Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

As Jornadas de Junho de 2013 e o Patriotismo Constitucional: A Necessidade de Repensar a Cidade Coerente e o Desenvolvimento Sustentável Intergeracional

DOI: http://dx.doi.org/10.18839/2359-5299/repats.v2n1p48-71

http://portalrevistas.ucb.br/index.php/REPATS 

downloadpdf

Abraaão S. D. dos S. Gracco1 & Gianno L. Nepomuceno2

 

Resumo: O viver nas cidades remonta atualmente a uma conquista diária de cada afetado em construir um ambiente de convivência mútua de solidariedade. O descompasso institucional entre essa necessidade o atual quadro das políticas públicas de mobilidade urbana levou vários perfis de cidadãos e reivindicações, durante o mês de junho de 2013, configurando-se numa jornada permanente de grandes mobilizações pelo País. A discussão sobre seu legado deve considerar a base constitucional em que todos os afetados, governantes e governados, são chamados em sua parcela de responsabilidade para os complexos desafios do presente século. Certamente, a mobilidade urbana em uma sociedade bem ordenada é um desses desafios com vistas a superar as políticas equivocadas e à falta de planejamento oriundas do século passado.

Palavras-chave: Mobilidade Urbana. Jornadas de Junho. Patriotismo Constitucional. Cartas de Atenas.

 

Abstract: The currently live in cities dates back to a daily conquest of each affected in building an environment of mutual coexistence of solidarity. The institutional gap between this need the current framework of public policies on urban mobility took several profiles and claims of citizens during the month of June 2013, setting up a permanent journey of great demonstrations by the country discussing his legacy should consider the constitutional basis on which all affected, rulers and ruled, are called in their share of responsibility for the complex challenges of this century. Certainly, urban mobility in a well-ordered society is one of these challenges in order to overcome the misguided policies and lack of planning of the coming century.

Keywords: Urban Mobility. Journeys June. Constitutional Patriotism. Letters of Athens.

 

1 Mestre e Doutor em Direito Constitucional/UFMG. E-mail: santos.abraaosoares@gmail.com.
2 Discente da Escola Superior Dom Hélder Câmara/MG. E-mail: santos.abraaosoares@gmail.com.

 

Literatura Citada

AVELAR, Sílvia Valadares. O novo conceito de mobilidade urbana diante dos limites do planeta e sua relação com as políticas de mudanças climáticas. Dissertação (Mestrado em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável) – Faculdade de Direito. Escola Superior Dom Hélder Câmara, Belo Horizonte, 2013).

AVRITIZER, Leonardo; SANTOS, Boaventura de Souza. Para ampliar o cânone democrático. Disponível em: <http://www.eurozine.com/articles/article_2003-11-03-santos-pt.html>. Acesso em 14 jun. 2013.

BAUMAN, Zygmunt. Confiança e medo na cidade. Lisboa: Relógio d'Água. 2006.

BAVA, Silvio Caccia. A cidade como mercadoria. Jornal Le Monde Diplomatique Brasil. São Paulo, p.5, ago. ano 7, n°73, 2013.

BODNAR, Zenildo. Os novos desafios da jurisdição para a sustentabilidade na atual sociedade do risco. In: Revista Veredas do Direito, Vol. 6, n. 12 – jul./dez./2009. Belo Horizonte: Escola Superior Dom Hélder Câmara, 2004, p. 101-120.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede: do Conhecimento à Política. Lisboa: Imprensa Nacional, 2005.

CATTONI, Marcelo. Poder constituinte e patriotismo constitucional. Belo Horizonte: Mandamentos, 2006.

CHOAY, Françoise. O urbanismo. São Paulo: Perspectiva, 1979.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE. Manifestações: Pesquisa CNT/Ibope. Brasília: CNT, 2013. Disponível em: <http://www.cnt.org.br/Imagens%20CNT/PDFs%20CNT/Pesquisa%20CNT%20Ibope/pesquisaCNTIbope_junho_2013.pdf>. Acesso em 10 ago.2013.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE. Pesquisa CNT/MDA: Relatório síntese. Brasília: CNT, 2013. Disponível em: < http://www.cnt.org.br/Imagens%20CNT/PDFs%20CNT/Pesquisa%20CNT%20MDA/relatorio_pesquisa_cnt_mda_115_10092013.pdf>. Acesso em 6 set.2013.

HABERMAS, Jürgen. Faktizität und Geltung: Beiträge zur Diskurstheorie des Rechts und des demokratischen Rechtsstaats. Frankfurt: Suhrkamp, 1992.

HARVEY, David, et.al. Cidades rebeldes: Passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo, 2013.

FIGUEIREDO, Lúcia Valle. Disciplina urbanística da propriedade. São Paulo: RT, 1980.

KANASHIRO, Milena. Da antiga à nova Carta de Atenas: em busca de um paradigma espacial de sustentabilidade. In: Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 9, jan./jun. 2004. Curitiba: Editora UFPR, 2004, p. 33-37. 

KURZ, Robert. O declínio da classe média. Caderno ‘Mais’. Folha de São Paulo. 19.09.2004.

LAVALLE, Adrián; HOUTZAGER, Peter P.; CASTELO, Graziela. Democracia, pluralização da representação e sociedade civil. Lua Nova: revista de cultura e política. O futuro da representação. São Paulo, nº 67, 2006. 

LOEWENSTEIN, Karl. Teoria de la constitución. Barcelona: Ariel, 1965. MELLO CARDOSO, Sônia Letícia de. Direito Urbanístico. Revista Jurídica Cesumar. Maringá, 3 (1): 2003.

MANIN, Bernard. The principles of representative government. Cambridge: Cambridge University Press, 1997.

MILARÉ, Édis. Direito do ambiente: a gestão ambiental em foco: São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2011. Nova Carta de Atenas 2003. A Visão do Conselho Europeu de Urbanistas sobre as Cidades do séc. XXI. Lisboa: CEU, Nov. 2003.

MITCHELL, William. e-topia: Tecnologias de Informação e Comunicação e a Transformação da Vida Urbana. Lisboa: Imprensa Nacional, 2005.

MÜLLER, Friedrich. Quem é o povo? A questão fundamental da Democracia. Trad. Peter Nauman, São Paulo: Max Limonad, 1998.

PÁDUA, Marsílio de. O Defensor da Paz. Petrópolis: Vozes, 1995.

RAWLS, John. Liberalismo político. Tradução: Sergio René Madero Báez. México, DF: Fondo de Cultura Económica. 1995.

ROLNIK, Raquel. As vozes das ruas: As revoltas de junho e suas interpretações. In: Cidades Rebeldes: Passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo, 2013.

SANTOS GRACCO, Abraão Soares Dias dos; GUIMARÃES DE ABREU, Renata Soares Machado. Comportamento eleitoral alienado como fundamento da eternização do neoconstitucionalismo: a participação política sob o pano-de-fundo do silêncio no Brasil e na França. In: XXI Congresso Nacional do Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito, 2012, Niterói. Anais do XXI Congresso Nacional do Conpedi - Niterói, 2012. Disponível em: http://www.abraao.com/artigos/administrador , acesso em 28.ago.13.

THÉVENON, Emmanuel. A crise da representação. Revista Label France. Paris, n. 66, 2º trim. 2007.