Arbuscular Mycorrhizal Fungi in Agricultural and Forest Systems


http://rioverde.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/index 

downloadpdf

Geunzenira I. A. Souza1, Ana L. Caproni1, José R. D. de O. Granha1, Edson L. Souchie2* & Ricardo L. L. Berbara3

 

Abstract: This work aimed to evaluate the spore diversity of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) in different soil management systems in Rolim de Moura, Rondônia, North Region of Brazil. Spore density, AMF species diversity, Shannon-Wiener and Simpson indexes were determined. In the agroforestry system, 11 AMF species were described, while in the rubber tree plantation, grass pasture and primary forest, four, seven and nine AMF species were found, respectively. Glomus macrocarpum Tulasne & Tulasne and G. etunicatum Becker & Gerdemann showed the greatest spore density and this variable was greater in the grass pasture system. The greatest species diversity / richness were found in the agroforestry system. Species dominance was greater in the primary forest, grass pasture and rubber tree system. In conclusion, different soil management systems influence the diversity and richness of AMF species; the Shannon-Wiener index indicates that the agroforestry system is more stable than the others; Glomus macrocarpum is not affected by the soil management systems evaluated.

Key words: diversity index, host plant, Glomus macrocarpum, sporulation.

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversidade de esporos de fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) em solos sob distintos sistemas de uso, no município de Rolim de Moura–RO. Determinaram-se a densidade de esporos, a diversidade de espécies de FMAs, os índices de diversidade de espécies de Shannon-Wiener e de dominância de Simpson. No sistema agroflorestal foram descritas 11 espécies, enquanto que nos sistemas de seringueira, pastagem e floresta primária foram identificadas respectivamente quatro, sete e nove espécies. Glomus macrocarpum Tulasne & Tulasne e G. etunicatum Becker & Gerdemann foram as espécies que apresentaram maior densidade de esporos. A densidade de esporos foi superior no solo sob sistema de cultivo de pastagem. A riqueza e o índice de diversidade de espécies de Shannon-Wiener foram maiores no sistema agroflorestal do que no sistema com seringueira, pastagem e floresta primária. A dominância de espécies foi maior nos sistemas de floresta primária, pastagem e seringueira. Conclui-se que diferentes sistemas de uso do solo influenciam a riqueza e diversidade de espécies de FMAs; o índice de diversidade de Shannon-Wiener foi maior no sistema agroflorestal que nos demais sistemas; a espécie de FMA Glomus macrocarpum não é influenciadapelos sistemas de manejo do solo.

Palavras-chave: índices de diversidade, planta hospedeira, Glomus macrocarpum, esporulação.

 

1 Fundação Universidade Federal de Rondônia, Av. Presidente Dutra, 2965 – Centro, Porto Velho (RO) – CEP.: 76801-974.
2 Instituto Federal Goiano – Campus Rio Verde, CP 66, CEP.: 75901-970, Rio Verde (GO).*E-mail: edson.souchie@pq.cnpq.br. Autor para correspondência.
3 Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Agronomia, Departamento de Solos. Laboratório de Biologia de Solos – Seropédica (RJ) – CEP.: 23851-970.