da soja por longos períodos e, com isto, o risco de perdas da qualidade do grão. Por isso, há necessidade de estudar os efeitos de novas tecnologias que permitam manter a qualidade da soja durante o seu armazenamento. O objetivo do presente trabalho foi verificar se a irradiação de raios X e o período de armazenamento afetam os teores de água, óleo e proteína (componentes majoritários de interesse comercial) de grãos de soja (Glycine max L.) da cultivar Emgopa 302. O experimento combinou dois fatores: dosagem de raios X com 4 níveis de irradiação [0, 50, 65 e 70 kV] e período de armazenamento em ambiente de laboratório com 5 níveis (0, 15, 30, 45 e 60 dias). Os teores de umidade, óleo e proteína dos grãos foram determinados no início e a cada 15 dias de armazenamento até os 60 dias. Inicialmente, os níveis de irradiação de raio X não foram suficientes para verificar variações na composição dos grãos de soja irradiadas que possuíam em média 9,33 % de água, 24,44 % de óleo e 30,24 % de proteína. As variações nestes teores foram verificadas pelos efeitos causados pelos níveis de irradiação de raios X concomitantemente com o período de armazenamento. O nível de irradiação de 50 kv foi o mais nocivo para os teores de água e proteína causando perdas de 7-13 % de água e 3-20 % de proteína durante o armazenamento e o teor de óleo aumentou em 2% até os 60 dias de armazenamento.

Palavras-chave: Glycine max L., propriedades físico-químicas, grãos irradiados, raios X

 

Abstract: The impact of overproduction Brazilian has been leading to the soybean storage for long period and, till the risk of losing the quality of the grain. Therefore, there is a necessity to study the effects of new technologies which can maintain the quality of soybean during storage. The aim of this study was to verify whether the X-ray irradiation and storage time affect the levels of water, oil and protein (the main elements of the commercial interest) of soybeans (Glycine max L.) variety Emgopa 302. The experiment has considered two factors: X-ray dosage with four levels of irradiation [0, 50, 65 and 70 kV] and the period of the storage in an environment of a laboratory with five levels (0, 15, 30, 45, and 60 days). The moisture, oil and protein beans were determined (defined) in the beginning and within every 15 days up to 60 days storage. Firstly, the levels of X-ray irradiation were not enought to check variation in the composition of soybeans which had been irradiated on average 9.33% water, 24.44% oil and 30.24% protein. The variations of these levels were checked through the effects caused by levels of X-ray irradiation currently the storage period. The irradiation level of 50 kv was the most harmful to the water content and protein resulting in the losing of 7-13% water and 3-20% protein during storage and the oil content increased in 2% at the time of 60 days of storaging.

Key words: Glycine max L., physicochemical properties, beans irradiated, x-ray

 

1 Extraído da dissertação de Mestrado em Ciências Moleculares da UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás
2 Mestre em Ciências Moleculares, UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás, franco.hugo@gmail.com
3 Mestre em Ciências Moleculares, UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás, flaviavilleneuve@gmail.com
4 Mestre em Ciências Moleculares, UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás, jackfarmacia@yahoo.com.br
5 Matemática, Profa. Mestre em Engenharia Agrícola, UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás, suelymcavalcante@gmail.com.br
6 Engenheiro de Alimentos, Prof. Doutor, UEG/UnUCET, Anápolis, Goiás, ascheridpr@gmail.com

 

Literatura Citada

AHRENS, D. C; PESKE, S. T. Flutuações de umidade e qualidade em semente de soja após a maturação fisiológica. I. Avaliação do teor de água. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 16, n. 1, p. 107-110, 1994. https://doi.org/10.17801/0101-3122/rbs.v16n2p107-110

ALENCAR, E. R.; FARONI, L. R. D.; LACERDA FILHO, A. F.; PETERNELLI; L. A.; COSTA, A. R. Qualidade dos grãos de soja armazenados em diferentes condições. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 13, n. 5, p. 606-613, 2009. https://doi.org/10.1590/S1415-43662009000500014

ASCHERI, D. P. R.; SANTOS, A. P.; DEVILLA, I. A. Características de adsorção de água de sementes de soja (Glycine Max L.) irradiadas com raios-X. Revista Brasileira de Armazenamento, Viçosa, v. 30, n. 2, p. 198-208, 2005a.

ASCHERI, D. P. R.; SANTOS, A. P.; DEVILLA, I. A. Qualidade fisiológica de sementes de soja irradiadas por raios X e armazenadas. Revista Brasileira de Armazenamento, Viçosa, v. 30, n. 2, p. 192-197, 2005b.

BECKERT, O. P. MIGUEL, M. H; FILHO, J. M. Absorção de água e potencial fisiológico em sementes de soja de diferentes tamanhos. Scientia Agricola, Piracicaba, v. 57, n. 4, p. 671-675, 2000. https://doi.org/10.1590/S0103-90162000000400012

BEVILAQUA, G. A. P.; SILVA FILHO, P. M.; POSSENTI, J. C. Aplicação foliar de cálcio e boro e componentes de rendimento e qualidade de sementes de soja. Ciência Rural, Santa Maria, v. 32, n. 1, p. 31-34, 2002. https://doi.org/10.1590/S0103-84782002000100006

BINO, R. J.; AARTSE, J. W.; VAN DER BURG, W. J. Non-destructive X-ray análisis of Arabidopsis embryo mutants. Seed Science Research, Cambridge, v. 3, n. 3, p. 167-170, 1993.

BRIGIDE, P. Disponibilidade de ferro em grãos de feijão comum (Phaseolus vulgaris L.) irradiados. 2002. 58p. Dissertação de mestrado – Escola superior de Agricultura “Luis de Queiroz”, Piracicaba.

FEDERIZZI, L.C. A soja como fator de competitividade no mercosul: histórico, produção e perspectivas futuras. Anais... JORNADAS DE HISTÓRIA REGIONAL COMPARADA, 2, 2005, Porto Alegre. Anais eletrônicos. Porto Alegre: PUCRS, 2005. 16p.

FERREIRA, A. C. P.; BRAZACA, S. G. C.; ARTHUR, V. Alterações químicas e nutricionais do grão-de-bico (Cicer arietinum L.) cru irradiado e submetido à cocção. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 26, n. 1, p. 80-88, 2006. https://doi.org/10.1590/S0101-20612006000100014

GOMES, F. P. Curso de Estatística Experimental. 12 ed. Piracicaba: Nobel, 2000. 467p.

HAFEZ, Y. S.; MOHAMED, A. I.; SINGH, G.; HEWEDY, F. M. Effect of gamma irradiation on proteins and fatty acids of soybean. Journal of Food Science, Chicago, v. 50, n. 5, p. 1271-1274, 1985. https://doi.org/10.1111/j.1365-2621.1985.tb10459.x

HOU, H. J.; CHANG, K. C. Storage conditions affect soybean color, chemical composition and tofu qualities. Journal of Food Processing and Preservation, Oxford, v. 28, n. 6, p. 473-488, 2004. https://doi.org/10.1111/j.1745-4549.2004.24015.x

IBGE. LSPA. Levantamento sistemático da produção agrícola. Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil. Outubro de 2012. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. p.85. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/agropecuaria/lspa/lspa_201210.pdf> Acesso em: 05 dez. 2012.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físicos-químicos para análises de alimentos. 4 ed. 1 ed. digital. São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 2008. 1020 p.

KALPANA, R.; RAO, K. V. M. Protein etabolism of seed of pigeonpea (Cajanus cajan L. Millsp.) cultivars during accelerated aging. Seed Science and Technology, Zurich, v. 25, n. 2, p, 271-279, 1997.

LACERDA, A. L. S.; LAZARINI, E.; SÁ, M. E. de; VALÉRIO-FILHO, W. V. Armazenamento de sementes de soja dessecadas e avaliação da qualidade fisiológica, bioquímica e sanitária. Revista Brasileira de Sementes, Piracicaba, v. 25, n. 2, p. 97-105, 2003. https://doi.org/10.1590/S0101-31222003000400014

LIMA, K. S. C.; LIMA, A. L. S.; LUCHESE, R. H.; GODOY, R. L. O.; SABAA-SRUR, U. O. Cenouras minimamente processadas em embalagens com atmosferas modificadas e tratadas com radiação gama: avaliação microbiológica, físico-química e química. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 23, n. 2, p. 240-250, 2003. https://doi.org/10.1590/S0101-20612003000200024

ORIGIMLAB Corporation. OriginPro 8 SR0. Northampton, 2007. 1 CD.

STATSOFT, Inc. Statistica for windows (data analysis software system). version 8.0. Tulsa: StatSoft, Inc., 2007. 1 CD.

TEIXEIRA, J. P. F.; SILVA, M. T. R.; MASCARENHAS, H. A. A.; MAEDA, J. A. Variação da composição química de sementes de três cultivares de soja, durante o armazenamento. Bragantia, Campinas, v. 39, n. 4, p. 21-25, 1980. https://doi.org/10.1590/S0006-87051980000100004

TIPPLES, K. H.; NORRIS, F. W. Some effects of high level gama irradiation on the lipids of wheat. Cereal chemistry, Oxford, v. 42, s/n, p. 437-451, 1965.

VIEIRA, R. D.; NETO, A. S.; BITTENCOURT, S. R. M. de; PANOBIANCO, M. Electrical conductivity of the seed soaking solution and soybean seedling emergence. Scientia Agrícola, Piracicaba, v. 61, n. 2, p. 164-168, 2004. https://doi.org/10.1590/S0103-90162004000200007

VILELA, N. J.; MACEDO, M. M. C. Fluxo de poder no agronegócio: o caso das hortaliças. Horticultura brasileira, Brasília, v. 18, n. 2, p. 88-94, 2000.

VILLAVICENCIO, A. L. C. H.; MANCINI, J. F.; HARTMANN, M.; AMMON, J.; DELINCEE, H. Formation of hydrocarbons in irradiated Brazilian beans: gas chromatographic analysis to detect radiation processing. Journal of Agricultural and Food Chemistry, Washington, v. 45, n. 11, p. 4215-4220, 1997. https://doi.org/10.1021/jf970289c

YAMADA. L. T. P.; BARCELOS, M. F. P.; SOUSA, R. V.; LIMA, A. L. de. Composição química e conteúdo de ferro solúvel em soja [Glycine max (l.) merrill]. Ciência Agrotecnologia, Lavras, v. 27, n. 2, p. 406-413, 2003.

CAVALCANTE, A. K.; SOUSA, L. B.; HAMAWAKI, O. T. Determinação e avaliação do teor de óleo em sementes de soja pelos métodos de ressonância magnética nuclear e soxhlet. Biosciencia Journal, Uberlândia, v. 27, n. 1, p. 8-15, 2011.

MENDES, F. Q.; OLIVEIRA, M. G. A.; COSTA, C. V. P; HOFFMAM, Z. B. Qualidade protéica de diversos alimentos, incluindo diferentes variedades de soja. Alimentos & Nutrição, Araraquara, v. 20, n. 1, p. 77-86, 2009.

PEROZZI, M. Irradiação: tecnologia boa para aumentar exportações de frutas. Inovação UNIEMP, Campinas, v.3, n.5, p. 42-44, 2007.

SOUZA, A. S.; NETTO, F. M. Influência da irradiação e do armazenamento nas características estruturais da proteína de soja. Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, III JIPCA, p. 36-43, 2006.