Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Características Físico-Químicas e Incidência de Patógenos Fúngicos em Mamão Formosa Comercializado no Sertão Paraibano

DOI: http://dx.doi.org/10.15871/1517-8595/rbpa.v17n2p199-205

http://rbpaonline.com/ 

downloadpdf

Railene H. C. Rocha1, Márcia A. Cezar2, David D. S. Satiro3, Helton S. Silva4 & Francisco A. Sousa4

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade física, química, incidência e freqüência de fungos em pós-colheita nos frutos de mamoeiro ‘Formosa’ comercializados no local de distribuição (CEASA de Patos-PB), na feira livre e supermercado no município de Pombal-PB. Em cada local, realizaram-se duas coletas por mês, durante os meses de março e abril de 2010. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso, sendo os blocos constituídos pelos dias de coleta e os tratamentos, os estabelecimentos comerciais. Os frutos comercializados nos diferentes estabelecimentos não diferiram quanto a massa fresca, espessura de polpa, comprimento longitudinal, comprimento transversal, aparência interna, sólidos solúveis (SS) e pH, porém houve diferença na qualidade dos mamões entre os estabelecimentos quanto a aparência externa, cor externa, severidade de doenças, acidez titulável (AT) e relação SS/AT. Os frutos comercializados na CEASA tiveram maior AT, melhor aparência externa e menor severidade de doenças. Entretanto, houve incidência de patógenos fúngicos nos mamões de todos os estabelecimentos. Os patógenos identificados foram Lasiodiplodia theobromae, Colletotrichum gloeosporioides, Fusarium spp., Alternaria alternata, Rhizopus spp., Aspergillus spp., Curvularia spp. e Penicillium spp.

Palavras-chave: Carica papaya L., caracterização, qualidade, doenças, comercialização

 

Abstract: The objective of this research was to evaluate the physics quality, chemistry, incidence and frequency of fungi in post-harvest fruits of papaya ‘Formosa’ sold in local distribution (CEASA of Patos-PB) in open-air market, and supermarket in the city of Pombal-PB. In each establishment, there were two samples per month during the months of April to March 2010. We used the experimental design of randomized blocks, with the blocks consist of the days of collection and treatment, commercial establishments. The fruits marketed in different establishments did not differ in the fresh weight, flesh thickness, length, longitudinal, transverse length, internal appearance, soluble solids (SS) and pH, however there was differences in the quality of papayas between establishments and the external appearance, color external, disease severity, titratable acidity (TA) and SS / TA ratio. The fruits marketed in the Cease had higher values for AT, better external appearance and less severity of disease. However, there was an incidence of fungal pathogens of papaya in all establishments. The pathogens identified were Lasiodiplodia theobromae, Colletotrichum gloeosporioides, Fusarium spp., A. alternata, Rhizopus spp., Aspergillus spp., Curvularia spp. e Penicillium spp.

Key words: Carica papaya L., characterization, quality, diseases, commercialization.

 

1 Engenheira Agrônoma, Doutora em Fitotecnia, Professora UFCG/CCTA/UAGRA. E-mail: raileneherica@ccta.ufcg.edu.br;
2 Engenheira Agrônoma, Doutora em Proteção de Plantas, Professora da UFCG/CCTA/UAGRA. E-mail: marciaapcezar@gmail.com
3 Engenheiro Agrônomo, recém-formado UFCG/CCTA/UAGRA. E-mail: davidsatiro@hotmail.com
4 Graduandos do Curso de Agronomia, alunos PIBIC/ PIVIC da UFCG. E-ail:heltonssilva@gmail.com

  

Literatura Citada

Alfenas, A. C.; Mafia, R. G. Métodos em Fitopatologia, Viçosa, UFV, 2007, 382p.

A.O.A.C. - Association of Official Analytical Chemists. (1970) .Official Methods of Analysis. 110 ed. Washington. p. 1015.

Dantas, S. A. F. et al. Doenças fúngicas pós-colheita em mamões e laranjas comercializados na Central de Abastecimento do Recife. Fitopatologia Brasileira, v. 28, n.5, p. 528-533. 2003.

Dias, T. C. et al. Conservação pós-colheita de mamão formosa com filme de pvc e refrigeração. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal-SP, v. 33, n. 2, p. 666-670, 2011.

Fagundes, G. R.; Yamanishi, O. K. Características físicas e químicas de frutos de mamoeiro do grupo “Solo” comercializados em 4 estabelecimentos de Brasília –DF. Revista Brasileira de

Fruticultura, Jaboticabal-SP, v.23, n.3, p. 541-545, 2001.

Fernandes, P. L. O. et al. Qualidade de mamão ‘Formosa’ produzido no RN e armazenado sob atmosfera passiva. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v. 41, n. 4, p. 599-604, 2010.

Ferreira, D. F. Análises estatísticas por meio do Sisvar para Windows versão 4.0. In: Reunião Anual da Região Brasileira Da Sociedade Internacional De Biometria, 45, 2000. São Carlos. Programas e resumos ... São Carlos, SP: UFSCar, 2000. p. 255-258.

Frutiseries 7. Mamão. Ministério da Integração Nacional. Brasília, 2000.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Produção Agrícola Municipal. Disponível em<http://www.sidra.ibge.gov.br>. Acesso em: 18 de Janeiro de 2012.

Leite, G. A. et al. Qualidade pós-colheita da banana ‘Pacovan’ comercializada em diferentes estabelecimentos no município de Mossoró-RN. Revista Brasileira de Ciências Agrárias. Recife-PE, v.5, n.3, p.322-327, 2010.

Lima, L. M. de. et al. Qualidade Pós-colheita de mamão Formosa ‘Tainung 01’ comercializado em diferentes estabelecimentos no município de Mossoró-RN. Revista Brasileira de Fruticultura. Jaboticabal-SP, v. 31, n. 3, p. 902-906, 2009.

Menezes, M.; Silva-Hanlin, D. M. W. Guia Prático para fungos fitopatogênicos, Recife, Imprensa Universitária, UFRPE, 1997, 106 p.

Pereira, V. M. O. et al. Incidência e frequência de fungos em bananas comercializadas na feira livre de Pombal – PB. Revista Verde. Mossoró-RN, v.5, n.4, p. 55-60, 2010. Disponível em:< http://revista.gvaa.com.br>. Acesso em: 17 de setembro de 2011.

Rezende , J. A. M.; Martins, M. C. Doenças do Mamoeiro. In: Kimati, H.; Amorin, L.; Rezende, J. A. M.; Bergamim Filho, A.; Camargo, L. E. A. Manual de Fitopatologia Doenças das Plantas Cultivadas. v.2, 4 ed. 2005.

Rocha, R. H. C. et al. O. Qualidade pós-colheita do mamão formosa armazenado sob refrigeração. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 27, n. 3, p. 386-389, 2005.

Xavier, I. F. Leite et al. Qualidade pós-colheita de manga ‘Tommy Atkins’ comercializada em diferentes estabelecimentos comerciais no município de Mossoró-RN. Revista Caatinga. Mossoró-RN v. 22, n. 4, p. 7-13, 2009.

Wharton, P. S.; Diéguez-Uribeondo. The biology of Colletotrichum acutatum. Anales del Jardin Botanico de Madrid. V. 61, n. 1, p. 3-22, 2004.