Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Distribuição e Incerteza da Erodibilidade em Um Latossolo-Vermelho Amarelo Húmico sob Cultivo de Café Arábica

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v17n04a03

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Samuel de A. Silva1, Julião S. de S. Lima2 & Mauri M. Teixeira3

 

Resumo: O objetivo com a realização deste trabalho foi estudar o comportamento espacial da erodibilidade de um Latossolo Vermelho Amarelo húmico, por meio de mapas de distribuição e incerteza, utilizando métodos de krigagem. O experimento foi realizado em uma área cultivada com Coffea arabica L. variedade catuaí. O solo foi coletado na camada de 0-0,20 m distribuídos em uma malha amostral, totalizando 50 pontos. Avaliou-se a erodibilidade por meio de modelos indiretos, com base nas frações granulométricas do solo e no teor de matéria orgânica. Os dados foram, inicialmente, submetidos à análise descritiva e exploratória. A análise geoestatística foi utilizada sobre o conjunto real de dados e também sobre os dados de erodibilidade após codificação por indicação. Os resultados foram interpolados por krigagem ordinária e krigagem indicativa para a confecção de mapas de distribuição e incertezas. O valor médio de erodibilidade ficou acima do tolerado para Latossolos, sendo que na maior proporção da área a probabilidade de encontrar valores de erodibilidade acima do tolerado para Latossolos foi maior que 50%, principalmente nas porções mais altas do terreno.

Palavras-chave: geoestatística, krigagem indicativa, erosão, manejo e conservação

 

Abstract: The objective of this work was to study the spatial behavior of erodibility of a humic Red Yellow Oxisol through distribution maps and uncertainty using kriging methods. The experiment was set in an area cultivated to Coffea arabica L. cv catuai. The soil was collected from 0 to 0.20 m depth, from 50 points distributed in a sampling grid. Initially, the soil erodibility was evaluated with the use of indirect models based on soil particle fractions and organic matter content. Data were initially subjected to a descriptive and exploratory analysis. Geoestatistic analysis was used on the set of real data and also on the erodibility data after codification by indication. Results were interpolated by ordinary and indicative kriging to make maps of distribution and uncertainties. The mean erodibility value was higher than tolerated for Oxisol soils, and in the major portion of the area, probability of finding erodibility values greater than 50%, was high at the higher land elevations.

Key words: geostatistic, indicative kriging, erosion, management and conservation

 

1 Doutorando em Engenharia Agrícola, Bolsista CNPq - Brasil, Depto. de Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa – MG, CEP 36570-000. Email: samuel-assis@hotmail.com
2 Prof. Associado, Depto. de Engenharia Rural, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre – ES, CEP 29500-000. Email: limajss@yahoo.com.br
3 Prof. Adjunto, Depto. de Engenharia Agrícola, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa – MG, CEP 36570-000. Email: mauri@ufv.br

 

Literatura Citada

ALBUQUERQUE, A.W.; LOMBARDI NETO, F.; SRINIVASAN, V.S.; SANTOS, J.R. Manejo da cobertura do solo e de práticas conservacionistas nas perdas de solo e água em Sumé, PB. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.6, n.1, p.136-141, 2002.

BERTOL, I.; LEITE, D.; ENGEL, F.L.; COGO, N.P.; PAZ GONZÁLEZ, A. Erodibilidade de um Nitossolo háplico Alumínico determinada em Condições de campo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.31, n.1, p.541-549, 2007. doi

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. São Paulo: Ícone, 1990. 278 p.

BONISCH, S., ASSAD, M.L. Lopes, MONTEIRO, A.M.V.; CAMARA, G. Representação e propagação de incertezas em dados de solo: II - Atributos numéricos. Revista Brasileira de Ciência do Solo. v.28, n.1, p.33-47, 2004.

CFSEMG – Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais. 1999. In.: RIBEIRO, A.C.; GUIMARÃES, P.T.G.; ALVAREZ, V.H.V. (Ed). Recomendações para uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. 5ª Aproximação. Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais – CFSEMG. Viçosa, MG. 1999. 359p.

COGO, N.P.; LEVIEN, R.; SCHWARZ, R.A. Perdas de solo e água por erosão hídrica influenciadas por métodos de preparo, classes de declive e níveis de fertilidade do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.27, n.5, p.743-753, 2003. doi

CORRECHEL, V. Avaliação de índices de erodibilidade do solo através da técnica da análise de redistribuição do “Fallout”, do 137Cs. Piracicaba, 2003. 79 p. Tese (Doutorado em Energia Nuclear na Agricultura) - Centro de Energia Nuclear na Agricultura, Universidade de São Paulo.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Rio de Janeiro, 2006. 412p.

EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. 2.ed. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura e do Abastecimento, 1997. 212p.

FELGUEIRAS, C.A. Modelagem ambiental com tratamento de incertezas em sistemas de informação geográfica: o paradigma geoestatístico por indicação. 1999. Tese (Doutorado em Computação Aplicada). São José dos Campos – INPE

GONÇALVES, A.C.A.; FOLEGATTI, M.V.; MATA, J.D.V. Análise exploratória e geoestatística da variabilidade de propriedades físicas de um Argissolo Vermelho. Maringá. Acta Scientiarum. v.23, n.5, 2001.

GRIEBELER, N.P.; PRUSKI, F.F.; MEHL, H.U.; SILVA, D.D.; OLIVEIRA, L.F.C. Equipamento para determinação da erodibilidade e tensão crítica de cisalhamento do solo em canais de estradas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.9, n.2, p.166-170, 2005.

GUERRA, P.A.G. Geoestatística operacional. Ministério das Minas e Energia/ Departamento de Produção Mineral, Brasília, 1988. 145p.

INÁCIO, E.S.B.; CANTALICE, J.R.B.; NACIF, P.G.S.; ARAUJO, Q.R.; BARRETO, A.C. Quantificação da erosão em pastagem com diferentes declives na microbacia do Ribeirão Salomea. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.11, n.4, p.355–360, 2007.

IZIDORIO, R.; MARTINS FILHO, M.V.; MARQUES JÚNIOR, J.; SOUZA, Z.M.; PEREIRA, G.T. Perdas de nutrientes por erosão e sua distribuição espacial em área sob cana-de-açúcar. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.25, n.3, p.660-670, set./dez. 2005.

KUHN, N.J.; BRYAN, R.B. Drying, soil surface condition and interrill erosion on two Ontario soils. Catena, v.57, n.3, p.113-133, 2004. doi

LANDIM, P.M.B.; STURARO, J.R. Krigagem indicativa aplicada à elaboração de mapas probabilísticos de riscos. DGA, IGCE, UNESP / Rio Claro, Lab. Geomatemática, Texto Didático 06, 19 pp. 2002. Disponível em <http://www.rc.unesp.br/igce/aplicada/textodi.html>. Acesso em: 23 mai. 2008

MANNIGEL, A.R.; CARVALHO, M. de P.; MORETI, D.; MEDEIROS, L. da R. Fator erodibilidade e tolerância de perda dos solos do Estado de São Paulo. Acta Scientiarum Maringá, v.24, n.5, p.1335-1340, 2002.

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; LIMA, J.M.; FERREIRA, M.M. Avaliação de métodos indiretos de determinação da erodibilidade de Latossolos brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.35, n.6, p.1207-1220, jun. 2000. doi

SILVA, S.A.; LIMA, J.S.S.; OLIVEIRA, R B.; SOUZA, G.S.; SILVA, M.A. Análise espacial da erosão hídrica em um latossolo vermelho amarelo sob cultivo de café conilon. Revista Ciência Agronômica, v.38, n.4, p.335-342, Out.-Dez., 2007.

SOUZA, C.K.; MARQUES JÚNIOR, J.; MARTINS FILHO, M.V.; PEREIRA, G.T. Influência do relevo e erosão na variabilidade espacial de um latossolo em Jaboticabal (SP). Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.27, n.2, p.1067-1074, 2003. doi

SOUZA, Z.M. de; MARTINS FILHO, M.V.; MARQUES JÚNIOR, J., PEREIRA, G.T. Variabilidade espacial de fatores de erosão em latossolo vermelho eutroférrico sob cultivo de cana-de-açúcar. Engenharia Agrícola., Jaboticabal, v.25, n.1, p.105-114, 2005.

SPAROVEK, G.; SCHUNG, E. Soil tillage and agriculture. A theoretical case study for soil erosion control in Brazilian sugar cane production. Soil & Tillage Resource, v.61, n.1, p.47-54, 2001. doi

VIEIRA, S.R.; HATFIELD, J.L.; NIELSEN, D.R.; BIGGAR, J.W. Geoestatistical theory and application to variability of some agronomical properties. Hilgardia, Berkeley, v.51, n.3, p.1-75, 1983.

WANG, G.; FANG, S.; SHINKAVERA, S.; GERTNER, G.; ANDERSON, A. Spatial uncertainty in prediction of the topographical factor for the resided universal soil loss equation (RUSLE). Transactions of the ASAE, St. Joseph, v.45, n.1, p.109-18, 2002.

WISCHMEIER, W.H.; JOHNSON, C.B.; CROSS, B.W. A soil erodibility nomograph for farmland and construction sites. Journal of Soil and Water Conservation, v.26, n.5, p.189-193, 1971.

ZARTL, A. S.; KLIK, A.; HUANG, C. Soil detachment and transport processes from interrill and rill areas. Physical Chem, Earth, v.26, n.4, p.25-26, 2001.

ZIMBACK, C. R. L. Análise espacial de atributos químicos de solos para fins de mapeamento da fertilidade do solo. 2001. 114 f. Tese (Livre-Docência) – Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista. Botucatu, 2001.

USDA - United States Department of Agriculture (1978). Predicting rainfall erosion losses: a guide to coservation planning. U.S. Government Printing Office: Agriculture Handbook 537, 58p.