Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Extração e Fermentação do Caldo de Algaroba (Prosopis juliflora (sw.) dc) para Obtenção de Aguardente

DOI: http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v5n1p51-56

http://rbpaonline.com/ 

downloadpdf

Clóvis G. Silva1, Mario E. R. M. C. Mata2, Maria E. D. Braga2 & Vital de S. Queiroz3

 

Resumo: A algarobeira é uma planta xerófita nativa de regiões áridas sendo suas vagens aproveitadas nos períodos secos para alimentação humana e animal. No entanto, nos período de índice pluviométrico normal este produto é pouco utilizado existindo este material em abundancia, sem aproveitamento industrial e com um desperdiço acentuado. Portanto, este trabalho teve como finalidade estudar a extração dos açucares existentes nas vagens de algaroba e determinar o brix ideal para fermentação desses açúcares utilizando a Sacharomyces cerevisiae. O estudo desses itens teve por finalidade servir de parâmetros para produção de aguardente de algaroba. Diante dos resultados obtidos, concluiu-se nesta investigação que o melhor processo de extrair os açúcares das vagens de algaroba, dentre os estudados, é quando essas vagens são diluídas na proporção de 1:2 (1 kg de vagem/ 2 kg de água) e submetidas a uma pressão de 50 kgf/cm2 com prensagem manual ou a 250 kgf/cm2 com prensa automática. Constatou-se também que no processo de fermentação do caldo de algaroba, o melhor teor de sólidos solúveis médio encontra-se entre 18 e 20ºBrix encontrando-se ainda um valor residual de açúcares não fermentáveis de 2ºBrix.

Palavras-chave: sólidos solúveis totais, algarobeira, temperaturas criogênicas

 

Abstract: The mesquite is a plant native to arid areas and its beans are utilized in the dry periods for human and animal feeding. However, in the period of normal pluviometer index this product is not used frequently, and it exists in abundance, without industrial use and with an accentuated waste. Therefore, this work had as purpose to study the extraction of sugar from the mesquite beans and to determine the ideal brix for the fermentation of this sugar using the Sacharomyces cerevisiae. The study of those items had for purpose to serve of parameters for production of mesquite liquor. According to the obtained results, it was concluded in this investigation that the best process of extracting of sugar from the mesquite beans, among the ones that were studied is when these beans are diluted in the proportion of 1:2 (1 kg of bean / 2 kg of water) and are submitted to a pressure of 50 kgf/cm2 with manual press machine or to 250 kgf/cm2 with automatic press machine. It was verified a residual value of not ferment sugar of 2ºBrix.

Key words: total soluble solids, mesquite, cryogenic temperatures

 

1 Engenheiro de Alimentos, Mestre em Engenharia Agrícola
2 Prof. Dr. Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal da Campina Grande, Campina Grande, PB, Brasil, mmata@deag.ufpb.br e elita@deag.ufpb.br
3 Prof. Dr. Departamento de Engenharia Química e de Alimentos da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, PB, Brasil

  

Literatura Citada

Alves, M. F. Aplicação da vagem da algaroba na produção de produtos fermentos destilados. João Pessoa. 2001. (Entrevista sobre Algaroba).

Arruda, D. T. de Viabilidade técnico-econômica da produção de etanol e subproduto (ração) a partir da algaroba no semi-árido da Paraíba. 1994. 98 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção), Departamento de Engenharia da Produção, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

Azevedo, C.F. Algarobeira na alimentação animal e humana. EMPARN. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE ALGAROBA, 1, Natal.1986. p3.

Gomes, R.P. Forragens fartas na seca. 2ª ed. Nobel. São Paulo. 1973. 236p.

Instituto Adolfo Lutz. Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz: métodos químicos e físicos para análise de alimentos. 3ª ed. São Paulo. 1985. v.1. 533p.

Silva, S. Termo de referência sobre algaroba, Ministério da Agricultura, Brasília-DF. 67 p.

Silva, C. G. Desenvolvimento de um sistema micro-industrial para obtenção de aguardente bidestilada de algaroba (Prosopis Juliflora (Sw.) DC ), 2002. 88 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola), Departamento de Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande, 2002.