Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Análise Espacial Multivariada Aplicada na Avaliação da Fertilidade do Solo

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v19n03a05

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Rodrigo L. Manzione1 & Célia R. L. Zimback2

 

Resumo: A variabilidade espacial de atributos do solo pode sofrer influências de diversos fatores, relativos à formação do solo: (material de origem, topografia, vegetação, clima e tempo), práticas de manejo (tipo de preparo do solo, rotação de culturas e adubação) e erosão. Nesse sentido, são necessárias técnicas apropriadas para acessar informações relativas a quais variáveis exercem maior influência sobre determinados aspectos do solo, a fim de aperfeiçoar o manejo e as práticas de correção de acidez e adubação, em propriedades agrícolas. O objetivo deste trabalho foi demonstrar a aplicação de técnicas geoestatísticas multivariadas na investigação do comportamento de um conjunto de variáveis químicas do solo. O trabalho foi realizado em uma área experimental de 70 hectares, no município de em Araguari- MG, onde foram analisadas as variáveis Fósforo (P), Potássio (K) e Matéria Orgânica (MO), sob o escopo do modelo linear de corregionalização. Nesse método, são ajustados p(p+1) variogramas diretos e cruzados, para as variáveis, posteriormente decompostas em componentes principais. Os resultados demonstraram uma maior influência espacial da variável P, em micro e média escala, e uma influência dividida entre as varáveis P e K, em longa escala. Devido ao manejo a que vem sendo submetida, a área apresenta uma fraca influência da MO, no comportamento conjunto dessas três variáveis do solo, e uma maior dependência espacial ligada às variáveis P e K, durante as adubações para plantio de soja e milho. Os resultados indicam ainda um limite mínimo de 320,18 metros para criação de zonas de manejo desses elementos, em sistemas de adubação à taxa variável.

Palavras-chave: geoestatística multivariada, modelo linear de corregionalização, agricultura de precisão

 

Abstract: The spatial variability of soil attributes can be influenced by several factors such as soil formation (parent material, topography, vegetation, climate, and time), cultural practices (tillage, crop rotations, and fertilization), and erosion. Therefore, appropriate techniques are required to identify the variables that affect certain soil processes to improve soil management, liming and fertility practices in a farm. This study was done to demonstrate the applicability of multivariate geostatistics techniques to investigate the behavior of Phosphorus (P), Potassium (K) and Organic Matter (OM) in a 70 hectares experimental area in Araguari, Minas Gerais State, Brazil. These soil constituents were analyzed with the use of linear coregionalization model. Direct and cross p(p+1) variograms are adjusted, and then fractioned into principal components. The results showed a larger spatial influence of the variable P at micro and middle scale and shared influence of variables P and K at long scale. Due to the agronomical practices the influence of OM was small in the combined behavior of these constituents. P and K showed higher spatial dependence because of continuous applications of these fertilizers for soybean and corn cultivation. The results established a minimum limit of 320.18 meters for delimitating management zones for variable rate fertilizer zones.

Key words: multivariate geostatistics, linear coregionalization model, precision agriculture

 

1 Eng. Agrônomo, Professor assistente doutor. UNESP/Ourinhos, email: manzione@ourinhos.unesp.br
2 Eng. Agrônomo, Professor livre docente. UNESP/FCA-Botucatu, email: czimback@gmail.com

 

Literatura Citada

BLACKMORE, S. The interpretation of trends from multiple yield maps. Computers and eletronics in agriculture, v.26, n 1, p.37-51, 2000.

BURROUGH, P.A.; BOUMA, J.; YATES, S.R. The state of the art in pedometrics. Geoderma, v.62, n.1-3, p.311-26, 1994. doi

CASTRIGNANÒ, A.; GIUGLIARINI, L.; RISALITI, R.; MARTINELLI, N. Study of spatial relationships among some soil physicochemical properties of a field in central Italy using multivariate geostatistics. Geoderma, v.97, n.1-2, p.39-60, 2000. doi

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Manual de métodos de análise de solo. 2ª edição. Rio de Janeiro,: CNPS/ EMBRAPA, 1997. 212p.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Classificação brasileira de solos. 1ª edição. Rio de Janeiro:CNPS/ EMBRAPA, 1999. 412p.

GEOVARIANCES. ISATIS 3.3. Software Manual, Avon, France, 2001. 531 p.

GOMES, F.P. Curso de estatistica experimental. Piracicaba: Ed. CALQ/ESALQ, 1976. 430 p.

GOOVAERTS, P. Factorial kriging analysis: a useful tool for exploring the structure of multivariate spatial soil information. Journal of Soil Science, v.43, n.4, p.597-619, 1992. doi

GOOVAERTS, P. Geostatistics for natural resources evaluation. Oxford: Oxford press. 1997. 483p.

GOULARD, M.; VOLTZ, M. Linear coregionalization model: Tools for estimation and choice of cross-variogram matrix. Mathematical Geology, v.24, n.3, p.269-86, 1992. doi

HOAGLIN, D.C.; MOSTELLER, F.; TUKEY, J.W. Análise exploratória de dados – Técnicas robustas. Um guia. Série Novas Tecnologias. Lisboa: Ed. Salamandra. 1992. 417p.

JOURNEL, A.G.; HUIJBREGTS, C.J. Mining geostatistics. London: Academic Press, 1978. 600p.

LANDIM, P.M.B. Análise estatística de dados geológicos. São Paulo: Ed.UNESP, 1998. 226p.

LARK, R.M.; PAPRITZ, A. Fitting a linear model of coregionalization for soil properties using simulated annealing. Geoderma, v.115, n.3-4, p.245-260, 2003. doi

MANZIONE, R.L., CAMARA, G. MONTEIRO, A.M.V., ZIMBACK, C.R.L., DRUCK, S. Exploring the multivariate spatial structure of soil acidity data. In: RENARD, P. et al. (Ed.) Geostatistics for Environmental Applications. Berlin: Springer, 2005. (with CD-ROM)

PARKIN, T.B.; ROBINSON, J.A. Analysis of lognormal data. In: STEWART, B.A. (Ed.). Advances in Soil Science. New York: Springer- Verlag, 1992. v.20, p.191-235. doi

VIEIRA, S.R. Geoestatística em estudos de variabilidade espacial do solo. In: NOVAIS, R. F.; ALVAREZ V, V.H.; SCHAEFER, C.E.G.R. Tópicos em ciência do solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência de Solo, 2000. v.1, p.1-54.

WACKERNAGEL, H.; PETITGAS, P.; TOUFFAIT, Y. Overview of methods for corregionalization analysis. In: ARMSTRONG, M. (ed) Geostatistics. Dordrecht: Kluver Academic Publishers, 1989. v.1, p.409-420.

WACKERNAGEL, H. Multivariate Geoestatistics – An introduction with applications. Berlin: Springer-Velag, 2003. 403p. doi

WEBSTER, R. Quantitative spatial analysis of soil in the field. In: STEWART, B.A. (Ed). Advances in soil science. New York: Springer-Verlag, 1985. v.3, p.1-70. doi

WOLLENHAUPT, N. Q & A with a professor: smaller grids pay. Dealer Progress, v.25, n.7, p.64-68, 1995.