Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Uso de Geoestatística no Estudo da Variabilidade Espacial da Capacidade de Troca de Cátions do Solo

DOI: http://dx.doi.org/10.14688/1984-3801/gst.v8n1p141-156

http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Rubson N. R. Sibaldelli1*, Josirley de F. C. Carvalho2 & Maria C. N. de Oliveira3

 

Resumo: A Capacidade de Troca de Cátions (CTC) é um importante atributo dos solos e caracteriza a quantidade de cátions que um solo é capaz de reter por unidade de peso ou volume e influencia a disponibilidade de nutrientes às plantas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a estrutura da dependência espacial da CTC Total. O levantamento amostral foi realizado no município de Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro. Foram coletadas amostras de forma regionalizada, com trado holandês, em uma malha regular, distando 900 metros para cada coordenada geográfica: norte e leste. Esta malha foi idealizada com espaçamento de 50 metros, totalizando 273 amostras que, com a retirada dos dados discrepantes após as análises iniciais, foram reduzidas para 240 amostras. Os dados foram submetidos às análises descritivas exploratórias, com o uso do box-plot, testes de normalidade e gráficos de controle. Posteriormente, foram realizadas as análises geoestatísticas, retirando-se as tendências linear e quadrática, determinação do semivariograma que melhor representava os dados, krigagem ordinária e construção de mapas da área amostral. Observou-se que a CTC possui dependência espacial, que o semivariograma que melhor representou os dados foi o modelo exponencial o que possibilitará a redução no número de amostras de solo em trabalhos futuros.

Palavras-chave: amostras georreferenciadas, CTC, dependência espacial, krigagem ordinária, variabilidade.

 

Abstract: Cation Exchange Capacity (CEC) is an important soil attribute and represents the quantity of cations that a soil is capable of holding per unit of weight or volume and influences the availability of nutrients to plants. This study aimed to evaluate the structure of the spatial dependence of CEC. The sample survey was conducted in the municipality of Campos dos Goytacazes in the state of Rio de Janeiro, samples were collected in a regionalized way, using a Dutch auger in a regular grid, lying 900 meters for each geographic coordinate: North and East. This mesh was idealized with spacing of 50 meters, totaling 273 samples that, after the initial analyzes, were reduced to 240 samples by the removal of outliers. The data were submitted to descriptive exploratory analyzes, using the box-plot, normality tests and control charts. Subsequently, geostatistical analyzes were performed by withdrawing the linear and quadratic trends, determination of the semivariogram that best represented the data, ordinary kriging and building of maps of the sampled area. CTC had spatial dependence, exponential model was the best semivariogram to represent the data wich will enable reduction of the number of soil samples in future studies.

Key words: spatial dependence, georeferenced sample, ordinary kriging, variability, CEC.

 

1 Mestrando no Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental. Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR.
2 Pós-doutoranda/ CNPq/Embrapa Soja, Londrina – PR.
3 Pesquisadora - Embrapa Soja, Londrina – PR.
* E-mail: rubson.sibaldelli@embrapa.br. Autor para correspondência.

 

Literatura Citada

BOLFE, E. L.; GOMES, J. B. V.; FONTES, H. R. Variabilidade espacial de atributos do solo como subsídio para produção integrada de frutas em perímetro irrigado no nordeste do Brasil. In: XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, SC, INPE. Anais... Florianópolis, SC, 2007. p. 67-74.

CAMBARDELLA, C. A.; MOORMAN, T. B.; NOVAK, J. M.; PARKIN, T. B.; KARLEN, D. L.; TURCO, R. F.; KONOPKA, A. E. Field-scale variability of soil properties in Central Iowa Soils. Soils Sci. Am. J., v. 58, p. 1501-1511, 1994.

CARVALHO, J. R. P. de, VIEIRA, S.R. Avaliação e comparação de estimadores de krigagem para variáveis agronômicas – Uma proposta. Série Documentos. ISSN 1677-9274. 2001.

CARVALHO, J. R. P. de, SILVEIRA, P. M. da. VIEIRA, S.R. Geoestatística na determinação da variabilidade espacial de características químicas do solo sob diferentes preparos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, PAB. Brasília, DF, v.37, n.8, p.1151-1159, 2002.

CARVALHO, L. A. de; MEURES, I.; SILVA JUNIOR, C. A. da; CAVALIERI, K. M. V.; SANTOS, C. F. B. Dependência espacial dos atributos físicos de três classes de solos cultivados com cana-de-açúcar sob colheita mecanizada. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.15, n.9, p.940-949, Campina Grande, PB. 2011.

CAVALCANTE, E. G. S., ALVES, M. C.; SOUZA, Z. M. de; PEREIRA, G. T. Variabilidade espacial de atributos físicos do solo sob diferentes usos e manejos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.15, v.3, p. 237-243, Campina Grande, PB. 2011.

CHERUBIN, M. R.; SANTI, A. L.; EITELWEIN, M. T.; MENEGOL, D. R.; DA ROS, C. O.; PIAS, O. H. de C.; BERGHETTI, J. Eficiência de malhas amostrais utilizadas na caracterização da variabilidade espacial de fósforo e potássio. Ciência Rural, Santa Maria, v.44, n.3, p.425-432. 2014.

EMBRAPA. Manual de métodos de análises de solo. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. 2. ed. rev. Atual. Rio de Janeiro, RJ, (EMBRAPA-CNPS. Documentos: 1). 1997. 212p.

EMBRAPA. Levantamento detalhado dos solos da Fazenda Angra-PESAGRO-Rio. Embrapa Solos. Rio de Janeiro, RJ, (Embrapa Solos. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento: 38), 2003. 93p.

GREGO, C. R. e VIEIRA, S. R. Variabilidade espacial de propriedades físicas do solo em uma parcela experimental. Revista Brasileira de Ciência do Solo. v.29. p. 169-177. 2005.

HOAGLIN, D.C., MOSTELLER, F., TUKEY, J.W. Análise exploratória de dados. Técnicas robustas. Edições Salamandra. Lisboa. 446p. 1992.

KOPPE, V. C.; COSTA, J. F. C. L.; KOPPE, J. C. Coordenadas cartesianas x coordenadas geológicas em geoestatística: aplicação à variável vagarosidade obtida por perfilagem acústica. Revista Escola de Minas. v. 59. p. 25-30. 2006.

NEVES NETO, D. N.; SANTOS, A. C. dos; SANTOS, P. M.; MELO, J. C.; SANTOS, J. S. Análise espacial de atributos do solo e cobertura vegetal em diferentes condições de pastagem. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.17, n.9, p.995-1004, Campina Grande, PB. 2013.

OLIVEIRA, M. C. N. de. Métodos de estimação de parâmetros em modelos geoestatísticos com diferentes estruturas de covariâncias: uma aplicação ao teor de cálcio no solo. Piracicaba, SP. Tese de Doutorado – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo. 2003.140p.

OLIVEIRA, P. C. G.; FARIAS, P. R.S.; LIMA, H. V.; FERNANDES, A. R.; OLIVEIRA, F. A.; PITA, J. D. Variabilidade espacial de propriedades químicas do solo e da produtividade de citros na Amazônia Oriental. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.13, n.6, p.708-715, Campina Grande, PB. 2009.

ROSA NETO, E. A. Uso de Geoestatística no estudo espacial de dados e propriedades físicas em solos hidromórficos. Monografia – Universidade Estadual de Londrina – Londrina, PR. 2009. 30p.

SANTANA, T. F. Aplicação de Método Geoestatístico a Dados de Pesquisa Utilizando o Software geoEas e variowin. Monografia – Universidade Estadual de Londrina – Londrina, PR. 2008. 49p.

SANTOS, E. O. de; GONTIJO, I., NICOLE, L. R. Variabilidade espacial de cálcio, magnésio, fósforo, potássio no solo e produtividade da pimenta-do-reino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.16, n.10, p. 1062-1068, Campina Grande, PB, 2012.

SANTOS, M. R. G.; OLIVEIRA, M. C. N. de. Aplicação da geoestatística a dados de teor de silte em solo hidromórfico. Resumos expandidos da VI Jornada Acadêmica da Embrapa Soja, 6. 2011, Londrina, PR. Embrapa Soja. p.68-71. 2011.

SHING, L. R.; OLIVEIRA, M. C. N. de. Uso da geoestatística na determinação da variabilidade espacial do teor de argila no solo. Resumos expandidos da VI Jornada Acadêmica da Embrapa Soja, 6. 2011, Londrina, PR. Embrapa Soja. p.79-82. 2011.

SILVA JUNIOR, J. F. da; PEREIRA, G. T.; CAMARGO, L. A.; MARQUES JÚNIOR, J. Métodos geoestatísticos na modelagem espacial do diâmetro médio do cristal da goethita. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.17, n.11, p.1127-1134, Campina Grande, PB. 2013.

SOUZA, L. S.; COGO, N. P.; VIEIRA, S. R. Variabilidade de propriedades físicas e químicas do solo em pomar cítrico. Revista Brasileira de Ciência do Solo. Campinas, SP, v.21, n.3, p.1-10, 1997.

SOUZA, Z. M. de; CERRI, D. G. P.; COLET, M. J.; RODRIGUES, L. H. A.; MAGALHÃES, P. S. G.; MANDONI, R. J. A. Análise dos atributos do solo e da produtividade da cultura da cana-de-açúcar com o uso da geoestatística e árvore de decisão. Ciência Rural, Santa Maria, v.40, p.840-847, 2010a.

SOUZA, Z. M.; MARQUES JÚNIOR, J.; PEREIRA, G. T. Geoestatística e atributos do solo em áreas cultivadas com cana-de-açúcar. Ciência Rural, Santa Maria. Online, v.40, n.1, 2010b.

SOUZA, Z. M.; SOUZA, G. S. de; MARQUES JÚNIOR, J.; PEREIRA, G. T. Número de amostras na análise geoestatística e na krigagem de mapas de atributos do solo. Ciência Rural, Santa Maria, v.44, n.2, p.261-268, 2014.

VIEIRA, S. R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: Tópicos em Ciência do Solo. Viçosa: SBCS, 2000.

VIEIRA, S. R.; CARVALHO, J. R. P. de; GONZÁLES, A. P. Jack Knifing for Semivariogram Validation. Bragantia, v.69, p. 97-105. Suplemento. Campinas, SP, 2010.

VIEIRA, S. R.; MILLETE, J.; TOPP, G. C.; REYNOLDS, W. D. Handbook for geostatistical analysis of variability in soil and climate data. In: Tópicos em Ciência do Solo, 2. p. 1-45, Viçosa, MG. 2002.

VIEIRA, S. R.; NIELSEN, D. R.; BIGGAR, J. W. Spatial variability of field-mensured infiltration rate. Soil of American Journal, v.45, n.3, p.1040-1048. 1981.

VIEIRA, S.R.; HATFIELD, J.L.; NIELSEN, D.R.; BIGGAR, J.W. Geostatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, v.51, n.3, p.1-75, 1983.