Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Análise Parasitológica de Elementos Sanitários de Uma Instituição de Ensino Superior

DOI: http://dx.doi.org/10.18605/2175-7275/cereus.v7n3p151-162

http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/index 

downloadpdf

Tainar C. Lima1, Danielle R. S. Ferreira2, Karoline A. Leite2, Paloma M. Santos3, Glauber A. Santos4 & Ana L. M. Amor5

 

Resumo: As parasitoses intestinais são um grave problema de saúde pública no Brasil, e os percentuais elevados desta infecção na população brasileira, tem forte relação com o nível socioeconômico e de higiene dos indivíduos, apresentando frequência mais elevada em regiões onde a população apresenta condições inadequadas de saneamento básico e educação sanitária deficiente. O objetivo deste trabalho foi verificar a presença de formas parasitárias em elementos dos sanitários do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Santo Antônio de Jesus-Bahia, considerando que estes elementos constituem-se em vetores de formas parasitárias. O material foi coletado em dois períodos de um mesmo dia, no início da manhã e no final da tarde. Foram coletadas amostras dos seguintes elementos: vasos sanitários, puxadores ou botões das descargas, maçanetas internas das portas, pias e registro das torneiras. A técnica parasitológica utilizada foi da fita gomada (fita adesiva). Das 169 amostras coletadas e analisadas, 19 (11.25%) mostraram-se contaminados por estruturas parasitárias. Nas amostras positivas foram encontrados: adultos de Enterobius vermicularis (estes visualizados em sanitários masculinos). Pelos achados, mostra-se relevante que se discuta com a comunidade acadêmica sobre a importância dos cuidados e de pequenos hábitos higiênicos diários, para evitar a contaminação de ambientes e possíveis disseminações de agentes parasitários que podem ser nocivos à saúde humana.

Palavras-chave: Banheiros, Universidade, Parasitos

 

Abstract: Gastrointestinal parasitosis constitutes a serious health problem in Brazil and the higher infection percentages in the Brazilian population are closely related with social, economical and personal hygiene habits of affected individuals, presenting a higher frequency in areas where local population demonstrates poor and inadequate basic sanitary conditions and poor sanitary education. The goal of this study was to evaluate the presence of parasitic organisms in elements of the bathrooms at Bahia Federal University Health Sciences Center , Santo Antônio de Jesus (Bahia), taking into account that such areas constitute favorite sites to shelter parasitic bacteria. Material to carry out this study was collected in two different periods in the same day early in the morning and late in the evening. Samples from the following elements were collected: the sanitary vessel, discharge bottons, knob of the door, wash basin and faucet. The parasitological technique used was that of the adhesive tape. Of those 169 collected and analyzed samples, 19 or 11.25%, were contaminated by parasitic forms. In those positive samples, the study found: adults enterobius vermicularis, which were visualized or found in the bathroom for males. Based on the current findings, it is of interest to discuss in the university community, the importance of daily sound hygiene habits in order to prevent contamination of some specific areas used by students, professors and other personnel and potential dissemination of parasitic elements which in some cases may be dangerous or risky to human health.

Key words: Bathrooms, University, Parasites.

 

1 Acadêmica de medicina da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
2 Acadêmica de enfermagem da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
3 Acadêmica do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
4 Biomédico da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
5 Docente da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

 

Literatura Citada

BORGES, C.A.; COSTA-CRUZ, J.M. & PAULA, F.M. - Intestinal parasites inside public restrooms and buses from the city of Uberlândia, Minas Gerais, Brazil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo, 51(4): 223-225, 2009.

CARLESSO, A.M.; SIMONETTI, A.B.; ARTUSO, G.L. and ROTT, M.B. Isolamento e identificação de amebas de vida livre potencialmente patogênicas em amostras de ambientes de hospital público da cidade de Porto Alegre, RS. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [online]. 2007, vol.40, n.3, pp. 316-320. ISSN 1678-9849.

GARCIA, R.; RAMOS, A.; ARAÚJO, L.; RIBEIRO, A. ANDRADE, T.; BITENCOURT, J.; SANTOS, V.; OLIVEIRA, N. & AMOR, A.L.M. Pesquisa de enteroparasitos em funcionários e de contaminantes em elementos dos sanitários de um Centro de Educação Superior - Santo Antônio de Jesus – Bahia. In: V Congresso Latino americano e XI Congresso Brasileiro de Higienistas de Alimentos, Salvador, 2011.

GUIMARÃES, S.C.; QUARESMA, F.R.P.; ZICA, M.M.; SONATI, J.; ADAMI, F.; MACIEL, E.S.. Comparação do consumo de pescado em escolares e sua relação com indicadores de saúde e qualidade de vida. Revista Cereus, v. 7, n. 1, Jan/abr. 2015.

MURTA, F.L. & MASSARA, C.L. Presença de ovos de helmintos intestinais em ônibus de transporte público em Belo Horizonte - Minas Gerais, Brasil. Rev. Parasitologia Tropical. Vol. 38 (3): 207-212, jul.-set., 2009.

NEVES, D.P.; MELO, A.L.; LINARDI, P.M. & VITOR, R.W.A. Parasitologia Humana. 12 ed. São Paulo: Atheneu, 2011.

RAMOS, G.C.S.C. Correlação entre parasitoses intestinais, estado nutricional, condições socioeconômicas e sanitárias de crianças de três creches públicas do município de Niterói. Dissertação (Mestrado em Patologia Clínica e Análises Clínicas, Universidade Federal Fluminense). Orientador: Heloisa Werneck de Macedo, 2006.

REY, L. Parasitologia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.

ROSA, R.B. & MEDEIROS, J.S. Quantificação de ovos de Ascaris lumbricoides pelo método de kato-katz. 2014. Rev. Biofarm, v. 10, n. 4, 2014.

SILVA, A.C.O.; BASTOS, O.M.P. & BRENER, B. Estudo da contaminação de elementos sanitários por estruturas enteroparasitárias em cinco pré-escolas públicas da cidade de Patrocínio - MG. Rev. de Patologia Tropical. Vol.40 (4), 2011.

VALADARES, M.B.; FONSECA, H.M. & WELTER, A. Parasitos intestinais em sanitários públicos da cidade de Palmas - TO. UnirG, Gurupi, TO, Brasil. Rev. CEREUS, v. 6, n. 1, jan./abr. 2014.