Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Educação Infantil no Contexto da Resolução CNE/CEB N. 01 / 2011

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v22n2p65-77

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Carla C. D. Búrigo1 & Monica F. de C. P. Gonçalves2

 

Resumo: O presente artigo tem por objetivo compreender os desafios e perspectivas do processo de desenvolvimento de uma unidade de educação infantil a partir da homologação da Resolução CNE/CEB nº 01/2011 (BRASIL, 2011). Este artigo é fruto de uma pesquisa realizada junto ao Serviço de Educação Infantil do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (GONÇALVES, 2014). A referida Resolução, na medida em que normatiza, interfere substancialmente no contexto de desenvolvimento social e organizacional da unidade de educação infantil, uma vez que apresenta uma contradição sobre o papel social da universidade, ou seja, ao mesmo tempo em que a universidade como instituição social, no geral, deve atender a toda a comunidade em que está inserida, no singular, ela poderá negar este atendimento por desconhecer a peculiaridade de existência desta unidade educativa. A Resolução desconsidera que as unidades de educação infantil ligadas às universidades federais construíram, ao longo de suas trajetórias, as mais diversas formas de organização administrativa e pedagógica, de acordo com as demandas apresentadas em cada contexto.

Palavras-chave: universidade; educação infantil; gestão universitária.

 

Abstract: This article aims at understanding the challenges and prospects of the development process of a unit for early childhood education from the approval of the CNE / CEB Resolution No. 01/2011 (BRASIL, 2011). This article is the result of a survey conducted by the Department of Early Childhood Education of the University Hospital of the Federal University of Santa Catarina (GONÇALVES, 2014). Due to its regulation, the Resolution substantially interferes in the context of social and organizational development of the unit of early childhood education, since it features a contradiction as to the university’s social role, that is, at the same time the university, as a social institution, must serve the community in which it operates, it denies this service by ignoring the uniqueness of existence of this educational unit. The resolution ignores the fact that early childhood education units linked to federal universities have built along their trajectories the most diverse forms of administrative and educational organization, according to the demands of each context.

Key words: university; early childhood education; university management.

 

1 Universidade Federal de Santa Catarina carla.burigo@ufsc.br Professora Doutora do Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina
2 Universidade Federal de Santa Catarina monicapedrozo@gmail.com Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária da Universidade Federal de Santa Catarina

 

Literatura Citada 

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, 1988. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1989.

BRASIL. Decreto nº 977, de 10 de novembro de 1993. Dispõe sobre a assistência pré-escolar destinada aos dependentes dos servidores públicos da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 nov. 1993. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/antigos/d0977.htm>. Acesso em: 25 abr. 2011.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm >. Acesso em: 28 ago. 2011.

BRASIL. Parecer CNE/CEB nº 20, de 11 de novembro de 2009. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12992:diretrizes-para-a-educacao--basica>. Acesso em: 5 jul. 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEB, 2010. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12579%3Aeducacao--infantil&Itemid=859>. Acesso em: 28 ago. 2011.

BRASIL. Plano Nacional de Educação. Brasília, 2010. Disponível em: <http://www.mec.gov.br>. Acesso em: 05 jul. 2013.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 01, de 10 de março de 2011. Fixa normas de funcionamento das unidades de Educação Infantil ligadas à Administração Pública Federal direta, suas autarquias e fundações. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&id=12992&Itemid=866>. Acesso em: 25 abr. 2011.

CANCIAN, V. A.; FERREIRA, I. M. S. (Orgs.). Unidades de educação infantil nas universidades federais: os caminhos percorridos. Goiânia: Funape, 2009.

FAGUNDES, M. dos R. A creche no trabalho… O trabalho na creche. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação) – Unicamp, Campinas, São Paulo.

GONÇALVES, M. F. de C. P. O serviço de educação infantil – HU/UFSC frente à Resolução CNE/CEB nº 01/2011: desafios e perspectivas. 2014. Dissertação (Mestrado em Administração Universitária) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina.

RAUPP, M. A educação infantil nas universidades federais: questões, dilemas e perspectivas. 2002. Dissertação (Mestrado em). – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina.

TRIVIÑOS, A. N. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2012.

UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Plano de desenvolvimento institucional 2010-2014. 2010. Disponível em: <http://pdi.paginas.ufsc.br/>. Acesso em: 3 abr. 2013.

UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Projeto Político Pedagógico (PPP) do Serviço de Educação Infantil do Hospital Universitário. Florianópolis: SEI-HU/UFSC, 2013a.

UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Portaria nº 1817/2013/GR, de 19 de setembro de 2013. Florianópolis: Gabinete do Reitor/UFSC, 2013b. Disponível em: <http://notes.ufsc.br/aplic/portaria.nsf>. Acesso em: 3 jan. 2014.