Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Sistema Integrado para a Gestão de Recursos Hídricos: Estudo de Caso para a Bacia do Ribeirão Entre Ribeiros

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v18n05a07

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Michel C. Moreira1, Fernando F. Pruski2, André L. da Silva3, Demetrius D. da Silva4 & José M. A. da Silva5

 

Resumo: O valor da vazão passível de ser outorgada é influenciado pelo método utilizado para a sua obtenção, sendo que diversas metodologias encontram-se disponíveis para essa finalidade. O Sistema Integrado para a Gestão de Recursos Hídricos (SINGERH) permite obter a disponibilidade hídrica, para qualquer seção de interesse ao longo da rede hidrográfica de uma bacia, e quantificar o impacto da concessão de uma nova outorga nessa disponibilidade, tendo sido utilizado, neste trabalho, para verificar o impacto dos critérios de outorga e dos métodos de regionalização de vazões na estimativa da disponibilidade hídrica da bacia do ribeirão Entre Ribeiros. Inicialmente, foi preparada a base de dados necessária para a aplicação do SINGERH, sendo ela composta do modelo digital de elevação, das vazões mínimas e média, das equações de regionalização de vazões ,dos métodos tradicional e baseado na conservação de massas, e do cadastro de usuários de água da bacia. Os resultados obtidos indicaram a impossibilidade de concessão de novas outorgas até o final do período em análise. As simulações realizadas, além de terem permitido uma avaliação da forma como a variabilidade da disponibilidade hídrica influencia no processo de concessão de outorga, forneceu subsídios para a análise de diferentes critérios adotados para a distribuição de vazões a serem outorgadas.

Palavras-chave: outorga, vazão mínima de referência, regionalização de vazões

 

Abstract: The value of the probably granted discharge is affected by the method used for its obtainment, and several methodologies are available to this purpose. The Integrated System for Water Resources Management (SINGERH) allows to obtaining water availability for any interesting section along the basin hydrographic net, as well as to quantify the impact from the granting of a new water right in this availability. So, it was used in this study in order to verify the impact of either grant criteria and the discharge regionalization methods upon the estimate of water availability in the basin of the Entre Rios creek. The data basis needed to the application of SINGERH was initially prepared. It consisted of digital elevation model of the minimum and medium discharges, regionalization equations of both the traditional method and that based on mass conservation and the cadastre of the basin water users. The results showed the impossibility of new grants for water using right until the end of the period under analysis. The accomplished simulations allowed to evaluate the way how variable water availability affects the water using right process, besides providing subsidies to the analysis of the different criteria adopted for the distribution of discharges to be granted.

Key words: water right, reference discharge, discharge regionalization

 

1 Bel. C. da Computação. Doutorando em Eng. Agrícola, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq. mmoreira@gprh.ufv.br
2 Engº. Agrícola. Professor Titular, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq
3 Bel. C. da Computação, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista BDTI
4 Engº. Agrônomo. Professor Associado, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq
5 Engº. Civil. Pós-Doutorando em Eng. Agrícola, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista da FAPEMIG

 

Literatura Citada

ANA – AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Diagnóstico da outorga de direito de uso de recursos hídricos no país – Diretrizes e prioridades. Brasília: Agência Nacional de Águas; Ministério do Meio Ambiente, 2005a. 143 p. Disponível em: <http://www.ana.gov.br/ pnrh_novo/Tela_Apresentacao.htm>. Acesso em: 02/02/2006.

ANA – AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS. Disponibilidade e demandas de recursos hídricos no Brasil. Brasília: Agência Nacional de Águas; Ministério do Meio Ambiente, 2005b. 123 p. Disponível em: <http://www.ana.gov.br/pnrh_novo/ Tela_Apresentacao.htm>. Acesso em: 02 fev 2006.

BAENA, L. G. N. Regionalização de vazões para a bacia do rio Paraíba do Sul, a montante de Volta Redonda, a partir de modelo digital de elevação hidrologicamente consistente. Viçosa, MG: UFV, 2002. 135 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2002.

BRASIL, Política Nacional de Recursos Hídricos. Lei no 9.433, de 8 de janeiro de 1997. [S. l.]: MMA/ SRH, 1997.

CHAVES, M. de A. Modelos digitais de elevação hidrologicamente consistentes para a bacia Amazônica. Viçosa, MG: UFV, 2002. 115 f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2002.

CRUZ, J.C. Disponibilidade hídrica para outorga: avaliação de aspectos técnicos e conceituais. Porto Alegre, RS: UFRGS, 2001. 189 f. Tese (Doutorado em Engenharia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2001.

ELETROBRÁS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Metodologia para regionalização de vazões. Rio de Janeiro, 1985a.

ELETROBRÁS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Manual de minicentrais hidrelétricas. Rio de Janeiro, 1985b.

EUCLYDES, H.P.; SOUSA, E.F.; FERREIRA, P.A. RH 3.0 – Regionalização hidrológica. (Manual do programa). Viçosa, MG: UFV, DEA; Brasília, DF: MMA; Belo Horizonte, MG: RURALMINAS, 1999. 149 p.

FISTAROL, O.; FRANK, B.; REFOSCO, J.C. Sistema de Informações de Recursos Hídricos da Bacia do Itajaí. In: COBRAC 2004 CONGRESSO BRASILEIRO DE CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO. Florianópolis: UFSC. Resumos... 2004. CD-Rom.

JOHNSSON, R.M.F.; LOPES, P. D. Projeto marca d’água seguindo as mudanças na gestão das bacias hidrográficas do Brasil: caderno 1: retratos 3 x 4 das bacias pesquisadas. Brasília: Finatec, 2003. v.1. 212 p.

MAUAD, F.F., ALBERTIN, L.L. Gerenciamento integrado de quantidade e qualidade da água na bacia hidrográfica do rio Sapucaí-mirim/ grande: aplicação de simulação computacional. In: XV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 2003, Curitiba-PR. Resumos..., 2003.

MOREIRA, M.C. Gestão de recursos hídricos: sistema integrado para otimização da outorga de uso da água. Viçosa, MG: UFV. 2006. 97p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

NOVAES, L.F. Modelo para a quantificação da disponibilidade hídrica na bacia do Paracatu. Viçosa, MG: UFV. 2005. 104 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.2005.

PIRES, J.M.; NASCIMENTO, M.C. do.; SANTANA, R. M.; RIBEIRO, C.A.A.S. Análise da exatidão de diferentes métodos de interpolação para geração de modelos digitais de elevação e obtenção de características morfométricas em bacias hidrográficas. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v. 10, n.2, p.39-47, 2005.

RODRIGUEZ, R. del G. Metodologia para estimativa das demandas e das disponibilidades hídricas na bacia do rio Paracatu. Viçosa, MG: UFV, 2004. 94 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.

SETTI, A.A.; LIMA, J.E.F.W.; CHAVES, A.G. de M.; PEREIRA, I. de C. Introdução ao gerenciamento de recursos hídricos. Brasília: Agência Nacional de Energia Elétrica Agência Nacional de Águas, 2001. 328p.

TUCCI, C. E. M. Regionalização de vazões. Porto Alegre: Ed. Universidade: UFRGS, 2002. 256 p.