Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Influência da Qualidade da Água no Comportamento Dispersivo da Argila do Latossolo Vermelho-Amarelo

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v18n03a01

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Onofre B. de Almeida Neto1, Antônio T. de Matos2, Victor P. de Matos3, Túlio F. Lambert4 & Erick F. Dias4

 

Resumo: Objetivou-se, com a realização deste trabalho, estudar o efeito de águas de irrigação com diferentes condutividades elétricas (CE), combinadas com diferentes valores de Relação de Adsorção de Sódio (RAS), na dispersão da argila do Latossolo Vermelho-Amarelo oriundo de Viçosa, MG. As amostras foram coletadas no horizonte B do solo com predominância do argilomineral caulinita. Os tratamentos corresponderam à percolação de soluções de NaCl e CaCl2 preparadas de forma a obter-se seis diferentes valores de CE (200; 500; 1000; 2000; 4000 e 8000 μS cm-1) e cinco de RAS (0, 5, 10, 20 e 40 mmolc L-1), em três repetições, dispostos em um delineamento em blocos casualizados. A aplicação das soluções foi feita em permeâmetros de coluna vertical e carga constante. A solução foi aplicada até o momento em que a CE do efluente se aproximou daquela da solução aplicada (C/C0 = 1,0). Para avaliar o efeito das soluções aplicadas na estrutura do solo, foram quantificados os teores de argila dispersa em água (ADA). O LVA apresentou comportamento não dispersivo em todos os tratamentos. A proximidade do pH do LVA do seu Ponto de Carga Zero (PCZ) e a saturação do complexo de troca com alumínio foram, aparentemente, fatores de importância no controle da dispersividade da argila desta classe de solo.

Palavras-chave: física do solo, estrutura do solo, agregação

 

Abstract: This work aimed to study the effect of irrigation water with different electric conductivities (EC), combined with different Sodium Adsorption Relation (SAR) values on the dispersion of clay in Yellow-Red Latosol (YRL). The samples were collected in the B horizon of the soil originated from Viçosa, MG, with predominance of the clay minerals kaolinite. The soil was characterized in physical, chemical, and mineralogical terms. The treatments corresponded to percolation of NaCl and CaCl2 solutions prepared so as to have six different EC values (200; 500; 1.000; 2.000; 4.000 and 8.000 μS cm-1) and five SAR (0, 5, 10, 20 and 40 mmolc L-1), with three repetitions, arranged in a randomized block design. The application of the solutions was made in vertical column and constant load permeameters. The solution was applied until effluent EC approached that in applied solution (C/C0 = 1,0). To evaluate the effect of the solutions applied on the soil structure, the contents of clay dispersed in water (CDW) were quantified. YRL presented non-dispersive behavior in all treatments. The YRL pH close value to its PCZ and the aluminium changing saturation complex where, apparently, important factors to the clay dispersivity control on this soil class.

Key words: soil physics, soil structure, agregation

 

1 Doutor, Professor IFSEMG Rio Pomba, onofre.neto@ifsudestemg.edu.br
2 Doutor, Professor DEA/UFV, atmatos@ufv.br
3 Estudante, Bolsista de Iniciação Científica Júnior - UFV
4 Estudante de Engenharia Agrícola e Ambiental - UFV

 

Literatura Citada

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION – Standard methods for the examination of water and wastewater – New York; APHA, AWWA, WPCR, 1995. snp.

AYERS, R. S. & WESTCOT, D. W. A qualidade da água na agricultura. Campina Grande: UFPB, 1991. 218p.

BAGARELLO, V.; IOVINO, M.; PALAZZOLO, E.; PANNO, M. & REYNOLDS, W.D. Field and laboratory approaches for determination sodicity effects on satured soil hydraulic conductivity. Geoderma, v.130, n.1, p.1 - 13. 2006. doi

CAMARGO, O. A.; VALADARES, J. M. A. S.; BERTON, R. S. & TEÓFILO SOBRINHO, J. Características físicas de solo que recebeu vinhaça. Boletim Científico do Instituto Agronômico, v.14, n.1, 12p. 1988.

CORRÊA, M. M.; KER J. C.; MENDONÇA E. S.; RUIZ H. A. & BASTOS R. S.; Atributos físicos, químicos e mineralógicos de solos da região das Várzeas de Sousa (PB). R. Bras. Ci. Solo, v.27, n. 2, p.311-324, 2003. doi

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Manual de métodos de análise de solo. Rio de Janeiro: Centro Nacional de Pesquisa de Solos, 1997. 212p.

FERREIRA P. A. Drenagem de terras agrícolas. Apostila UFV/DEA, Viçosa, 1999. 187 p.

FERREIRA, M.M., FERNANDES, B. & CURI, N., Influência da mineralogia da fração argila nas propriedades físicas de latossolos da Região Sudeste do Brasil. R. Bras. Ci. Solo v.23, n.3, p.515-524, 1999.

FREIRE, M.B.G.S. Saturação por sódio e qualidade da água de irrigação na degradação de propriedades físicas de solos no Estado de Pernambuco. Viçosa: UFV, 2001. 66p. (Tese de Doutorado).

FREIRE, M.B.G.S.; RUIZ, H.A.; RIBEIRO, M. R.; FERREIRA, P. A., ALVAREZ V. H. & FREIRE F. J. Estimativa do risco de sodificação de solos de Pernambuco pelo uso de águas salinas. Rev. Bras. Eng. Agrícola e Ambiental, v.7, n.2, p.227-232, 2003. doi

FRENKEL, H.; GOERTZEN, J. O. & RHOADES, J. D. Effects of clay type and content, exchangeable sodium percentage, and electrolyte concentration on clay dispersion and soil hydraulic conductivity. Soil Sci. Soc. Am. J. v.42, n.1, p.32 - 39, 1978. doi

GJORUP, G.B. Influência da carga permanente de pH e do alumínio trocável no teor de argila dispersa em água. Viçosa: UFV, 1992. 41 p. (Dissertação de mestrado).

GILLMAN, G. P. The influence of net charge on water dispersible clay and sorbed sulphate. Aust. J. Soil Res., v.12, n.2, p.173 – 176, 1974. doi

LIMA, D. M. Influência da mineralogia e da concentração de eletrólitos na dispersão da fração argila de latossolos. Lavras: Escola Superior de Agricultura de Lavras, 1992. 59p. (Dissertação de Mestrado).

MATOS, A.T., Disposição de águas residuárias no solo. Viçosa - MG: Associação dos Engenheiros Agrícolas de Minas Gerais. Departamento de Engenharia Agrícola da UFV, 2003. 142p.(Caderno Didático 38)

OLIVEIRA, T.S.; COSTA, L.M. & SCHAEFER. C.E. Water-dispersible clay after wetting and drying cycles in four brasilian oxisols. Soil e Tillage Research, v.83, n. 2, p.260-269, 2005. doi

RENGASAMY, P. Clay dispersion in relation to changes in the electrolyte composition of dialysed red-brown earths. Journal of Soil Science, v.34, n.3, p.723-732, 1983. doi

RODRIGUES NETTO, A. Influência da mineralogia da fração argila sobre propriedades físico-químicas de solos brasileiros. Viçosa: UFV, 1996. 144p. (Dissertação de mestrado).

RUIZ, H. A. Incremento da exatidão da análise granulométrica do solo por meio da coleta da suspensão (Silte + Argila). R. Bras. Ci. Solo, v.29, n.2, p. 297 – 300, 2005. doi

SCHAEFER, C. E. G. R. Soils and Paleosols from northeastern Roraima, Amazonia: geomorphology, genesis and lanscape evolution. Reading, University of Reading, 1994. 353p. (Tese de Doutorado).

SCHAEFER. C. E. G. R. The microestruture of brazilian oxisols as long-term biotic constructs. Aust. J. Soil Res., v.39, n.5, p.909-926, 2001. doi

VAN RAIJ, B. Propriedades eletroquímicas de solos. In: SIMPÓSIO AVANÇADO DE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO, 1986. Piracicaba, Fundação Cargill, Resumos ... p.9 – 41.

WHITTIG, L.D & ALLARDICE, W.R. X-ray diffraction techniques. In: KUTER, A., ed. Methods of soil analysis. Part 1. Physical and mineralogical properties. 2.ed. Madison, American Society of Agronomy, 1986. p.331-362. (Agronomy Series, 9)