Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Caracterização Física e Físico-Química de Frutos do Mandacaru1

DOI: http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v11n1p15-20

http://rbpaonline.com/ 

downloadpdf

Mércia M. de Almeida2, Flávio L. H. da Silva3, Líbia de S. Conrado3, Rosa M. M. Freire4 & Adeilva R. Valença5

 

Resumo: O mandacaru (Cereus jamacaru P. DC.) é um fruto nativo da região Nordeste do Brasil e como não é explorado comercialmente, ocorrem grandes perdas em sua safra. Visando o desenvolvimento sustentável dessa região e redução das perdas desses frutos, procedeu-se a caracterização física e físico-química, para melhor aproveitamento dos mesmos. Os frutos maduros do mandacaru, provenientes de duas cidades localizadas no Estado da Paraíba, Queimadas e Lagoa Seca foram selecionados, desinfectados e determinados o diâmetro, os pesos da polpa, casca e semente e seus percentuais de rendimento. Na polpa foram determinadas as porcentagens de umidade, sólidos solúveis totais-(SST), cinzas, açúcares redutores totais- (ART), acidez total titulável-(ATT) e o pH de acordo com normas padrões específicas. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado. Os frutos oriundos de Queimadas apresentaram o maior peso e o valor médio foi de 241,16 g. Os frutos de Queimadas apresentaram maior rendimento em casca (55,65 % p/p) e em semente (8,96 % p/p) e os de Lagoa Seca, o maior rendimento em polpa (37,23 % p/p). Concluiu-se que, os frutos provenientes das duas cidades são adequados para o consumo de fruta fresca, no entanto, os frutos oriundos de Queimadas, por apresentarem maior tamanho e peso, são mais adequados para indústria de processamento.

Palavras-chave: Cereus jamacaru P. DC., qualidade, peso, açúcares redutores, diâmetro.

 

Abstract: Cereus jamacaru P. DC. is a native fruit of Northeast Brazilian region and as it is not explored commercially, occur great losses of the same ones in its harvest. Aiming the sustainable development of this region and reduction of the losses of these fruits, it was proceeded the characterization physical and physical-chemical for better use of the same. The mature Cereus jamacaru P. DC fruits from two cities in Paraíba state were seleted, desinfected and determined the diameter, pulp, peel weight and theirs yield percents. The percentage of the moisture, total soluble solids-(TSS), ash, total reducing sugars -(TRS), titrable acidity-(TA) and pH were determined at the pulp to agree standard method specifics. The experimental design was totally randomized. The Cereus jamacaru P. DC fruits from Queimadas district presented biggest weight and the average from 241.16 g. The fruits of Queimadas had presented greater income in  peel (55.65% p/p) and seed (8.96% p/p) and of Lagoa Seca, the biggest income in pulp (37.23% p/p). Concluded that the fruits proceeding from the two cities are adjusted for the consumption of fresh fruit, however, the deriving fruits of Queimadas, for presenting so great greater and weight, more are adjusted for processing industry.

Key words: Cereus jamacaru P. DC., quality, weight, sugars reducing, diameter.

 

1 Trabalho extraído de parte da tese de Doutorado do primeiro autor. Trabalho financiado pela CAPES
2 Aluna de Doutorado em Engenharia de Processos/UFCG - Campina Grande-PB. E-mail: merciamota@yahoo.com.br.
3 Professores Drs. Unidade Acadêmica de Engenharia Química UFCG, Av. Aprígio Veloso, 882, 58109-970, Campina Grande-PB. E-mail: flhs@deq.ufcg.edu.br e libiac@deq.ufcg.edu.br
4 Pesquisadora M.Sc. da Embrapa Algodão - Campina Grande-PB. E-mail: rosa@cnpa.embrapa.br.
5 Técnica do Laboratório de Química da Embrapa Algodão – Campina Grande-PB. E-mail: diva@cnpa.embrapa.br

  

Literatura Citada

AOAC. Official methods of analysis of AOAC international. 16.ed. Gaitherburg, 1997. v.2,1141p.

Araújo, L. F. Enriquecimento Protéico do Mandacaru sem Espinhos (Cereus jamacaru P.DC.) e da Palma Forrageira (Opuntia Fícus-índica Mill) em Meio Semi-Sólido por Processo Biotecnológico. Universidade Federal de Campina Grande, 2004. (Tese de doutorado). 197p.

Askar, A.; El-Samary, S.K. Chemical composition of prickly pear fruits. Dtsch. Lebensm. Rdsch., v.77, p. 279-289, 1981.

Barros, R.S.; Finger, F.L.; Magalhães, M.M. Changes im non-structural carbohydrates in developing fuit of Myrciaria jabuticaba. Scientia Horticulturae, The Netherlands, v.16, p.209-215, 1996.

Braga, R. Plantas do Nordeste, especialmente do Ceará. 2.ed. Natal: Editora Universitária UFRN, 1960. 540p. (Coleção Mossoroense).

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Métodos Físico- Químicos para Análise de Alimentos / Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. – Brasília: Ministério da Saúde, 2005. 1018p. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). IV edição.

Brunini, M.A.; Macedo, N.B.; Coelho, C.V.; Siqueira, G.F. Caracterização física e química de acerolas provenientes de diferentes regiões de cultivo. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v.26, n.3, p.486-489, 2004.

Canuto, T. M. Caracterização do fruto da palma (Opuntia ficus indica L. Mill). Campina Grande: UEPB/DEQ, 2006. 38p. (Monografia de Graduação).

Chitarra, M.I.F.; Chitarra, A.B. Póscolheita de frutos e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: ESAL, 1990. 293p.

Fagundes, G. R. & Yamanishi, O. K. Características físicas e químicas de frutos de mamoeiro do grupo ‘solo’ comercializados em 4 estabelecimentos de Brasília-DF. Revista Brasileira de Fruticultura. Jaboticabal-SP, v.23, n.3, p.541-545, dezembro, 2001.

Lira Júnior, J. S.; Musser, R. S.; Melo, E. A.; Maciel, M. I. S.; Lederman, I. E.; Santos, V. F. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas, v.25, n.4, p. 757-761, out-dez, 2005.

Lopes, R. V. V. Estudo cinético da produção de vinho do fruto da palma forrageira (Opuntia fícus-indica Mill). Campina Grande: UFCG, 2005. 95p. (Dissertação de Mestrado).

Miller, G. Use of dinitrosalicilic acid reagent for determination of reducing sugars. Analytical Chemistry. v.31, p. 426-428, 1959.

Noronha, M. A. S.; Cardoso E. de A.; Dias N. da S. Características físico-químicas de frutos de umbu-cajá spondias sp . provenientes dos pólos Baixo-Jaguaribe (ce) e Assu-Mossoró (RN). Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.2, n.2, p.91-96, 2000.

Oliveira, A.L.; Brunini, M.A.; Salandini, C.A.R.; Bazzo, F.R. Caracterização tecnológica de jabuticabas ‘sabará’ provenientes de diferentes regiões de cultivo. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v.25, n.3, p.397-400, 2003.

Oliveira, F. M. N.; Alexandre, H. V.; Figueirêdo, R. M. F.; Queiroz, A. J. M.; Oliveira, A. R. Características físicoquímicas da polpa e casca do fruto do mandacaru. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos, 19. 2004, Recife. Anais... Recife: Centro de Convenções de Pernambuco, 2004. CDROM.

Rocha, E. A.; Agra, M. F. Flora do Pico do Jabre, Brasil: Cacteceae juss. Acta Botânica Brasileira, n.16, p.15-21, 2002.

SAS/STAT User´s Guide. In: SAS Institute. SAS Onlincod: Version 8.2, Cary, 2000. CD-Rom.

Sawaya, W.N.; Khatchadourian, H.A.; Safi, W.N.; Al-Hammad, H.M. Chemical characterization of prickly pear pulp (Opuntia ficus-indica Mill), and the manufacturing of prickly pear jam. Journal of Food Technology, n.18, p.183-193, 1983.

Sepúlveda, E.; Saénz, C. Chemical and physical characteristics of prickly pear (Opuntia ficus-indica Mill) pul. Revista Agroquímica de Tecnologia de Alimentos, n.30, p.551- 555, 1990.

Silva, M.E. da. Estudos cinéticos da fermentação alcoólica da produção de vinho e da fermentação acética de produção de vinagre de vinho de caju. Campina Grande: UFCG, 2004. 96p. (Dissertação de Mestrado).