Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Coeficiente de Reaeração em Três Trechos do Rio Pomba (MG), Obtidos nos Períodos Chuvoso e Seco

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v19n04a08

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Antonio T. de Matos1, Thomé V. de Almeida2, Demetrius D. da Silva3 & José de A. P. Farage4

 

Resumo: Para caracterização do potencial de autodepuração do curso d’água, foi determinado o coeficiente de reaeração (K2) em três trechos do Rio Pomba, Minas Gerais, Brasil, em dois períodos distintos do ano de 2005 (de julho a agosto e de outubro a novembro). O valor de K2 foi obtido por cálculo, com a substituição das variáveis temperatura da água, altitude local, concentração de OD no ponto de mistura, DBO5d-20ºC, velocidade, valor de K1, distância percorrida e concentração de OD no final do trecho na equação de Streeter-Phelps. Foram obtidos valores de K2 entre 0,4 a 2,0 d-1, no período seco, e entre 0,6 a 0,9 d-1, no período chuvoso. Os maiores valores de K2 foram obtidos na região de relevo mais montanhoso, onde o Rio Pomba é mais raso e turbulento. Equações matemáticas de K2 como função da velocidade e profundidade do curso d’água também foram ajustadas, utilizando-se o modelo potencial.

Palavras-chave: autodepuração, coeficiente de oxigenação, qualidade da água

 

Abstract: For characterization the potential of self-purification of the course of water, it was obtained the reaeration coefficient (K2) in three streches of the Pomba River, Minas Gerais State, Brazil, in two different periods of the year of 2005 (of July to August and of October to November). The K2 value was gotten by calculation, with the variables water temperature, local altitude, dissolved oxygen concentration (OD) in the mixture point, BOD, water speed, deoxigenation coefficient (K1), traveled distance and OD concentration in the end of the passage) substitution in the Streeter-Phelps (1925) equation. The K2 values were among 0.4 to 2.0 d-1, in the dry period, and among 0.6 to 0.9 d-1, in the period rainy. The highest values of K2 they came in the area of more mountainous relief, where the Pomba River was more shallow and turbulent. Mathematical equations of K2 as function of the speed and depth of the course of water were also adjusted, being used the potential model.

Key words: self-purification, oxygenation coefficient, water quality

 

1 Engenheiro Agrícola, Professor do Departamento de Engenharia Agrícola, UFV, e-mail: atmatos@ufv.br
2 Agrônomo, Mestre em Engenharia Agrícola, Área de Recursos Hídricos e Ambientais, CEFET Rio Pomba; thome@cefetrp.edu.br
3 Agrônomo, Professor do Departamento de Engenharia Agrícola, UFV, e-mail: david@ufv.br
4 Engenheiro Agrícola, Professor da UNIPAC- Leopoldina; e-mail: alencar.farage@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

AZEVEDO NETTO, J.M.; ARAÚJO, R.; FERNANDEZ, M.F.; ITO, A.E. Manual de hidráulica. 8ª ed.: Edgard Blücher, 1998.

BÁRBARA, V.F. Uso do modelo QUAL2E no estudo da qualidade da água e capacidade de autodepuração do Rio Araguari – AP (Amazônia). Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2006. 174 p. (Dissertação de mestrado)

FARAGE, J.A.P. Influência do uso e da ocupação do solo na qualidade da água e capacidade autodepurativa do Rio Pomba. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 2009. 110 p. (Dissertação de mestrado)

GENEREUX, D.P.; HEMOND, H.F. Determination on Gas Exchange Rate Constants for a Small Stream on Walker Branch Watershed. Tennessee: Water Resources Research, v.28, n.9, p.2365-2374, 1992. doi

GÓES, N.V. Controle da poluição na bacia do São Bartolomeu: o caso de esgotos sanitários do Vale do Amanhecer. Brasília: Universidade de Brasília, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 1997. Projeto Final de Graduação.

NUNES D.G. Modelagem da autodepuração e qualidade da água do Rio Turvo Sujo. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 2008. 109 p. (Dissertação de mestrado)

RIBEIRO, M.O. Estudo da Poluição e Autodepuração nos Rios Melchior e Descoberto, na Bacia do Descoberto – DF-GO, com auxílio de modelos matemáticos de simulação de qualidade da água, para estudos de seu comportamento atual e futuro. Distrito Federal: PTARH-UNB, 2001. (Dissertação de mestrado).

SIQUEIRA, E.Q.; CUNHA, A.C. Cálculo do Coeficiente de Reaeração no Modelo QUAL2E – Estudo de Caso: Rio Meia Ponte – GO. Vitória: XII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE RECURSOS HÍDRICOS, 1997, Anais…, Vitória, 1997 CDRom.

STREETER, H.W.; PHELPS, E.B. A study of the pollution and natural purification of the Ohio River. Public Health Bulletin, nº 146. Washington, D.C, 1925.

VON SPERLING, M. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento de esgotos. vol. 1: Princípios do tratamento biológico de águas residuárias. 2ª ed. Belo Horizonte: DESA/ UFMG, 1995, 240p.