Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Drying Simulation Theory Of The Cowpea Considering The Grains Shrinkage

DOI: http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v5n2p179-185

http://rbpaonline.com/ 

downloadpdf

Mario E. R. M. C. Mata1 & Maria E. M. Duarte2

  

 

Abstract: A theory of drying simulation was developed for cowpea bean, which considers the shrinkage of the grains during the drying. The model is based on the heat and mass transfer laws where the fine layer suffers a shrink L (height of the layer) to each interval of time t. The model foresees heating conditions of the air drying of 10 up to 120 °C. For validation of the model, many drying tests have been accomplished. In the accomplished experimental tests, the cowpea bean grains have been dried of a initial content of water of 60% w.b up to 12% w.b., for the air drying temperature between 30 to 80°C and the relative humidity of the air of 37 and 5%, respectively. It was observed in this research that the model foresees the fine layer contraction as well as the contraction of the thick layer, being observed, in the drying, statistical deviations inferior at 10%, however, when comparing the results with Thompson\'s model, those results are different of those observed in, approximately, 50%, therefore not representing the experimental data satisfactorily.

Key words: drying simulation, cowpea bean, shrinkage

 

Resumo: Foi desenvolvida uma teoria de simulação de secagem em feijão macassar levando-se em consideração o encolhimento dos grãos durante a sua secagem. O modelo é baseado nas leis de transferência de calor e massa onde a camada fina sofre um encolhimento L (altura da camada) a cada intervalo de tempo t. O modelo prevê condições de aquecimento do ar de secagem de 10 até 120 °C. Para validação do modelo, foram realizados vários testes de secagem. Nos testes experimentais realizados os grãos de feijão macassar foram secos de um conteúdo de água inicial de 60% base úmida até 12% base úmida, para a temperatura ar de secagem variando entre 30 a 80°C e a umidade relativa do ar de 37 e 5%, respectivamente. Observou nessa pesquisa que o modelo prevê a contração da camada fina bem como a contração volumétrica da camada espessa, observando-se, nas secagens, desvios estatísticos inferiores a 10%, no entanto, ao comparar-se os resultados com o modelo de Thompson esses resultados diferem dos observados próximo de 50%, portanto não representando satisfatoriamente os dados experimentais.

Palavras-chave: simulação de secagem, feijão macassar, encolhimento

 

1 Prof. Dr. Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal da Campina Grande, Campina Grande, PB, Brasil, mmata@deag.ufpb.br
2 Prof. Dr. Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal da Campina Grande, Campina Grande, PB, Brasil, elita@deag.ufpb.br

  

Literatura Citada

Cavalcanti Mata, M. E. R. M. Efeitos da secagem em altas temperaturas por curtos períodos de tempo, em camada estacionaria, sobre a armazenabilidade de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris L.), variedade carioca : Avaliação experimental, modelagem e simulação. 1997, 229 p. (Tese de Doutorado).

Cavalcanti Mata, M.E.R.M. Simulação de secagem de feijão macassar: Novos modelos. 2001, 172p. Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande. (Relatório de Pesquisa).

Cavalcanti Mata, M. E. R. M.; Braga, M. E. D.. Contração volumétrica dos grãos de feijão macassar durante o processo de secagem. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 31, Salvador. Anais.... Jaboticabal: Sociedade Brasileira de Engenharia Agrícola - SBEA, 2002. 1 CD.

Martins J.H. Simulação de secagem de milho em camada estacionaria. 1982, 82p. Departamento de Engenharia Agrícola, DEA /UFV, Vicosa, MG, (Tese de Mestrado).

Thompson, T.L.; Peart, R.M.; Foster, G.H. Mathematical simulation of corn drying a new model. Transaction of the ASAE. St. Joseph, Michigan, v.11, n.4, p.582-586, 1968. https://doi.org/10.13031/2013.39473

Vasconcelos, L. G. S. Procedimentos de simulação, otimização e controle de secadores em leito móvel. 1997, 188p. Departamento de Engenharia Quimica Universidade Estadual de Campinas, (Tese de Doutorado).