Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Significado do Trabalho: Um Estudo com Professores de Administração em uma Universidade

DOI: http://dx.doi.org/10.18788/2237-1451/rle.v5n11p3-27

http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rle 

downloadpdf

Zelia M. Kilimnik1, Mário T. Reis Neto1, Gabriela S. dos Santos1, Valéria D. Malta1 & Marcos F. Santos1

 

Resumo: Os conceitos atribuídos ao trabalho são inúmeros e cada profissional possui uma percepção do que seja trabalho. Com base neste contexto, o objetivo deste artigo é analisar o significado do trabalho para os docentes de ensino superior, verificando se há influência do regime de trabalho nas diferentes dimensões desse construto. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, descritiva e de campo, com professores de instituições privadas de nível superior em Belo Horizonte. O estudo feito por meio de entrevistas semi-estruturadas em profundidade, com seis professores de administração, em diferentes regimes de trabalho e com mais de dois anos de experiência na área. A análise das entrevistas foi realizada por meio de análise de conteúdo. Posteriormente, foi realizada uma análise comparativa dos casos. Identificou-se que o significado do trabalho apresenta diferentes conotações para os professores de ensino superior que atuam em distintos regimes de trabalho. Identificou-se também que o trabalho é importante, porém não central, agrega valor e resulta no crescimento profissional, intelectual e pessoal dos discentes, tanto deles quanto dos docentes. Sugere-se que novas pesquisas identifiquem se a estabilidade, se a faixa etária ou estágio da vida profissional do docente de ensino superior, realmente interferem no significado que ele atribui ao trabalho.

Palavras-chave: Significado do trabalho, centralidade do trabalho, docente do ensino superior. Administração.

 

Abstract: The concepts assigned to work are numerous and each professional has a sense of what is working. Based on this background, the objective of this paper is to analyze the meaning of work for teachers of higher education, by checking for the influence of the working of the different dimensions of this construct. We conducted a qualitative, descriptive and field, with faculty from private institutions of higher education in Belo Horizonte. The study by means of semi-structured in-depth, with six teachers of administration in different schemes and work with more than two years of experience in the field. The data analysis was performed by means of content analysis. Subsequently, we performed a comparative analysis of the cases. It was identified that the meaning of work has different connotations for higher education teachers who work in different work arrangements. It was also identified that the work is important, but not central, adds value and results in professional growth, intellectual and personal development of students, both theirs and teachers. It is suggested that further research to identify whether the stability, if the age or stage of life the teaching of higher learning, actually interfere with the meaning he attaches to the work.

Key words: Meaning of work, work centrality, teachers of universities. Administração.

 

1 UNIVERSIDADE FUMEC

 

Literatura Citada

ALBORNOZ, S.. O que é trabalho. 3 ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.

AUGUSTO, A. G.. O fim da centralidade do trabalho?. Pesquisa & Debate, v. 9, n. 2, p. 87-104, 1998.

BASSO, I. S. Significado e sentido do trabalho docente. Caderno CEDES, Campinas, v. 19, n. 44, p. 19-32, Abr., 1998.

BASTOS, A. V. B.; PINHO, A. P. M.; COSTA, C. A. Significado do Trabalho: Um estudo entre trabalhadores inseridos em organizações formais. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 6, p. 20-29, Nov.- Dez. 1995.

BAUMAN, Z.. O mal estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

BENDASSOLLI, P. Psicologia e trabalho: apropriações e significados. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

BORGES, L. O.; ALVES FILHO, A. A mensuração da motivação e do significado do trabalho. Estudos de Psicologia, Natal, v.6, n.2, p. 177-194, 2001.

BORGES, L. O. A representação social do trabalho. Estudos de Psicologia, Natal, v. 1, n. 1, p. 7-25, Jan.- Jun. 1996.

BORGES, L. O. Os atributos e as medidas para o significado do trabalho. Psicologia: teoria e pesquisa, Brasília, v. 13, n. 2, p. 211-220, Mai.- Ago. 1997.

BORGES, L. O.; TAMAYO, A. A estrutura cognitiva do significado do trabalho. Revista Psicologia: organizações e trabalho, v. 1, n. 2, p. 11-44, Jul.-Dez., 2001.

CAVALHEIRO, G.. TOLFO, S. R.. Trabalho e depressão: um estudo com profissionais afastados do ambiente laboral. Psico – USF, v.16, n. 2, Mai.-Aug., 2011.

CODA, R.; FONSECA, G. F. Em busca do significado do trabalho: relato de um estudo qualitativo entre executivos. Revista Brasileira de Gestão de Negócios. v. 6, n. 14,p.7-18, Abr./ 2004.

CODO, W. Um diagnóstico do trabalho (em busca do prazer). In A. Tamayo , J. Borges-Andrade; W. Codo (Eds.), Trabalho, organizações e cultura. São Paulo: Cooperativa de Autores Associados, 1997.

D`ACRI, V. Trabalho e saúde na indústria têxtil de amianto. São Paulo em perspectiva, v.17, n.2, p.13-22, Jun., 2003.

ENRIQUEZ, E. Perda do trabalho, Perda da Identidade. In.: NABUCO, M. R.; CARVALHO NETO, A. (orgs.). Relações de Trabalho Contemporâneas. Belo Horizonte: IRT da PUC de MG, p. 69-83, 1999.

FERNANDES, K. B.; ZANELLI, J. C. O processo de construção e reconstrução das identidades dos indivíduos nas organizações. Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n.1, p. 55-72, Jan.- Mar. 2006.

GARCIA, M. A. Centralidad del trabajo y metas em el trabajo: dos variables claves em orientación laboral. Revista de Educación, n. 335, p. 319-344, 2004.

GENNIS, J.; WALLIS, T. Work as a central life interest for legal professionals. SA Journal of Industrial Psychology, v. 31, n.1, p. 65-70, 2005.

HACKMAN, J. R., OLDHAM, G. R. Motivation through the design of work: test of a theory. Organizational Behavior and Human Performance, v. 16, p. 250-279, 1975.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS, CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2008. Disponível em: http://censosuperior.inep.gov.br/modulo-docente1. Acesso em 23 de junho de 2013.

KILIMNIK, Z. M.; MORAIS, L. F. R.. O conteúdo significativo do trabalho como fator de qualidade de vida organizacional. Revista da Angrad, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 64-74, 2000.

LACOMBE, B. M. B. Buscando as Fronteiras da Carreira sem Fronteiras: uma Pesquisa com Professores Universitários em Administração de Empresas no Brasil. In: 4th International Conference of the Iberoamerican Academy of Management, 2005, Lisboa. Anais…International Conference of the Iberoamerican Academy of Management., Dezembro, 2005.

MARCUSE, Herbert. A ideologia da sociedade industrial. 4. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1973.

Marx, K. Os manuscritos econômicos e filosóficos: v. 22. Textos filosóficos. Lisboa: Edições 70, 1993.

MORIN, E.; TONELLI, M. J.; PLIOPAS, A. L. O trabalho e seus sentidos. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v. 19, n. especial, 2007.

MORIN, E. M. Os Sentidos do Trabalho. Revista de Administração de Empresas, v. 41, n. 3, p. 8-19, Jul.-Set. 2001.

MOURÃO, L. E.; BORGES-ANDRADE, J. E. Significado do trabalho: caminhos percorridos e sinalizações de tendências. In: Encontro Nacional da ANPAD, 2001, Campinas, 2001. Anais…. EnANPAD, Campinas, 2001.

MOW. Meaning of Work International Research Team. The meaning of working. London: Academic Press, 1987.

NOGUEIRA, A. M..Universidade e regime de trabalho. Observatório Universitário. Databrasil – Ensino e Pesquisa: Rio de Janeiro, 2006.

OFFE, C.. Capitalismo Desorganizado. Brasília: Editora Brasiliense, 1989.

OLIVEIRA, D. A. et al. Transformações na Organização do Processo de Trabalho Docente e o Sofrimento do Professor. Revista Mexicana de Investigación Educativa, v. 9, n. 20, jan. - mar., 2004.

PAIVA, K. C; MELO, M. C. Competências Profissionais Docentes e sua Gestão em Universidades Mineiras. In: II Encontro de Gestão de Pessoa e Relações de Trabalho – EnGPR, Curitiba, Nov. 2009. Anais... Curitiba, 2009.

PASSOS, L.. O trabalho do professor formador e o contexto institucional: desafios e contribuições para o debate. Educação e Linguagem. n.15, p. 99-116, Jan.-Jun., 2007.

RIBEIRO, C. V. S.; LÉDA, D. B.. O significado do trabalho em tempos de reestruturação produtiva. Estudos e pesquisas em psicologia, v.4, n.2, dez., 2004.

ROWE, D. E. O.; BASTOS, A. V. B. Organização e/ou carreira? comparando docentes de IESs públicas e privadas quanto à estrutura de seus vínculos de comprometimento no trabalho. In: XXXI ENANPAD – Encontro Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração. 2009, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: 2009. CD-ROM.

ROWE, D. E. O.; BASTOS,A. V. B.. Vínculos com a Carreira e Produção Acadêmica: comparando Docentes de IES Públicas e Privadas. RAC, Curitiba, v. 14, n. 6, art. 2, p. 1011-1030, Nov.- Dez. 2010

SCHWARTZ Y. Reconnaissances du travail: pour une approche ergologique. Paris: PUF; 1998.

SNIR, R; HARPAZ, I.Test-retest reliability of the relative work centrality measure. Psychological Reports, v.97, p. 559-562, 2005.

SOARES, C.R.V. Significado do trabalho: um estudo comparativo de categorias ocupacionais. Dissertação de mestrado - Universidade de Brasília. Brasília, 1992.

TOLFO, S., PICCININI, V. Sentidos e significados do trabalho: explorando conceitos, variáveis e estudos empíricos brasileiros. Psicologia & Sociedade, v.19, Edição Especial, n.1, p. 38-46, 2007.

TRIST, E. Adapting to a changing world. Labour Gazette, v. 78, p. 14-20, 1978.

UÇANOK, B. The Effects of Work Values, Work-Value Congruence and Work centrality on Organizational Citizenship Behavior. International Journal of Behavioral, Cognitive, Educational and Psychological Sciences: v.1, 2009.