Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Habitus e Trajetória de Luiz Beltrão de Andrade Lima: Algumas Reflexões Exploratórias

DOI: http://dx.doi.org/10.20423/1807-4960/rif.v12n25p10-21

http://www.revistas.uepg.br/index.php/folkcom 

downloadpdf

Tiago R. Ramos1

 

Resumo: Analisando relatos biográficos acerca da trajetória de Luiz Beltrão, o artigo pretende apontar o conjunto de forças e valores que contribuíram para despertar o interesse do autor pelos temas da comunicação e do folclore. Amparados pela perspectiva da sociologia da ciência, apontamos alguns elementos que compõem o habitus desse agente e que permitem explicitar a existência de um tripé de valores pessoais que orientou as ações e as práticas do comunicólogo.

Palavras-chave: Sociologia da ciência – Luiz Beltrão – trajetória – habitus.

 

Abstract: By analyzing biographical accounts on the life trajectory of Luiz Beltrão, this article aims to identify the set of values and forces that contributed to arouse the interest of the author for the themes of communication and folklore. Founded on the perspective of the sociology of science, we point out some elements that comprise the habitus of this agent and that enable making explicit the existence of a tripod of personal values that guided the actions and practices of this communicologist.

Key words: Sociology of Science - Luiz Beltrão - life trajectory -Habitus.

 

1 Mestre em Ciências Sociais (UEM), graduado em Ciências Sociais (UEM) e em Publicidade e Propaganda (UNICESUMAR). Atualmente professor e coordenado do curso de Publicidade e Propaganda na Faculdade Metropolitana de Maringá (Unifamma).

 

Literatura Citada

BELTRÃO, L. (2001a). Folkcomunicação: um estudo dos agentes e dos meios populares de informação de fatos e expressão de ideias. Porto Alegre: EDIPUCRS.

BELTRÃO, L. (2001b). O ex-voto como veículo jornalístico. In: MARQUES DE MELLO, J. (Org.). Mídia e folclore:o estudo da folkcomunicação segundo Luiz Beltrão. Maringá: Faculdades Maringá; São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo/ Cátedra Unesco de Comunicação.

BENJAMIN, R. (Org.). (1998). Itinerário de Luiz Beltrão.Recife: AIP/Unicap.

BOURDIEU, P. (1974). A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva.

BOURDIEU, P. (1996). A ilusão biográfica. In: FERREIRA, M. M.; AMADO J. (Org.). Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Ed. da FGV.

BOURDIEU, P. (2001). O poder simbólico. 4. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

BOURDIEU, P. (2004). Os usos sociais da ciência: para uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: Editora Unesp.

FREYRE, G. (1998). Sobrados e mucambos: introdução à história patriarcal no Brasil. 10. ed. Rio de Janeiro: Record.vol. 2.

MARQUES DE MELLO, J. (Org., 2001). Mídia e folclore:o estudo da folkcomunicação segundo Luiz Beltrão. Maringá: Faculdades Maringá; São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo / Cátedra Unesco de Comunicação.

MONTAGNER, M. A. (2007). Trajetórias e biografias: notas para uma análise bourdieusiana. Sociologias, Porto Alegre, ano 9, n. 17, p. 240-264, jan./jun..

SETTON, M. G. J. (2002). A teoria do habitus em Pierre Bourdieu: uma leitura contemporânea. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 20.

WACQUANT, L. (2007). Esclarecer o habitus. Educação & Linguagem, São Bernardo do Campo, ano 10, n. 16, p. 63-71, jul./dez.