crosscheckdeposited

Análise do Desempenho de Heurísticas de Utilização de Regeneradores Eletrônicos em Redes Ópticas Elásticas Translúcidas

DOI: http://dx.doi.org/10.12721/2237-5112/rtic.v5n2p8-13

http://www.rtic.com.br

downloadpdf

Matheus de A. Cavalcante1, Helder A. Pereira1, Daniel A. R. Chaves2 & Raul C. A. de Almeida Júnior3

 

Resumo: Neste artigo, analisa-se o desempenho de três topologias diferentes, em termos da probabilidade de bloqueio de requisição, sob dois cenários importantes: 1) em função do número de regeneradores presentes por nó, considerando duas heurísticas de utilização de regeneradores presentes na literatura, e 2) em função da carga da rede para diferentes configurações de nós com capacidade de realizar regeneração eletrônica. Para isso, são considerados: o ruído de emissão espontânea amplificada, as perdas e os ganhos associados à propagação do sinal óptico, três formatos de modulação (4, 16 e 64-QAM) e cinco valores de taxa de transmissão de bit (10, 40, 100, 160 e 400 Erlang). Os parâmetros utilizados para o primeiro cenário  envolvem quatro pontos de simulação, sendo: um totalmente e três parcialmente transparentes. No segundo caso, utiliza-se um algoritmo de alocação de nós translúcidos para verificar o impacto das heurísticas de utilização de regeneradores em dois pontos de simulação: 1) quando possuem o mesmo número de regeneradores por nó e 2) quando possuem um número elevado de regeneradores por nó. Os resultados obtidos indicam que: 1) as heurísticas ora favorecem uma maior utilização do espectro de frequência, resultando na utilização de formatos de modulação  menos eficientes em termos espectrais, ora um número maiorde regeneradores, impactando no custo total da rede. `A medida que o ruído se torna impactante, torna-se praticamente similar o desempenho entre as duas heurísticas analisadas; 2) quanto maior a capacidade translúcida da rede e um número maior de regeneradores por nó, melhor o desempenho da heurística que favorece a utilização de formatos de modulação mais eficientes do ponto de vista espectral.

Palavras-chave: Algoritmos de Alocação de Regeneradores, Algoritmos de Utilização de Regeneradores, Emissão Espontânea Amplificada, Redes Ópticas Elásticas Translúcidas, Regeneradores Eletrônicos, Relação Sinal-Ruído Óptica.

 

1 Grupo de Pesquisa em Radiometria, Departamento de Engenharia Elétrica, Centro de Engenharia Elétrica e Informática, Universidade Federal de Campina Grande — UFCG, Campina Grande, Paraíba, Brasil
2 Escola Politécnica de Pernambuco, Universidade de Pernambuco — UPE, Recife, Pernambuco, Brasil
3 Grupo de Fotônica, Departamento de Eletrônica e Sistemas, Centro de Tecnologia e Geociências, Universidade Federal de Pernambuco — UFPE, Recife, Pernambuco, Brasil

 

Literatura Citada

K. Christodoulopoulos, I. Tomkos, and E. Varvarigos, “Elastic bandwidth allocation in flexible ofdm-based optical networks,” Journal of Lightwave Technology, vol. 29, no. 9, pp. 1354 – 1366, Maio 2011.

B. Ramamurthy, H. Feng, D. Datta, J. Heritage, and B. Mukherjee, “Transparent vs. opaque vs. translucent wavelength-routed optical networks,” in International Conference on Integrated Optics and Optical Fiber Communication, vol. 1, 1999, pp. 59 – 61.

D. A. R. Chaves, E. F. da Silva, C. J. A. Bastos-Filho, H. A. Pereira, and R. C. Almeida-Jínior, “Heuristic algorithms for regenerator assignment in dynamic translucent elastic optical networks,” in International Conference on Transparent Optical Networks (ICTON), vol. 1, 2015, pp. 1 – 4.

X. Yang and B. Ramamurthy, “Sparse regeneration in translucent wavelength-routed optical networks: Architecture, network design and wavelength routing,” Photonic Network Communications, vol. 10, no. 1, pp. 39 – 53, 2005.

A. Adhya and D. Datta, “Lightpath topology design for wavelength-routed optical networks in the presence of four-wave mixing,” IEEE/OSA Journal of Optical Communications and Networking, vol. 4, no. 4, pp. 314 – 325, Abril 2012.

D. Mello, A. Barreto, T. de Lima, T. Portela, L. Beygi, and J. Kahn, “Optical networking with variable-code-rate transceivers,” Journal of Lightwave Technology, vol. 32, no. 2, pp. 257 – 266, Janeiro 2014.

H. Beyranvand and J. Salehi, “A quality-of-transmission aware dynamic routing and spectrum assignment scheme for future elastic optical networks,” Journal of Lightwave Technology, vol. 31, no. 18, pp. 3043 – 3054, Setembro 2013.

D. Simeonidou, N. Amaya, and G. Zervas, “Infrastructure and architectures on demand for flexible and elastic optical networks,” in European Conference and Exhibition on Optical Communications (ECOC), Setembro 2012, pp. 1 – 3.

M. A. Cavalcante, H. A. Pereira, D. A. R. Chaves, and R. C. Almeida-Júnior, “Análise do impacto do ruído ase em redes Ópticas elásticas trans-parentes usando múltiplos formatos de modulação,” in XXXIII Simp´osio Brasileiro de Telecomunicações (SBrT), vol. 1, Juiz de Fora/MG, Setem-bro 2015, pp. 1 – 5.