Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

A Problematização das Representações de Gênero e Sexualidade em Um Ambiente de Reabilitação Social

DOI: http://dx.doi.org/10.15668/1807-8214/artemis.v19n1p144-152

http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/artemis 

downloadpdf

Fabiane F. França1 & Renata Santos2

 

Resumo: O presente artigo objetiva investigar como se constituem as representações de gênero e sexualidade de jovens de uma comunidade de reabilitação social localizada no município de Campo Mourão - PR. Em razão da importância política e social dessa discussão levantamos a seguinte problematização: Como discutir gênero e sexualidade a fi m de (re) pensar representações sociais em um ambiente de reabilitação social? Para tanto, foi aplicado um questionário e realizados três encontros com os jovens oriundos desta instituição no segundo semestre de 2013 como requisito parcial do trabalho de conclusão do curso de Pedagogia. Com essa pesquisa, buscouse questionar algumas representações de gênero e sexualidade observadas em suas falas, visando contribuir para a formação deles enquanto sujeitos que respeitem e reconheçam as diferenças.

Palavras-chave: gênero; sexualidade; educação não formal.

 

Abstract: This paper aims to investigate which are the representations of gender and sexuality of adolescents in a social rehabilitation community of Campo Mourão municipality (PR-Brazil). Because of the political and social importance of this discussion was raised the following question: How discuss gender and sexuality in order to think social representations in a social rehabilitation environment? To this end, a questionnaire was administered and conducted three meetings with the young people from this institution in the second half of 2013 as a partial requirement of the fi nal project of the Pedagogy course. With this research, we sought to question some representations of gender and sexuality observed in their speech, to contribute to training them as subjects that respect and recognize the differences.

Key words: Gender; sexuality; Non- formal education.

 

1 Universidade Estadual do Paraná Campus de Campo Mourão. E-mail: prof.fabianefreire@gmail.com
2 Universidade Estadual do Paraná – Campus de Campo Mourão. E-mail: renata-santos.net@hotmail.com

 

Literatura Citada

ADORNO, Sergio.(1991). “O sistema penitenciário no Brasil”: problemas e desafi os. Revista USP. São Paulo, 9: 65-78, mar./mai.

ARRUDA, Angela. (1998).O ambiente natural e seus habitantes no imaginário brasileiro In: ARRUDA, Angela (Org.). Representando a alteridade. 1. ed. Petrópolis: Vozes,p. 17-46.

AUAD, Daniela. Educar meninas e meninos: relações de gênero na escola. São Paulo: Contexto, 2006.

BAHIA, A. G. M. F. Homofobia no Brasil: resoluções internacionais e a Constituição de 1988. Disponível em: http://jus.com.br/artigos/21999/homofobia-no-brasilresolucoes-internacionais-e-a-constituicao-de-1988>. Acesso dia: 28 maio 2015.

BRANDÃO, P. F; SANTANA, T. O “kit gay”: na saúde e na educação um kit de polêmicas. 2012. Disponível em: <http://www.cchla.ufpb.br/caos/n18/14%20_Tereza%20e%20Paula%20II%20-%20O%20Kit%20Gay%20Na%20Sa%C3%BAde%20e%20na%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20um%20kit%20de%20polemicas.pdf>. Acesso dia: 28 maio 2015.

BRASIL. Ministério da Educação / Secretaria da Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Cadernos Secad 4. Gênero e Diversidade Sexual na Escola: reconhecer diferenças e superar preconceitos, Brasília: SECAD, 2007.

CHAGAS. A. T. R. O Questionário na pesquisa cientifi ca.Administração on line. Volume 1, janeiro/fevereiro/março, 2000. Disponível em: <http://www.fecap.br/adm_online/art11/anival.htm>. Acesso dia: 18 out. 2013.

FURLANI, Jimena. Encarar o desafi o da educação sexual na escola. In: Sexualidade/ Secretaria do Estado da Educação: SEED – Pr, 2009

GADOTTI, Moacir. A questão da educação formal/não formal. Institut Inernational des droits de l’ enfant (IDE): Sion (Suisse), 18 au 22 octobre 2005.

GOHN, Maria da Glória. Educação não formal na pedagogia social. An.1 Congr. Intern. Pedagogia Social, Mar. 2006. Disponível em: <http://www.proceedings.scielo.br/scielo.php?pid=MSC000000009200600010003 4&script=sci_arttext&tlng=pt>. Acesso em: 02 abr. 2013.

GOHN, Maria da Glória.(2009). Educação não formal, educador (a) social e projetos sociais de inclusão social. Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, p. 28-43, jan./ abr. 2009.

HEIBORN, Maria Luiza, ARAÚJO, Leila, BARRETO, Andreia (Orgs). Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça | GPP – GeR: módulo II. – Rio de Janeiro: CEPESC; Brasília: Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2010.

JODELET, Denise. As representações sociais. Tradução Lilian Ulup, Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001.

JOVCHELOVITH, S. Re(des)cobrindo o outro – para um entendimento da alteridade na Teoria das representações sociais. In: ARRUDA, A. (Org.). Representando a alteridade. Petrópolis: Vozes, 1998.

JOVCHELOVITCH, Sandra. Os contextos do saber: representações, comunidade e cultura. Petrópolis: Vozes, 2008. (Coleção Psicologia Social).

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: Uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: ______. (Org.). O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigação em psicologia social; editado em inglês por Gerard Duveen; traduzido do inglês por Pedrinho A. Guareschi. 8. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: Unidade teoria e prática? 2 ed. São Paulo: Cortez, 1995.

PIMENTA, Selma Garrido. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004. (coleção docência em formação. Série saberes pedagógicos).

ROSEMBERG, Fulvia. (19995). Crianças e adolescentes em situação de rua: do discurso à realidade. In: Reis, E.; Tavares de Almeida, M.H.; Fry, P. (orgs.). Pluralismo, espaço social e pesquisa. São Paulo: ANPOCS; Hucitec, p. 23-44.

SANTOS, Dayana B. C. dos S.; ARAUJO, Débora C. Sexualidades e Gêneros: Questões Introdutórias. In: PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência de Educação. Departamento da Diversidade. Núcleo de Gênero e Diversidade Sexual. Curitiba: SEED – Pr., 2009.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade – Uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.