Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

O Saneamento Visto como Potencial Prêmio de Excelência em Gestão por Organizações

DOI: http://dx.doi.org/10.19180/2177-4560.v8n214-10

http://www.essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/boletim 

downloadpdf

Carolina P. S. Figueiredo1

 

Resumo: Este trabalho explica como a evolução do Saneamento básico brasileiro historicamente tem acontecido em seus segmentos de abastecimento de água e esgoto, já que não se pode negar a importância que tal serviço essencial à qualquer civilização e, consequentemente, sua carência impactam no baixo desenvolvimento humano, afetando diversas áreas. Nesse contexto, avalia o Plano Nacional de Qualidade em Saneamento - PNQS, mostra suas bases e requisitos que são trabalhados pelas organizações, bem como seu papel no melhoramento de um serviço tão indispensável à humanidade, disseminando e despertando nas organizações responsabilidades com critérios de excelência.

Palavras-chave: Saneamento. Evolução. PNQS.

 

Abstract: This paper explains how the evolution of Sanitation in Brazil has historically happened in the water and sewage supply systems, since one cannot deny the importance of that essential service to any civilization, and how its shortage has impacts on low human development in different areas. Within this context, the National Plan for Sanitation Quality (PNQS) presents the bases and requirements addressed by the organizations, as well as their role in improving such an indispensable service to humanity, disseminating and raising responsibilities in organizations with criteria of excellence.

Key words: Sanitation. Evolution. PNQS

 

1 Mestranda em Engenharia Ambiental pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense campus Macaé). Técnica em Meio Ambiente (GEMON) - Campos dos Goytacazes/RJ - Brasil. E-mail: carolpsales@gmailcom.

 

Literatura Citada

BARBOSA, E. R. et al. Planejamento Estratégico Organizacional. Revista Eletrônica de Contabilidade, Santa Maria, v. 1, n. 2, p. 107-123, dez/2004-fev/2005.

BENEVIDES, Carolina; RIBEIRO, Efrém. Saneamento: Brasil ocupa 112º posição em ranking de 200 países. Jornal O GLOBO, Rio de Janeiro, 14 mar. 2014. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/brasil/saneamento-brasil-ocupa-112-posicao-em-ranking-de-200-paises-11918085>. Acesso em: 29 jun. 2014.

BORJA, P.C.; MORAES, L.R. Saneamento como um direito social. ASSEMBLÉIA DA ASSEMAE, 35., 2005, Belo Horizonte. Anais... Brasília: ASSEMAE, 2005.

BRASIL. Lei 11.107, de 6 de abril de 2005. Dispõe sobre normas gerais de contratação de consórcios públicos e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, p. 0001, 07 abr. 2005. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11107.htm>. Acesso em: 29 jun. 2014.

BRASIL. Lei no 11.445, de 5 de janeiro de 2007. Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, 08 jan. 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11445.htm>. Acesso em: 29 jun. 2014.

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. [Saneamento Brasil. S.l.]: CETESB, 2009. Disponível em: <http://www.cetesb.sp.gov.br/userfiles/file/mudancas_climaticas/proclima/file/cursos_seminarios/abes/downloads/material_extra/1sabesp_saneamento_brasil.pdf>. Acesso em: 2 ago. 2014.

CONSELHO EMPRESARIAL BRASILEIRO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Benefícios econômicos da expansão do saneamento: Qualidade de vida Produtividade e educação Valorização ambiental: relatório de pesquisa produzido para o Instituto Trata Brasil e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável. [S.l.]: CEBDS, 2014. Disponível em: <http://cebds.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Relatorio_Beneficios-Economicos-do-Saneamento.pdf>. Acesso em: 29 jun. 2014.

DELFINO, Jualmir. Campos segunda melhor cidade do Brasil em saneamento. Campos dos Goytacazes: Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes, 2013. Disponível em: <http://www.campos.rj.gov.br/exibirNoticia.php?id_noticia=21200>. Acesso em: 2 ago. 2014.

FERREIRA, V. C. et al. Modelos de gestão. [Rio de Janeiro]: FGV, 2009.

GRUPO ÁGUAS DO BRASIL. Águas do paraíba: a concessionária. Campos dos Goytacazes: Grupo Águas do Brasil, 2014. Disponível em: <http://www.grupoaguasdobrasil.com.br/aguasparaiba/a-concessionaria/>. Acesso em: 2 ago. 2014.

GUIMARÃES, C. S. et al. Saneamento básico [Apostila]. Seropédica: UFRRJ, 2007. Disponível em: <http://www.ufrrj.br/institutos/it/deng/leonardo/downloads/APOSTILA/Apostila%20IT201>. Acesso em: 1 jul. 2014.

HELLER, L. et al. Política pública de saneamento: apontamentos teórico-conceituais. Engenharia sanitária e ambiental, [S.l.], v. 12, n. 3, p. 284-295, jul./set. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/esa/v12n3/a06v12n3>. Acesso em: 1 jul. 2014.

IBGE. Cidades: Rio de Janeiro: Campos dos Goytacazes. Rio de Janeiro: IBGE, [20--]. Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=330100&search=rio-dejaneiro|campos-dos-goytacazes|infograficos:-informacoes-completas>. Acesso em: 2 ago. 2014.

LEFEBVRE, H. Introdução à modernidade: prelúdios. São Paulo: Paz e Terra, 1969. v. 24.

MENEZES, L.C. Considerações sobre saneamento básico, saúde pública e qualidade de vida. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, Rio de Janeiro, v.23, n.1, p.55-61, jan/mar. 1984.

MORAES, L. R. Conceitos de Saúde e Saneamento. Salvador: DHS/UFBA, 1993. 6 p. Não Publicado.

PEREIRA, P. A. Política social: temas & questões. São Paulo: Cortez, 2008.

PRÊMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO. Guia PNQS 2014. [S.l.]: PNQS, [2014]. Disponível em: <http://www.pnqs.com.br>. Acesso em: 29 jun. 2014.

RIO DE JANEIRO (Estado). Decreto 42.930, de 18 de abril de 2011. Cria o Programa Estadual Pacto pelo Saneamento. Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

RIO DE JANEIRO (Estado). Pacto pelo Saneamento. Rio de Janeiro: Governo do Rio de Janeiro, [2014?]. Disponível em: <http://www.rj.gov.br/web/sea/exibeconteudo?article-id=1105730>. Acesso em: 29 jun. 2014.

SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO (Brasil). Diagnóstico dos serviços de água e esgotos – 2012. Brasília: Ministério das Cidades, 2012. Disponível em: <http://www.snis.gov.br/PaginaCarrega.php?EWRErterterTERTer=103>. Acesso em: 29 jun. 2014. 

VERDUM, V. et al. Avaliação de desempenho energético em uma instituição de ensino. Revista Liberato, [S.l.], v.10, p.15-33, 2009.