Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Calor Isostérico da Polpa de Banana Variedades Maçã e Nanica

DOI: http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v6n2p171-178

http://rbpaonline.com/ 

downloadpdf

José C. A. Leite1, Manassés M. da Silva1, Josivanda P. G. de Gouveia2, Francisco de A. C. Almeida2 & Juarez P. Pedroza2

  

Resumo: A banana é uma das frutas mais produzidas no mundo, sendo destaque na produção nacional. O Brasil, um dos maiores produtores mundiais de frutas e hortaliças, apresenta grandes problemas no que se refere ao aproveitamento adequado de seus produtos. Entretanto, para minimizar as perdas pós-colheita e aproveitar de maneira correta a produção, deve-se reduzir o conteúdo de água dos produtos por meio de processos como a secagem, bem como avaliar a energia requerida nestes processos, tornando viável a sua implantação. Neste trabalho fez-se um estudo da quantidade de calor necessária na secagem da banana, variedades maçã e nanica, utilizando os modelos matemáticos de GAB, BET e Oswin na obtenção das isotermas de equilíbrio, em que o modelo mais representativo foi usado na determinação do calor isostérico da fruta. De acordo com os resultados, verificou-se que o calor isostérico aumentou com a diminuição do conteúdo de água de equilíbrio para as duas variedades, e que a quantidade de energia requerida na secagem da polpa de banana variedade maçã é maior que na variedade nanica.

Palavras-chave: secagem, modelos matemáticos, conteúdo de água

 

Abstract: Banana is a tropical fruit and it s one of the most produced in the world. It s prominence in the national production. Brazil one of the biggest producing of fruits in the world, presents big problems in the adequate use of its products. However, the moisture content of the products must be reduced through processes as the drying, and energy requested in this processes should be evaluated to minimize the post harvest looses and to take advantage of the production, in a correct way, making viable its implantation. The necessary amount of heat in the drying of the banana, apple and tiny varieties, was studied in this work. The mathematical models of GAB, BET and Oswin were used to obtain the equilibrium isotherms. The most representative model was used in the determination of the isosteric heat of the fruit. According to the results, , it was verified that the isosteric heat increased with the decrease of the equilibrium water content for the two varieties, and that the amount of energy requested in the drying of the apple variety banana pulp is larger than in the tiny variety.

Key words: drying, mathematics models, water content

  

1 Engenheiro Agrícola, UFCG/CCT. Campina Grande, PB. E-mail: cleidimario@yahoo.com.br; sessanam@hotmail.com
2 Professor Dr. UFCG/CCT/DEAg. Campina Grande, PB. E-mail: josi@deag.ufcg.edu.br; diassis@deag.ufcg.edu.br; juarez@deag.ufcg.edu.br

  

Literatura Citada

Aguerre, R.J.; Suarez, C.; Viollaz, P.E. The temperature dependent of isosteric heat of sorption of some cereal grains. International Journal of Food Science and Technology, v.23, p.141-145, 1988. https://doi.org/10.1111/j.1365-2621.1988.tb00560.x

Almeida, F.A.C.; Gouveia, J.P.G.; Araújo, M.E.R.; Silva, F.L.H.; Almeida, S.A. Comparação de modelos matemáticos do calor isostérico de dessorção em polpa de goiaba. Revista Brasileira de Armazenamento, Viçosa, v.29, n.1, p.28- 34, 2004.

Alves, E.J. A cultura da banana: aspectos técnicos, socioeconômicos e agroindustriais. 585 p. 2. Ed. Brasília, DF, 1999.

Côrrea, P.C.; Afonso Júnior, P.C.; Andrade, E.T. Modelagem matemática da atividade de água em polpa cítrica peletizada. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.5, n.2, p.283-287, 2001. https://doi.org/10.1590/S1415-43662001000200018

Dural, N.H.; Hines, A.L.A. New theoretical isotherm equation for water vapor-food systems: multilayer adsorption on heterogeneous surfaces. Journal of Food Engineering, v.20, n.1; p.75-96, 1993. https://doi.org/10.1016/0260-8774(93)90020-K

Gouveia, J.P.G.; Almeida, F.A.C.; Fernadez, F.R.; Murr, F.E.X. Estudo das isotermas de sorção e calor isostérico do gengibre sem casca. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 28, Pelotas, RS. Anais... 1999. CD Rom. 4p.

Leite, J.C.A.; Silva, M. M. ; Ribeiro, C.F.A.; Gouveia, J.P.G.; Almeida, F.A.C. Propriedades físicas e químicas da banana nanica. In: III Encontro e Pós-Graduação da Universidade do Vale do Paraíba, 2003, São José dos Campos SP, Anais... 2003. CD Rom. 5p.

Silva, M.M.; Gouveia, J.P.G.; Almeida, F.A.C. Dessorção e calor isostérico em polpa de manga. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.6, n.1, p.123-127, 2002. https://doi.org/10.1590/S1415-43662002000100022

Sopade, P.A.; Ajisegiri, E.S. Moisture sorption study on nigerian foods: maize and sorghum. Journal of Food Process Engineering, v.17, n.1, p.33-56, 1994. https://doi.org/10.1111/j.1745-4530.1994.tb00327.x

Yoshida, C.M.P. Cinética de secagem do milho superdoce. Campinas: UNICAMP, 1997. 149p. (Dissertação de Mestrado).

Wang, N. Brennan, J.G. Thermal conductivity of potato as a function of moisture contents. Journal of Food Engineering, v.17, n.2, p.153-160, 1991. https://doi.org/10.1016/0260-8774(92)90058-E