Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Comparação dos Valores da Q7,10 Estimados por Diferentes Métodos de Regionalização de Vazões

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v18n06a08

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Michel C. Moreira1, Fernando F. Pruski2, Demetrius D. da Silva3 & José M. A. da Silva4

 

Resumo: No presente trabalho, foram comparadas três metodologias de regionalização de vazões para estimativa da vazão mínima com sete dias de duração e período de retorno de dez anos (Q7,10), para diferentes seções da bacia do rio Paracatu. Os métodos de regionalização utilizados foram: o Tradicional; o baseado na proporcionalidade de vazões específicas e o baseado na conservação de massas. Na estimativa da Q7,10 para cada seção analisada foi utilizado o Sistema Integrado para a Gestão de Recursos Hídricos (SINGERH). Nos resultados obtidos, foram evidenciadas, para algumas seções, diferenças expressivas na estimativa dos valores de Q7,10 pelos três métodos de regionalização estudados, sendo o método baseado na conservação de massas o único que garantiu a continuidade das vazões em toda a área em estudo. A análise dos resultados permitiu constatar a necessidade de maior cuidado na escolha do método de regionalização, pois essa atividade pode comprometer o processo de tomada de decisão no gerenciamento dos recursos hídricos.

Palavras-chave: disponibilidade hídrica, gestão de recursos hídricos, outorga

 

Abstract: In the present work three discharge regionalization were analyzed to estimate minimum discharge with a 7-day duration and a 10-year return period (Q7,10) for different sections of the Paracatu river basin. The regionalization methods used were: traditional; based on the proportionality of specific flows; and based on the conservation of mass. The Integrated System to the Water Resources Management (SINGERH) was carred out to estimated the Q7,10 to different sections. Was evidenced, in the obtained results, in some sections, expressive differences in the Q7,10 values for the three regionalization methods studied. The method based on the conservation of mass was the only that guaranteed the continuity of the flows in the whole area in study. The analysis allowed to verify a larger care in the choice of the regionalization method, because it can hamper the process of decision in the water resource management.

Key words: water availability, water resource management, water rights

 

1 Bel. C. da Computação. Doutorando em Eng. Agrícola, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq. mmoreira@gprh.ufv.br
2 Engº. Agrícola. Professor Titular, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq. ffpruski@ufv.br
3 Engº. Agrônomo. Professor Associado, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista do CNPq. demetrius@funarbe.org.br
4 Engº. Civil. Pós-Doutorando em Eng. Agrícola, DEA, UFV, Viçosa (MG), 36.570-000. Bolsista da FAPEMIG. jmarcio@gprh.ufv.br

 

Literatura Citada

BAENA, L. G. N. Regionalização de vazões para a bacia do rio Paraíba do Sul, a montante de Volta Redonda, a partir de modelo digital de elevação hidrologicamente consistente. 2002. 135 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2002.

CHAVES, H. M. L.; ROSA, J. W. C.; VADAS, R. G.; OLIVEIRA, R. V. T. Regionalização de vazões mínimas em bacias através de interpolação em sistemas de informações geográfica. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v.7, n.3, p.43-51, 2002.

CHAVES, M. A. Modelos digitais de elevação hidrologicamente consistentes para a bacia Amazônica. 2002. 115 f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2002.

CRUZ, J. C. Disponibilidade hídrica para outorga: avaliação de aspectos técnicos e conceituais. 2001. 189 f. Tese (Doutorado em Engenharia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2001.

ELETROBRAS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Metodologia para regionalização de vazões. Rio de Janeiro, 1985a. 202p.

ELETROBRAS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Manual de minicentrais hidrelétricas. Rio de Janeiro, 1985b.

MOREIRA, M. C. Gestão de recursos hídricos: sistema integrado para otimização da outorga de uso da água. 2006. 94 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2006.

NOVAES, L. F. Modelo para a quantificação da disponibilidade hídrica na bacia do Paracatu. 2005. 104 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2005.

NOVAES, L. F.; PRUSKI, F. F.; PEREIRA, S. B.; QUEIROZ, D. O.; RODRIGUEZ, R. G. Gestão de recursos hídricos: uma nova metodologia para a estimativa das vazões mínimas. Engenharia na Agricultura, Viçosa, MG, v.17, n.1, p.62-74, 2009.

PEREIRA, S. B. Evaporação no lago de sobradinho e disponibilidade hídrica no rio São Francisco. 2004. 105 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2004.

PIRES, J. M.; NASCIMENTO, M. C. do.; SANTANA, R. M.; RIBEIRO, C. A. A. S. Análise da exatidão de diferentes métodos de interpolação para geração de modelos digitais de elevação e obtenção de características morfométricas em bacias hidrográficas. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v.10, n.2, p.39-47, 2005.

RODRIGUEZ, R. G. Metodologia para estimativa das demandas e das disponibilidades hídricas na bacia do rio Paracatu. 2004. 94 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2004.

SILVA JÚNIOR, O. B.; BUENO, E. O.; TUCCI, C. E. M.; CASTRO, N. M. R. Extrapolação espacial na regionalização da vazão. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v.8, n.1, p.21-37, 2003.