Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Efeitos Adversos do Gluconato  de Clorexidina à 0,12%

DOI: http://dx.doi.org/10.18256/2238-510X/j.oralinvestigations.v3n1p33-37

https://seer.imed.edu.br/index.php/JOI/index 

downloadpdf

Jéssica Pegoraro1, Letícia Silvestri2, Gleidi Cara3, Letícia Stefenon4 & Carolina B. Mozzini5

  

Resumo: Objetivo. Identificar evidências na literatura sobre os efeitos adversos da clorexidina 0,12% a nível oral. Método. Foi realizada uma busca na base de dados BIREME em setembro de 2014, através das palavras chaves clorexidina AND efeitos AND adversos AND oral. Foram incluídos os artigos nas línguas portuguesa e inglesa, sem limite de tempo e aqueles que estavam disponíveis para acesso gratuito. Foram excluídos os artigos repetidos e aqueles que não se tratavam sobre efeitos adversos do gluconato de clorexidina a 0,12%. Resultados. Foram encontrados 81 artigos. A busca foi ampliada para seis artigos constantes nas referências dos artigos captados, por apresentarem os efeitos adversos de clorexidina. Primeiramente, os estudos foram analisados pelo título e pelo resumo, destes, foram excluídos 75 artigos, sendo 68 por se tratarem sobre os benefícios alcançados pela clorexidina, 6 por não estarem disponíveis gratuitamente e 1 por estar repetido. Conclusão. Observou-se que este enxaguatório apresenta alguns efeitos adversos, tais como: alteração na coloração nos elementos dentários, restaurações, próteses e língua, formação de cálculo supragengival, perda do paladar, queimaduras no tecido mole, dor, xerostomia, e gosto residual desagradável na boca. Tais alterações podem ser controladas e prevenidas, através do uso adequado, a fim de evitar o comprometimento sistêmico do organismo.

Palavras-chave: Clorexidina, Efeitos adversos, Boca.

 

Abstract: Objective. Identify evidence in the literature of adverse effects incidence of oral chlorhexidine 0.12%. Method. A search was made in the BIREME database in September 2014, through keywords AND adverse effects AND chlorhexidine AND oral. Articles in Portuguese and English were included with no time limit and those that were free. Repeated articles and those who didn’t were about the topic discussed were excluded. Results. Eigthy one articles were found. The search was expanded to six articles listed in the references of the articles received, by adverse effects of chlorhexidine. First, the studies were analyzed for the title and summary, of these, 75 articles were excluded: 68 to discuss about the benefits achieved by chlorhexidine, 6 because they are not freely available and 1 to be repeated. Conclusion. It was observed that this mouthwash presents some adverse effects, such as teeth color restoration, tongue, prosthetic elements alterations, supra gingival plaque deposits, taste loosening, soft tissues burning, pain, dry mouth, and residual taste. And such changes should be controlled and prevented, through proper use, in order to avoid systemic injury of the organism.

Key words: Chlorhexidine. Adverse effects. Mouth.

 

1 Acadêmicas do Curso de Odontologia da Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul, Passo Fundo, RS, Brasil.
2 Acadêmicas do Curso de Odontologia da Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul, Passo Fundo, RS, Brasil.
3 Acadêmicas do Curso de Odontologia da Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul, Passo Fundo, RS, Brasil.
4 Docente do Curso de Odontologia da Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul, Passo Fundo, RS, Brasil.
5 Docente do Curso de Odontologia da Faculdade Especializada na Área de Saúde do Rio Grande do Sul, Passo Fundo, RS, Brasil.

 

Literatura Citada

Mccoy LC, Wehler CJ, Rich SE, Garcia RI, Miller DR, Jones JA. Adverse events associated with chlorhexidine use. J Am Dent Assoc. 2008;149(2):178-83. https://doi.org/10.14219/jada.archive.2008.0134

Gondim FM, Gomes IP, Firmino F. Prevenção e tratamento da mucosite oral. Rev. Enferm. UERJ. 2010,18(1):67-74.

Gold JA. The Role of Chlorhexidine in Caries Prevention. Operative Dentistry. 2008;33(6):710-6. https://doi.org/10.2341/08-3

Zanatta FD, Rösing CKC. Clorexidina: mecanismos de ação e evidências atuais de sua eficácia do contexto do biofilme supragengival. Scientific-A. 2007;1(2):35-43.

Guimarães ARD, Peres MA, Vieira RS, Ferreira RM, Ramos-Jorde ML, Apolinario S, Debom A. Self-perception of side effects by adolescents in a chlochexidine-fluorede-based preventive oral health program. J Appl Oral Sci. 2006;14(4):291-6. https://doi.org/10.1590/S1678-77572006000400015

Torres BLB. Tratamento odontológico para pacientes submetidos a radioterapia em região de cabeça e pescoço: Uma revisão de literatura. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Faculdade de Odontologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 69 f, 2011.

Menegon RF. Estudo biológico e desenvolvimento de formulação do sal tetrapalminato de Clorexina para uso em doenças bucais. Tese (Doutorado em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 98f, 2009.

Bohner LOL. Ação do enxaguatório bucal a base de Casearia Sylvestris e Clorexidina 0,12% na cor e rugosidade superficial do esmalte dental submetido ao clareamento caseiro e bebida alimentícia ácida. Dissertação (Mestrado em Odontologia) – Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 89 f, 2013.

Torres CRG, Kubo CH, Anido AA, Rodrigues JR. Agentes antimicrobianos e seu potencial de uso na Odontologia. Pós-Grad Rev Fac Odontol. 2000;3(2):45-52.

Campos CC, Machado GCM, Gonçalves IMF, Amorim LFG, Vieira LAC, Costa LRRS. Clínica Odontológica Infantil Passo a Passo. Goiânia. v. 1, 2010.

Franco APGO, Santos FA, Martins GC, Pilatti G, Gomes OMM, Gomes JC. Desinfecção de cavidades com clorexidina. Ci. Biol. Saúde, 2007;13(1/2):53-58.

Ribeiro Junior O, Borba AM, Guimarães Junior J. Prevenção e tratamento da mucosite bucal: o papel fundamental do cirurgião-dentista – Revisão. Rev Clin Pesq Odontol. 2010;6(1):57-62.