Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Precipitação Provável na Bacia Hidrográfica do Rio Formoso, Tocantins

DOI: http://dx.doi.org/10.19149/2316-6886/wrim.v3n2p65-78

http://www2.ufrb.edu.br/wrim/ 

downloadpdf

Kaio C. C. de L. F. Alves1, Marcelo R. Viola2, Carlos R. de Mello2, Marcos Giongo1 & Gilberto Coelho2

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi mapear a precipitação provável quinzenal durante a estação chuvosa (outubro a abril) na bacia hidrográfica do rio Formoso, por meio de técnicas geoestatísticas. A partir de séries históricas de 40 postos pluviométricos, as lâminas prováveis com 75% (Pp75%) e 90% (Pp90%) de probabilidade de excedência foram calculadas pela distribuição de probabilidades Log-Normal, tendo sido aplicado o teste de aderência Kolmogorov-Smirnov (KS) ao nível de significância de 5%. Na análise geoestatística foram ajustados os modelos de semivariograma exponencial, esférico e gaussiano pelo método dos mínimos quadrados ponderados (MQP), sendo adotado para o mapeamento o modelo que produziu menor erro médio na validação cruzada. Os resultados do teste KS mostraram que a distribuição Log-Normal foi adequada em 98,9% dos eventos. Na aplicação das técnicas geoestatísticas o modelo esférico se sobressaiu em 50% das análises. Os resultados mostraram que a precipitação provável quinzenal apresenta considerável variabilidade espaço-temporal, com valor médio quinzenal para a bacia variando de 4 mm a 82 mm entre outubro e abril, com maiores lâminas estimadas para a região norte da bacia em outubro, março e abril. Em termos médios para todo o período chuvoso a Pp75% e Pp90% representam 40,1% e 25% da precipitação média observada na bacia, respectivamente.

Palavras-chave: Geoestatística; Veranico; Hidrologia.

 

Abstract: The objective of this study was to map the probable fortnightly precipitation during the rainy season (from October to April) in Formoso river basin, using geostatistical techniques. From long-term precipitation data set of 40 rain-gauge stations, the probable depth with 75% (Pp75%) and 90% (Pp90%) probability of exceedance were calculated based on Log-Normal Probability Distribution, which was tested by means of adherence Kolmogorov -Smirnov test (KS) at a significance level of 5%. For geostatistical analysis, the Exponential, Spherical and Gaussian semivariogram models were adjusted by weighted least squares method, being taking into account for mapping, the model that produced lower mean error obtained from crossvalidation. The results from KS test showed that the Log-Normal distribution was adequate in 98.9% of the long-term rainfall series analyzed. The results from geostatistical techniques application, the spherical model can be highlighted since it was the most effective model for 50% of the studied cases. The results showed yet that the probable fortnightly precipitation has presented considerable spatiotemporal variability, with average value for the basin ranging from 4 mm (October) to 82 mm (December), and the highest estimated values was obtained for the northern basin for the months of October, March and April. On average, for the rainy season as a whole, Pp75% and Pp90% represent, respectively, 40.1% and 25% of average precipitation.

Key words: Geostatistics; Dry spells; Hydrology.

 

1 Universidade Federal do Tocantins. Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais e Ambientais – Gurupi, Tocantins. E-mail: kcclfa@uft.edu.br; giongo@uft.edu.br
2 Universidade Federal de Lavras. Departamento de Engenharia. Núcleo de Engenharia de Água e Solo – Lavras, Minas Gerais. E-mail: marcelo.viola@deg.ufla.br; crmello@deg.ufla.br; coelho@deg.ufla.br

 

Literatura Citada

Ávila, L. F. Precipitação provável na região sul de Minas Gerais. Lavras: UFLA.2006. 79p. Monografia Graduação.

Ávila, L. F.; Mello, C. R.; Viola, M. R. Mapeamento da precipitação mínima provável para o sul de Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.13, p.906–915, 2009.

Baú, A. L.; Gomes, B. M.; Queiroz, M. M. F.; Opazo, M. A. U.; Sampaio, S. C. Comportamento espacial da precipitação pluvial mensal provável da mesoregião oeste do Estado do Paraná. Irriga, v.11, p.150-168, 2006.

Bernardo, S.; Soares, A. A.; Mantovani, E. C. Manual de irrigação. Viçosa: Imprensa Universitária. 2006. 625p.

Cambardella, C. A.; Moorman, T. B.; Parkin, T. B.; Karlen, D. L.; Novak, J. M.; Turco, R. F.; Konopka, A. E. Fieldscale variability of soil properties in Central Iowa Soils. Soil Science Society of America Journal, v.58, p.1501- 1511, 1994.

Campos, S. R. S.; Carvalho, L. M. T.; Scolforo, J. R.; Oliveira, A. D.; Martinhago, A. Z.; Veiga, R. D.; Lima, R. B. Banco de dados. In: Scolforo, J. R.; Carvalho, L. M. T.; Oliveira, A. D. (ed.). Zoneamento ecológico-econômico do Estado de Minas Gerais. Lavras: UFLA. 2008. p.43-72.

Carvalho, J. R. P.; Assad, E. Análise espacial da precipitação pluviométrica no Estado de São Paulo: comparação de métodos de interpolação. Engenharia Agrícola, v.25, p.377-384, 2005.

Catalunha, M. J.; Sediyama, G. C.; Leal, B. G.; Soares, C. P. B.; Ribeiro, A. Aplicação de cinco funções densidade de probabilidade a séries de precipitação pluvial do estado de Minas Gerais. Revista Brasileira de Agrometeorologia, v.10, p.153-162, 2002.

Chow, V. T. Handbook of applied hydrology. New York: McGraw-Hill Book. 1964. Paginação irregular.

Danfá, S.; Silva, A. M.; Mello, C. R.; Coelho, G.; Viola, M. R.; Ávila, L. F. Distribuição espacial de valores prováveis de precipitação pluvial para períodos quinzenais, em Guiné-Bissau. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.15, p.67–74, 2011.

Dourado Neto, D.; Assis, J. P.; Timm, L. C.; Manfron, P. A.; Sparovek, G.; Martin, T. N. Ajuste de modelos de distribuição de probabilidade a séries históricas de precipitação pluvial em Piracicaba, SP. Revista Brasileira de Agrometeorologia, v.13, p.273-283, 2005.

Gomes, N. M.; Silva, A. M.; Mello, C. R.; Faria, M. A.; Oliveira, P. M. Métodos de ajuste e modelos de semivariograma aplicados ao estudo da variabilidade espacial de atributos físico-hídricos do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.31, p.435-443, 2007.

Haan, C. T. Statistical Methods in Hydrology. Ames: The Iowa State University Press. 2002. 377p.

Junqueira Júnior, J. A.; Gomes, N. M.; Mello, C. R.; Silva, A. M. Precipitação provável para a região de Madre de Deus, Alto Rio Grande: modelos de probabilidades e valores característicos. Ciência e Agrotecnologia, Lavras,v. 31, p. 842-850, 2007.

Longo, A. J.; Sampaio, S. C.; Queiroz, M. M. F.; Sussek, M. Uso das distribuições gama e log-normal na estimativa de precipitação provável quinzenal. Varia Scientia, v.6, p.107-118, 2006.

Mello, C. R.; Lima, J. M.; Silva, A. M.; Mello, J. M.; Oliveira, M. S. Krigagem e inverso do quadrado da distância para interpolação dos parâmetros da equação de chuvas intensas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.27, p.925-933, 2003.

Mello, C. R.; Sá, M. A. C.; Curi, N.; Mello, J. M.; Viola, M. R.; Mello, C. R.; Sá, M. A. C.; Curi, N.; Mello, J. M.; Viola, M. R.; Silva, A. M. Erosividade mensal e anual da chuva no Estado de Minas Gerais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, n.4 p.537-545, 2007.

Mello, C. R.; Viola, M. R. Mapeamento de chuvas intensas no Estado de Minas Gerais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.37, p.37-44, 2013.

Mello, C. R.; Viola, M. R.; Curi, N.; Silva, A. M. Distribuição espacial da precipitação e da erosividade da chuva mensal e anual no Estado do Espírito Santo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.36, p.1878-1891, 2012.

Mello, C. R.; Viola, M. R.; Mello, J. M.; Silva, A. M. Continuidade espacial de chuvas intensas no estado de Minas Gerais. Ciência e Agrotecnologia, v.32, p.532-539, 2008.

Mello, J. M.; Batista, J. L. F.; Ribeiro Júnior, P. J.; Oliveira, M. S. Ajuste e seleção de modelos espaciais de semivariograma visando à estimativa volumétrica de Eucaliptus grandis. Scientia Forestalis, n.69, p.25-37, 2005.

Mello, M. H. A.; Arruda, H. V.; Ortolani, A. A. Probabilidade de ocorrência de totais pluviais máximos horários, em Campinas, São Paulo. Revista do Instituto Geológico, v.15, p. 59-67, 1994.

Melo Júnior, J. C. F; Sediyama, G. C.; Ferreira, P. A.; Leal, B. G.; Minusi, R. B. Distribuição espacial da frequência de chuvas na região hidrográfica do Atlântico, Leste de Minas Gerais. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.10, p.417–425, 2006.

Morais, A. R.; Botelho, V. A. V. A.; Carvalho, L. G.; Muniz, J. A.; Lage, G. Estimativa da precipitação provável em Lavras, MG, através da distribuição Gama. Revista Brasileira de Agrometeorologia, v.9, p.305-310, 2001.

Oliveira, J. P. B.; Cecílio, R. A.; Xavier; A. C.; Jasper,A. P. S; Oliveira, L. B. Precipitação Provável para Alegre- ES através da distribuição de probabilidade gama. Engenharia Ambiental, v.7, p.204-211, 2010.

Reboita, M.S.; Gan, M.A.; Rocha, R.P. da; Ambrizzi, T. Regimes de precipitação na América do Sul: uma revisão bibliográfica. Revista Brasileira de Meteorologia, v.25, p.185‑204, 2010.

Ribeiro Júnior, P. J.; DIGGLE, P. P. GeoR: a package for geoestatistical analysis. R – News, v.1, p.15-18, 2001.

Ribeiro, B. T.; Avanzi, J. C.; Mello, C. R.; Lima, J. M.; Silva, M. L. N. Comparação de distribuições de probabilidade e estimativa da precipitação provável para a região de Barbacena, MG. Ciência e agrotecnologia, v. 31, p. 1297- 1302, 2007.

Robertson, G. P. GS+: Geostatistics for the environmental sciences – GS+ User’s Guide. Plainwell: Gamma Design Software. 1998. 152p.

Sampaio, S. C.; Queiroz, M. M. F.; Frigo, E.; Longo, A. J.; Suszek, M. Estimativa e distribuição de precipitações decendiais para o Estado do Paraná. Irriga, v.12, p.38-53, 2007.

Santos, E. H. M.; Griebeler, N. P.; Oliviera, L. F. C. Variabilidade espacial e temporal da precipitação pluvial na bacia hidrográfica do ribeirão João Leite - GO. Engenharia Agrícola, v.31,p.78-89, 2011.

Silva, J. C.; Heldwein, A. B.; Martins, F. B.; Trentin, G.; Grimm, E. L. Análise de distribuição de chuva para Santa Maria, RS. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.11,p.67-72, 2007.

Soccol, O. J.; Cardoso, C. O.; Miquelluti, D. J. Análise da precipitação mensal provável para o município de Lages, SC. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.14, p.569-574, 2010.

Souza, J. L. M.; Jerszurki, D.; Damazio, E. C. Relações funcionais entre precipitação provável e média em regiões e climas brasileiros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.48, p.693-702, 2013.

Tocantins. Secretaria de Recursos da Infra Estrutura. Elaboração do plano estadual de recursos hídricos do Tocantins:Relatório Síntese. Palmas: SEINF. 2009. 251p.

Tocantins. Secretaria de Recursos Hídricos e Meio Ambiente. Plano de bacia hidrográfica do rio Formoso – PBH rio Formoso, no Estado do Tocantins: Relatório Síntese. Palmas: SRHMA. 2007. 70 p.

Tocantins. Secretaria do Planejamento e da Modernização da Gestão Pública. Base de Dados Geográficos do Tocantins. versão 2012. Palmas: SEPLAN. 2012. Disponível em: <http://www.seplan.to.gov.br/Portal/governo/geo/basesvetoriais>. Acesso em 11 abr. 2013.

Uliana, E. M.; Reis, E. F.; Silva, J. G. F.; Xavier, A. C. Precipitação mensal e anual provável para o Estado do Espírito Santo. Irriga, v. 18, p. 139-147, 2013.

Vergara, F. E.; Reis, F. C.; Magalhães Filho, L. N. L.; Rezende, C. S. A. Proposta de vazão de referência Q90 para o rio Formoso na bacia do Araguaia. Engenharia Ambiental, v.10, p.84-102, 2013.

Vieira, S. R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: Novais, R. F.; Alvarez, V. H.; Schaefer, C. E. G. R. (org.). Tópicos em ciência do solo. Viçosa-MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. 2000. p.1-54.

Viola, M. R.; Mello, C. R.; Pinto, D. B. F.; Mello, J. M.; Ávila, L. F. Métodos de interpolação espacial para o mapeamento da precipitação pluvial. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.14, p.970‑978, 2010.