Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

As Relações de Poder na Estrutura de Comando das Fundações

DOI: http://dx.doi.org/10.18839/2359-5299/repats.v1n1p20-27

http://portalrevistas.ucb.br/index.php/REPATS 

downloadpdf

Airton Grazzioli1

 

Resumo: As fundações hoje ocupam uma posição de destaque no cenário contemporâneo, em razão da evolução do Terceiro Setor no Brasil. Elas albergam significativo patrimônio e realizam atividades de interesse social que são consideradas imprescindíveis para a população, especialmente a mais carente de oportunidades. Na mesma proporção que as Fundações se revelam importantes no contexto social, na mesma ordem de grandeza apresentam-se o estudo e a reflexão da forma como funcionam as relações de poder existentes nas suas respectivas estruturas internas.

Palavras-chave: Fundações privadas. Órgãos da estrutura interna de gestão. Relações de poder.

 

Abstract: Nowadays the Foundations have taken on a prominent position in the contemporary scenario due to the evolution of the Third Sector in Brazil. They are home to significant heritage and perform social activities that are considered essencial for the population, especially those in need of opportunities. The Foundations are to become importante in the social context as reflections and studies on how the power relations work within their internal structures.

Key words: Private foundations. Internal Control and management Entity. Power relations.

 

1 Bacharel em Direito (USP). Esp. em Dir. Difusos e Coletivos (ESMPSP). Mestre em Dir. Civil (PUC-SP). Membro do MP-SP. Promotor de Justiça de Fund. de SP. Vice-Presidente da Assoc. Nac. dos Procuradores e Promotores de Justiça de Fund. e Ent. de Int. Social (PROFIS).

 

Literatura Citada

CAETANO, Marcello. Das fundações e subsídios para a interpretação e reforma da legislação portuguesa. Portugal: Com. Ática, 1961.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. Rio de Janeiro: Graal, 2011.

GRAMSCI, Antonio. Poder, Política e Partido. São Paulo: Expressão Popular. 1992.

HAYEK, Friedrich. O Caminho para a Servidão. Portugal: Edições 70, 1994.

MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

PAES, José Eduardo Sabo. Fundações, Associações e Entidades de Interesse Social. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2013.

SANCHES, Maria Cristina Amorim; PERES, Regina Helena Martins. Poder e Liderança, as Contribuições de Maquiavel, Gramsci, Hayek e Foucault. XXXI EnANPAD. Rio de Janeiro, 2007.