Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Sistema Integrado para a Gestão de Recursos Hídricos (SINGERH)

DOI: http://dx.doi.org/10.13083/1414-3984.v20n05a05

http://www.seer.ufv.br/seer/index.php/reveng/index 

downloadpdf

Michel C. Moreira1, Fernando F. Pruski2, André L. da Silva3, Demetrius D. da Silva4 & José M. A. da Silva5

 

Resumo: No presente trabalho, foi desenvolvido um sistema computacional que permite obter a disponibilidade hídrica para qualquer seção de interesse ao longo da rede hidrográfica de uma bacia e quantificar o impacto da concessão de uma nova outorga nesta disponibilidade, o qual foi denominado Sistema Integrado para a Gestão de Recursos Hídricos (SINGERH). Para obtenção da disponibilidade hídrica foram implementados três métodos de regionalização de vazões, utilizando a ferramenta de programação Borland Delphi 7.0. O cálculo do impacto da concessão de uma nova outorga na disponibilidade hídrica foi implementado considerando: a vazão passível de ser outorgada, de acordo com a vazão estimada na seção de interesse e o critério de outorga do órgão gestor da bacia, e as vazões outorgadas a montante da seção em análise, sendo para isto procedida uma consulta aos cadastros de usuários de água, disponibilizados pelos órgãos gestores estadual e federal atuantes na bacia. O SINGERH foi aplicado a uma seção de interesse do rio Preto, pertencente à bacia do rio Paracatu, a fim de verificar as suas funcionalidades e potencialidades. O sistema desenvolvido permitiu a obtenção das vazões mínimas e média ao longo da hidrografia da bacia, além de ter fornecido subsídios para a tomada de decisão no processo de outorga ao estimar a disponibilidade hídrica em qualquer seção da hidrografia. Na seção de interesse estudada o SINGERH permitiu verificar, considerando o critério de outorga do Estado de Minas Gerais, a impossibilidade de realizar uma nova outorga no período de maio a setembro.

Palavras-chave: disponibilidade hídrica, modelagem hidrológica, regionalização de vazões

 

Abstract: This study reports development of a computational system to determine water availability in any specific stretch along a hydrographic basin network, and quantify the impact resulting from granting new rights for water use. The system is denominated as “Integrated System for Water Resources Management” (SINGERH). To estimate water availability, three discharge regionalization methods were implemented by using the programming tool ‘Borland Delphi 7.0’. The calculation of the impact from granting new rights for water use was done by considering the discharge to be granted, based on the section-estimated discharge, granting criteria of basin management agency and the discharges granted upstream the section under analysis. These data can be obtained by consulting users’ registers available at the state and federal managing agencies. SINGERH was applied to a specific section on the Preto River belonging to the Paracatu river basin to verify the functionality and potential of the system. The system allowed determination of the minimum and average discharge along the basin, providing inputs for decision making about granting process, through estimates of water availability at any section of the hydrography. Considering the granting criteria in Minas Gerais State, the SINGERH indicated that there was no possibility for granting new water use right during the period from May to September.

Key words: water availability, hydrologic modeling, discharge regionalization

 

1 Bel. Ciência da Computação, Doutorando em Engenharia Agrícola no DEA/UFV, mmoreira@gprh.ufv.br
2 Engenheiro Agrícola, Professor Titular do DEA/UFV, ffpruski@ufv.br
3 Bel. Ciência da Computação, Bolsista FAPEMIG no DEA/ UFV, andre@gprh.ufv.br
4 Agrônomo, Professor Associado do DEA/UFV, demetrius@ufv.br
5 Engenheiro Civil, Pós-Doutorando em Eng. Agrícola no DEA/UFV, jmarcio@gprh.ufv.br

 

Literatura Citada

CHAVES, H.M.L.; ROSA, J.W.C.; VADAS, R.G.; OLIVEIRA, R.V.T. Regionalização de vazões mínimas em bacias através de interpolação em sistemas de informações geográfica. Revista Brasileira de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v.7, n.3, p.43-51, 2002.

CHAVES, M. de A. Modelos digitais de elevação hidrologicamente consistentes para a bacia Amazônica. Viçosa, MG: UFV, 2002. 115f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2002.

ELETROBRAS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Metodologia para regionalização de vazões. Rio de Janeiro, 1985a. 202p.

ELETROBRAS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Manual de minicentrais hidrelétricas. Rio de Janeiro, 1985b.

MOREIRA, M.C. Gestão de recursos hídricos: sistema integrado para otimização da outorga de uso da água. Viçosa, MG: UFV. 2006. 97p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.

NOVAES, L.F. Modelo para a quantificação da disponibilidade hídrica na bacia do Paracatu. Viçosa, MG: UFV. 2005. 104f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.

PEREIRA, S.B. Evaporação no lago de Sobradinho e disponibilidade hídrica no rio São Francisco. Viçosa, MG: UFV. 2004. 105f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

RODRIGUEZ, R. del G. Metodologia para estimativa das demandas e das disponibilidades hídricas na bacia do rio Paracatu. Viçosa, MG: UFV, 2004. 94 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2004.

STEDINGER, J.R.; VOGEL, R.M.; FOUFOULAGEORGIOU, E. Frequency analysis of extreme events. In: MAIDMENT, D.R. Handbook of hidrology. New York: MacGraw Hill, Inc., 1992. cap. 18, p.18, 1-18.66.