Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Resposta da Inoculação de Fungos Micorrízicos e Rizóbio no Crescimento Inicial de Acacia mangium em Solo de Mineração no Estado de Goiás

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v19n03a04

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Daniel E. C. de Oliveira1, Adalberto V. da Silva2, Alex F. de Almeida3, Eliandra de F. Sia4 & Olavo Raymundo Junior5

 

Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar o crescimento de Acacia mangium em solo degradado por mineração no Sudoeste do estado de Goiás. As sementes de A. mangium foram germinadas em câmara de germinação a 26 ºC, por três dias. As mudas foram inoculadas com fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) isolados da rizosfera de milho e/ou rizóbio no momento do plantio. Os tratamentos rizóbio, FMAs, FMAs+rizóbio e controle foram avaliados em casa de vegetação por 120 dias. Foi observado aumento no peso seco de caules e folhas entre os tratamentos inoculados com FMAs e/ou rizóbio, sendo o tratamento com rizóbio superior aos demais. O maior peso seco de raiz foi observado no tratamento FMAs/rizóbio, devido à densa formação de raízes laterais. Não houve diferença significativa de comprimento de raiz entre os tratamentos rizóbio, FMAs e FMAs/rizóbio. A colonização micorrízica influenciou a formação de nódulos por rizóbio nativo no solo no tratamento com FMAs, não havendo diferença significativa entre os tratamentos FMAs e rizóbio. A inoculação com FMAs e rizóbio pode ser uma alternativa viável para o desenvolvimento de programas de recuperação de áreas degradadas por mineração, devido ao melhor desenvolvimento do sistema radicular e foliar.

Palavras-chave: inoculação, recuperação de áreas degradadas, espécie arbórea

 

Abstract: This study was done to evaluate the growth of Acacia mangium in soil from a mining area of the southwestern Goiás. The seeds were allowed to germinate for five days in a germination chamber at 26 °C. The seedlings were inoculated with arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) isolated from maize rhizoshere and/or with rhizobia. The non-inoculated seedlings served as control. The seedlings were planted in soil collected from a mining area, and allowed to grow for 120 days in a greenhouse. The dry weight of stems and leaves of plants inoculated with AMF and/or rhizobia was higher, compared to the control plants, with maximum increase occurring in plants treated with rhizobia (155.8%). The maximum root dry weight was found in plants inoculated with mycorrhiza/rhizobia, which had dense lateral root formation; however root length was similar to the control plants. The mycorrhizal colonization influenced nodule formation by the native rhizobia, with no significant difference between the treatments with AMF and rhizobia. The inoculation with AMF and rhizobia can be a viable alternative to develop programs to recuperate mined areas.

Key words: inoculation, land degradation, tree species

 

1 Engenheiro Agrícola, Universidade Estadual de Goiás, Unidade Santa Helena, email: oliveira.d.e.c@gmail.com
2 Engenheiro Agrícola, Universidade Estadual de Goiás, Unidade Santa Helena
3 Graduado em Ciências Biológicas, Doutorando em Ciências Biológicas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Rio Claro, Centro de Estudos Ambientais de Rio Claro
4 Graduado em Ciências Biológicas, Doutoranda em Biotecnologia, Programa de Pós–Graduação em Biotecnologia (ICB), Universidade Federal do Amazonas
5 Graduado em Ciências Biológicas, Doutorado em Ciencias Biológica, Centro Universitário Hermínio Ometto

 

Literatura Citada

ALMEIDA, A.F.; RAYMUNDO JR. O. Crescimento de mudas de Anadenanthera falcata, em casa-de-vegetação, inoculadas com rizóbio e micorrizas. Holos Environmental, v.6, p.22-30, 2006.

ANJOS, E.C.T.; CAVALCANTE, U.M.T.; SANTOS, V.F.; MAIA, L.C. Produção de mudas de maracujazeiro-doce micorrizadas em solo desinfestado e adubado com fósforo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.40, n.4, p.345-351, 2005. doi

BITAR, O.Y. Avaliação da recuperação de áreas degradadas por mineração na região metropolitana de São Paulo. 1997. 185 f. (Tese). Escola Politécnica da Universidade Estadual de São Paulo, São Paulo, 1997.

BURITY, H.A.; VASCONCELOS, L.; FREIRE, V.F. Efeito de níveis de fosfatos de rocha e da inoculação de Rhizobium sp. e Glomus macrocarpum Tul. Sobre o desenvolvimento de jurema preta, Mimosa acustistipula Benth. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.35, n.4, p. 801-807, 2000. doi

CAPRONI, A.L.; FRANCO, A.A.; BERBARA, R.L.L.; GRANHA, J.R.D.O.; MARINHO, N.F. Fungos micorrízicos arbusculares em estéril revegetado com Acacia mangium, após mineração de bauxita. Revista Árvore, v.29, p.373-381, 2005. doi

CARNEIRO, M.A.C.; SIQUEIRA, J.O.; DAVIDE, A.C. Fósforo e inoculação com fungos micorrízicos arbusculares no estabelecimento de mudas de embaúba (Cecropia pachystachya Trec). Pesquisa Agropecuária Tropical, v.34, n.3, p.119-125, 2004.

FRANCO, A.A.; DIAS, L.E.; FARIA, S.M. de; CAMPELLO, E.F.C.; MONTEIRO, E.M.R. da S. Uso de leguminosas florestais noduladas e micorrizadas como agentes de recuperação e manutenção da vida do solo: Um modelo tecnológico. In: Simpósio sobre estrutura, fracionamento e manejo de sistemas, 1993, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, UFRJ, 1993.

GERDEMANN, J.W.; NICOLSON, T.H. Spores of mycorrhizal endogone species extracted from soil by wet-sieving and decanting. Transactions of British Mycological Society, v.46, p.235-244, 1963. doi

GROSS, E. CORDEIRO, L. CAETANO, F.H. Nodulação e micorrização em Anadenanthera perigrina var. falcata em solo de cerrado autoclavado e não autoclavado. Revista Brasileira de Ciências do Solo, v. 28, p. 95-101, 2004. doi

GUERRERO, E.; RIVILLAS, C.; RIVERA, E. L. Perspectivas de manejo de la micorriza arbusculares en ecosistemas tropicales. In: GUERRERO, E. Micorrizas, recurso biológico del suelo. Bogotá: Fondo Fen Colombia, p.181-206, 1996.

KLAUBERG-FILHO, O.; SIQUEIRA, J.O.; MOREIRA, F.M.S. Fungos micorrízicos arbusculares em solos de área poluída com metais pesados. Revista Brasileira de Ciências do Solo, v.26, p.125-134, 2002.

LAMBAIS, M.R.; CARDOSO, E.J.B.N. Avaliação da germinação de esporos de fungos micorrízicos vesículo-arbusculares e da colonização micorrízica de Stylosanthes guianensis em solo ácido e distrófico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.12, p.249-255, 1988.

LOMBARDI, M.L.C.O.; OLIVEIRA, P.A. Eficiência de estirpes de bradyrhizobiium sp., na fixação do nitrogênio de amendoim (Arachis hypogea L.). Revista de Microbiologia, v.22, n.3, p.253-256, 1991.

POYÚ-ROJAS, E.; SIQUEIRA, J.O. Micorriza arbuscular e fertilização do solo no desenvolvimento pós-transplante de mudas de sete espécies florestais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.35, n.1, p.103-114, 2000. doi

SILVA, G. A.; MAIA, L.C.; SILVA, F.S.B.; LIMA, P.C.F. Potencial de infectividade de fungos micorrízicos arbusculares oriundos de área de caatinga nativa e degradada por mineração, no Estado da Bahia, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, v.24, n.2, p.135-143, 2001. doi

SIQUEIRA, A.P.D.; FREITAS, S.S.; SILVA, L.R.C.; LOMBARDI, M.L.C.O.; CARDOSO, E.J.B.N. Interações micorrízicas arbusculares e rizobactérias promotoras do crescimento em plantas de feijão Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.19, p.205-211, 1995.

SIQUEIRA, J.O.; PEREIRA, M.A.M.; SIMÃO, J.B.P.; MOREIRA, F.M.S. Efeito da formononetina (7 hidroxi, 4 metoxi Isoflavona) na colonização do milho em solo contendo excesso de metais pesados. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.32, p.561-567, 1999.

TRINDADE, A.V.; SIQUEIRA, J.O.; ALMEIDA, F.P. Eficiência simbiótica de fungos micorrízicos arbusculares em solo não fumigado, para momoeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v.24, p.505-513, 2000.