Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Compactação do Solo Sob Sistemas de Manejo Convencionais e Conservacionistas

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v17n02a08

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

João P. A. R. da Cunha1, Paulo C. de Carvalho Júnior2, Juni V. de Souza2, Elias N. Borges3 & Elton F. dos Reis4

 

Resumo: Os sistemas de manejo do solo influenciam a sua susceptibilidade à compactação. Esta é uma das principais causas da degradação física do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência do solo à penetração e a densidade do solo de um Latossolo Vermelho distrófico, cultivado sob diferentes sistemas de preparo do solo. Avaliaram-se a densidade do solo e a resistência do solo à penetração, após cinco anos de cultivo submetido a sete tratamentos, em delineamento em blocos casualizados: CCCG - cultivo convencional (aração e gradagem) com aplicação de calcário e gesso; CCC - cultivo convencional com calcário; CMC - cultivo mínimo (com arado escarificador a 0,15 m) e calcário; CMCG - cultivo mínimo com calcário e gesso; PDCG - plantio direto com calcário e gesso (gradagem no 1° ano agrícola - 2000/2001); APC – plantio direto com ausência de preparo e adição de calcário; e APCG – plantio direto com ausência de preparo e adição de calcário e gesso. Os sistemas de manejo em que ocorreu revolvimento completo do solo, funcionaram como impedimento à compactação somente na camada superficial. Na camada de 0,2 a 0,6 m, não houve diferença entre os tratamentos. A densidade do solo não sofreu influência do preparo de solo.

Palavras-chave: mecânica do solo, preparo do solo, resistência do solo à penetração

 

Abstract: The soil management system affects susceptibility to compaction, which is one of the most important causes of soil physical degradation. This study was done to evaluate mechanical resistance to penetration and soil density of a Haplustox (red latosol) soil, covered by Savannah vegetation or cultivated with different tillage systems. The fields were subjected to following tillage systems for five years (in a randomized block design): CCCG - conventional tillage (plough) with application of lime and gypsum; CCC - conventional tillage (plough) with lime; CMC - minimum tillage (0.15 m deep chisel plowing) with lime; CMCG - minimum tillage with lime and gypsum; PDCG - no-tillage (harrowing in the first agricultural year) with lime and gypsum; APC – no-tillage (planted without soil disturbance in the first year) with lime; and APCG – no-tillage (planted without soil disturbance in the first year) with lime and gypsum. The data of the bulk density and soil resistance to penetration suggested that the management systems with ploughing prevented soil compaction only in the superficial layer. In the 0.2 – 0.6 m layer, the cone index was similar among treatments. The management system did not affect soil density.

Key words: soil mechanics, soil tillage, soil strength

 

1 Eng. Agrícola, Professor Adjunto, Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Uberlândia, Campus Umuarama, Cep 38400-902, Uberlândia, MG. E-mail: jpcunha@iciag.ufu.br
2 Estudante do Curso de Agronomia, ICIAG, UFU, Campus Umuarama, Cep 38400-902, Uberlândia, MG
3 Eng. Agrônomo, Professor Adjunto, ICIAG, UFU, Campus Umuarama, Cep 38400-902, Uberlândia, MG
4 Eng. Agrícola, Prof. Doutor, Departamento de Engenharia Agrícola, UEG, Cep 75001-970, Anápolis, GO

 

Literatura Citada

ASABE – American Society of Agricultural and Biological Engineers. Soil cone penetrometer. ASAE Standard S313.3. St. Joseph: ASABE, 2006. p.902-904.

BENGOUGH, A.G.; MULLINS, C.E. Mechanical impedance to root growth: a review of experimental techniques and root growth responses. Journal of Soil Science, v.41, n.3, p.341-358, 1990. doi

BORGES , E.N.; LOMBARDI NETO , F.; CORRÊA, G.F.; FRAN ÇA, G.V. Gesso e matéria orgânica na floculação de argila e na produção de soja em um LatossoloVermelho Escuro com camada subsuperficial compactada. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.21, n.1, p.119-123, 1997.

BRADFORD, J.M. Penetrability. In: KLUTE, A. (ed.) Methods of soil analysis: physical, chemical and mineralogical methods. Madison: American Society of Agronomy, 1986. p.463-478.

CAMARGO, O.A.; ALLEONI, L.R.F. Compactação do solo e o desenvolvimento das plantas. Piracicaba: Esalq, 1997. 132p.

CARVALHO JÚNIOR, I.A.; FONTES, L.E.F.; COSTA, L.M. Modificações causadas pelo uso e formação de camadas compactadas e, ou, adensadas em um Latossolo Vermelho-Escuro textura média, na região do Cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.22, n.3, p.505-514, 1998.

CFSEMG – Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. 5a Aproximação. Viçosa, 1999. 359p.

COSTA, M.J.; ROSA JUNIOR, E.J.; ROSA, Y.B.C.J.; SOUZA, L.C.F.; ROSA, C.B.C. Atributos químicos e físicos de um Latossolo sendo influenciados pelo manejo do solo e efeito da gessagem. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 29, n.5, p. 701-708, 2007.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Levantamentos de reconhecimentos de média intensidade dos solos e avaliação da aptidão agrícola das terras do Triângulo Mineiro. Rio de Janeiro: Embrapa/SNLCS, 1982. 526p.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 1997. 212p.

KONDO, M.K.; DIAS JÚNIOR, M.S. Compressibilidade de três latossolos em função da umidade e uso. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.23, n.2, p.211-218, 1999.

LARSON, W.E. Soil parameters for evaluating tillage needs and operations. Soil Science Society of America Proceedings, v.28, n.1, p.118-122, 1964. doi

MANTOVANI, E.C. Máquinas e implementos agrícolas. Informe Agropecuário, v.23, n. 1, p. 56-63, 1987.

PRADO, R.M.; ROQUE, C.G.; SOUZA, Z.M. Sistemas de preparo e resistência à penetração e densidade de um Latossolo Vermelho Eutrófico em cultivo intensivo e pousio. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.37, n.12, p.1795-1801, 2002. doi

ROSA JÚNIOR, E.J.; MARTINS, R.M.; CREMON, C.; Rosa, Y.B.C.J. Calcário e gesso como condicionantes físico e químico de um solo de cerrado sob três sistemas de manejo. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 36, n.1, p. 37-44, 2006.

SCHAEFER, C.E.G.R.; SOUZA, C.M.; MERNES, F.J.V.; VIANA, J.H.M.; GALVAO, J.; RIBEIRO, L.M. Características da porosidade de um argissolo vermelho-amarelo submetido a diferentes sistemas de preparo de solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.25, n.3, p.765-769, 2001.

SEIXAS, F. Compactação do solo devido à colheita de madeira. Piracicaba: Esalq, 2000, 75p. (Tese de Livre - Docência)

SILVA, V.R.; REINERT,D.J.; REICHERT, J.M. Resistência mecânica do solo à penetração influenciada pelo tráfego de uma colhedora em dois sistemas de manejo do solo. Ciência Rural, v.30, n.5, p. 795-801, 2000. doi

TORMENA, C.A.; ROLOFF, G. Dinâmica da resistência à penetração de um solo sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.20, n.2, p.333-339, 1996.

TORRES, E.; SARAIVA, O.F. Camadas de impedimento do solo em sistemas agrícolas com a soja. Londrina: Embrapa Soja, 1999. 58p. (Circular Técnica, 23)