Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Resistência ao Cisalhamento de Um Latossolo Vermelho Distroférrico sob Diferentes Sistemas de Manejo

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v20n05a04

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Carla E. Carducci1, Antonio C. T. Vitorino2, Anderson C. Bergamin3 & Walmes M. Zeviani4

 

Resumo: A resistência do solo ao cisalhamento é um atributo que pode ser influenciado pela intensidade de uso e manejo do solo, resultando em significativas alterações nas propriedades físico-mecânicas do mesmo. Este trabalho teve como objetivo avaliar a resistência ao cisalhamento de um Latossolo Vermelho Distroférrico submetido a diferentes sistemas de uso e manejo, por meio de ensaio de palhetas com ‘Vane Shear Test’ em laboratório. O estudo foi realizado em amostras com estrutura preservada, coletadas em áreas sob sistema plantio direto, pastagem e mata nativa, no município de Dourados-MS. O delineamento foi inteiramente casualizado em sistema fatorial (3 manejos x 2 profundidades x 7 repetições), em cada uso foram tomadas amostras nas profundidades 0-0,05 e 0,05-0,10 m, as quais foram equilibradas ao potencial matricial de 6 kPa em câmara de pressão de Richards. Em seguida foram submetidas ao ensaio de palhetas para a determinação do valor de resistência ao cisalhamento e densidade do solo. Os maiores valores para resistência ao cisalhamento e densidade do solo foram encontrados na área sob pastagem. A resistência do solo ao cisalhamento esteve associada ao aumento da densidade do solo, uso e manejo, de forma distinta entre as profundidades estudadas.

Palavras-chave: resistência mecânica, densidade do solo, manejo do solo

 

Abstract: The soil shear strength can be influenced by the use intensity and management of soil, resulting in considerable changes in its physical-mechanical properties. This study evaluated the shear strength of a Red Oxisol dystrophic soil subjected to different uses and management systems, using Vane Shear Test in the laboratory. Samples with preserved structure were collected from areas under no-tillage, pasture or native forest in the city of Dourados-MS. The samples were collected to depths of 0 to 0.05 and from 0.05 to 0.10 m, in seven replications. After equilibrating to matric potential of 6 kPa in the Richards’ pressure chamber, each sample was subjected to the vane to determine shear strength and bulk density. The maximum shear strength and bulk density was found in the area under pasture. The shear strength was associated with increased density, use and management, but distinctly at two depths.

Key words: mechanical strength, bulk density, soil management

 

1 Engenheira Agrônoma, Doutoranda do Curso de Pós-graduação em Ciência do Solo, Bolsista CNPq, Universidade Federal de Lavras, UFLA/Lavras-MG, elocarducci@hotmail.com
2 Engenheiro Agrônomo, Professor Adjunto IV da UFGD/Dourados, MS, Bolsista CNPq, vitorino@ufgd.edu.br
3 Engenheiro Agrônomo, Professor Assistente I da IEAA/UFAM/Humaitá-AM, andersonbergamin@hotmail.com
4 Engenheiro Agrônomo, Professor Assistente I da UFPR/Curitiba-PR, walmes@ufpr.br

 

Literatura Citada

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. ASTM D4648-00, Standard Test Method for Laboratory Miniature Vane Shear Test for Saturated Fine-Grained Clayey Soil Philadelphy, 2000.

BALASTREIRE, L.A. Máquinas Agrícolas. São Paulo: Manoele, 1990.

BARNES, H.A.; NGUYEN, Q.D. Rotating vane rheometry – a review, Journal of non newtonian fluid mechanics. v. n.98, p.1-14, 2001.

BAUER, E.; MOTA, N.M.B.; KRAUS, E.; PEREIRA, C.H.A.F. Consistência das argamassas de revestimento e sua relação com a demanda de água e as partículas finas. Revista de Ciência e Tecnologia de Materiais de Construção Civil, v.3, n.2, p.91-102, 2006.

BAUER, E.; SANTOS, C.C.N.; MORAIS, D.M.; PEREIRA, C.H.A.F. Avaliação da consistência das argamassas industrializadas projetadas utilizando o método vane. Revista de Ciência e Tecnologia de Materiais de Construção Civil, v.2, n.1, p.54-63, 2005.

BAUER, E.; SOUSA, J.G.G.; GUIMARÃES, E.A. Estudo da tensão de escoamento de argamassas, no estado fresco, utilizando o equipamento vane tester de laboratório. In: Jornadas Sudamericanas de Ingeniería Estructural Mendoza, 31. Anais... Argentina, p.10, 2004.

BERTOL, I.; GOMES, K.E.; DENARDIN, R.B.N.; MACHADO, L.A.Z.; MARASCHIN, G.E. Propriedades físicas do solo relacionadas a diferentes níveis de oferta de forragem numa pastagem natural. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, v.33, n.2, p.779-786, 1998.

BRAIDA, J.A. Matéria orgânica e resíduos vegetais na superfície do solo e suas relações com o comportamento mecânico do solo sob plantio direto. 2004. 97f. Dissertação (Doutorado em Ciência do solo). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria – RS, 2004.

BRAIDA, J.A.; REICHERT, J.M.; REINERT, D.J.; SEQUINATTO, L. Elasticidade do solo em função da umidade e do teor de carbono orgânico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.32, n.1, p.477-485, 2008.

BRAIDA, J.A.; REICHERT, J.M.; REINERT, D.J.; SOARES, J.M.D. Coesão e atrito interno associados aos teores de carbono orgânico e de água de um solo franco arenoso. Ciência Rural, Santa Maria, v.37, n.6, p. 2007.

CAPUTO, H.P. Mecânica dos solos e suas aplicações. 5.ed. Rio de Janeiro: Livros técnicos e científicos, v.1, 1980, 219p.

CARDIM, R.D. Estudo da resistência de resíduos sólidos urbanos por meio de ensaios de cisalhamento direto de grandes dimensões. 2008. 107f. Dissertação (Mestrado em Geotecnia) Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

CAVALCANTE, E.H. Mecânica dos solos II. Aracaju-SP: Universidade Federal de Sergipe, Centro de ciências exatas e tecnologia, Departamento de engenharia civil, 2006. 75p. (Notas de aula).

CONTE, O.; LEVIEN, R.; TREIN, C.R.; CEPIK, C.T.C.; DEBIASI, H. Demanda de tração em haste sulcadora na integração lavoura pecuária com diferentes pressões de pastejo e sua relação com o estado de compactação do solo. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.27, n.1, p.220-228, 2007.

DEXTER, A.R.; BIRD, N.R.A. Methods for predicting the optimum and the range of soil water contents for tillage based on the water retention curve. Soil and Tillage Research, Amsterdam, v.57, n.7, p.203-212, 2001. doi

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Manual de métodos de análise de solo. 2. ed. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura e Abastecimento, 1997. 212 p.

FURLAN, A.P. Estimativa da tensão de préadensamento de argilas saturadas através do ensaio de palheta: Extensão para limites de liquidez superiores a 70%. 2000. 150f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). Universidade Estadual de Campinas, Campinas - SP, 2000.

IMHOFF, S.; SILVA, A.P.; TORMENA, C.A. Aplicação da curva de resistência no controle da qualidade física de um solo sob pastagem. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.35, n.7, p.1493-1500, 2000. doi

KOAKOSKI, A.; SOUZA, C.M.A.; RAFULL, L.Z.L.; SOUZA, L.C.F.; REIS, E.F. Desempenho de semeadora-adubadora utilizando-se dois mecanismos rompedores e três pressões da roda compactadora. Pesq. agropec. bras., Brasília, v.42, n.5, p.725-731, 2007.

LONGO, R.M. Modificações em parâmetros físicos e químicos de Latossolo Argiloso decorrentes da substituição da floresta Amazônica e do Cerrado por pastagens. 1999. 135f. Dissertação (Doutorado em Engenharia Agrícola). FEAGRI/UNICAMP, Campinas- SP, 1999.

McCORMACK, D.E. & WILDING, L.P. Soil properties influencing strength of Cranfield and Geeburg soils. Soil Science Society American Journal, New York, v.43, n.1, p.167-173, 1979. doi

MELLO, C.R. et al. Estimativa da capacidade de campo baseada no ponto de inflexão da curva característica. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v.26, n.4, p.836-841, 2002.

NGUYEN, N.Q.; BOGER, D.V. Direct yield stress measurement with the vane method. Journal of Rheology, v.29, n.3, p.335-347, 1985. doi

NUNES, A.H.B. Compressibilidade e resistência ao cisalhamento de um latossolo cultivado com eucalipto. 2010. 81f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo). Universidade Federal de Lavras, MG, 2010.

OLIVEIRA, G.C.; DIAS JUNIOR, M.S.; RESCK, D.V.S.; CURI, N. Caracterização química e físicohídrica de um Latossolo Vermelho após vinte anos de Manejo e cultivo do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.28, n.2, p.327-336, 2004.

PINTO, C.S. Curso básico de mecânica dos solos. São Paulo: Oficina de textos, 2000, p.247.

PROFFITT, A.P.B.; BENDOTTI, S.; HOWELL, M.R.; EASTHAM, J. The effect of sheep trampling and grazing on soil physical properties and pasture growth for a Red-Brown earth. Australian Journal of Agricultural Research, Melbourne, v.44, n.2, p.317-331, 1993. doi

SÁ, J.C.M. Reciclagem de nutrientes dos resíduos culturais, e estratégia de fertilização para a produção de grãos no sistema plantio direto. In: SEMINÁRIO SOBRE SITEMA PLANTIO DIRETO NA UFV, 1, 1998, Viçosa. Resumo das Palestras. Viçosa, Universidade Federal de Viçosa, 1998. p.19-61.

SCHNAID, F. Ensaios de campo e aplicação à engenharia de fundações. 1 ed. São Paulo, Oficina de textos, 2000. 189p.

SECCO, D.; REINERT, D.J.; REICHERT, J.M.; DA ROS, C.O. Produtividade e soja e propriedades físicas de um Latossolo submetido a sistemas de manejo e compactação. Revista Brasileira Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.28, n.5, p.797-804, 2004.

SERAFIM, M.E.; VITORINO, A.C.T.; PEIXOTO, P.P.; SOUZA, C.M.A.; CARVALHO, D.F. Intervalo hídrico ótimo em um Latossolo Vermelho distroférrico sob diferentes sistemas de produção. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.28, n.4, p.654-665, 2008.

SILVA, A.J.N.; CABEDA, M.S.V. Influência de diferentes sistemas de uso e manejo na coesão, resistência ao cisalhamento e óxidos de Fe, Si, Al em solo do tabuleiro costeiro de Alagoas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.29, n.3, p.447-457, 2005.

SILVA, A.J.N.; CARVALHO, F.G. Coesão e resistência ao cisalhamento relacionadas a atributos físicos e químicos de um Latossolo Amarelo de tabuleiro costeiro. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.31, n.2, p.853-862, 2007.

SILVA, M.L.N.; CURI, N.; BLACANEAUX, P. Sistemas de manejo e qualidade de Latossolo Roxo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.35, n.12, p.2485-2492, 2000. doi

SILVA, R.B.; DIAS JUNIOR, M.S.; SANTOS, F.L.; FRANZ, C.A.B. Resistência ao cisalhamento de um Latossolo sob diferentes uso e manejo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, MG, v.28, n.5, p.165-173, 2004.

SPERA, S.T.; SANTOS, H.P.; FONTANELI, R.S.; TOMM, G.O. Integração lavoura e pecuária e os atributos físicos de solo manejado sob sistema plantio direto. R. Bras. Ci. Solo,Viçosa, MG, v.33, n.1, p.129-136, 2009.

STRECK, C.A.; REINERT, D.J.; REICHERT, J.M.; KAISER, D.R. Modificações em propriedades físicas com a compactação do solo causada pelo tráfego induzido de um trator em plantio direto. Ciência Rural, Santa Maria, v.34, n.3, p.755-760, 2004.

TERZAGHI, K.; PECK, R. Mecânica dos solos na prática da engenharia. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 1962. 659p.

TRINDADE, T.P.; IASBIK, I.; LIMA, D.C.; MINETTE,E.; SILVA, C.H.C.; CARVALHO, C.A.B.; BUENO, B.S.; MACHADO, C.C.Estudos laboratoriais do comportamento de um solo residual arenoso reforçado com fibras de polipropileno, visando à aplicação em estradas florestais. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 30 n. 2, p.215-222, 2006.

VARGAS, M. Introdução a Mecânica dos solos. 1. ed. Brasil: McGraw-Hill do Brasil, 1977, 509p.