Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

Fatores de Risco Cardiovascular na Infância e Adolescência e suas Correlações na Fase Adulta

 

http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/index 

downloadpdf

Bruna S. da Silva1, Jamilla N. Cavalcante1, Wagner S. Ázara Filho1, Leonides A. de Faria Neto2 & Janne M. da Silveira3

 

Resumo: Os hábitos de vida ocidentais são fatores determinantes no desenvolvimento das doenças cardiovasculares (DCV) em relação aos principais fatores de risco cardiovascular com início na infância e adolescência e que persistem na fase adulta. Objetivo: destacar os principais fatores de risco cardiovascular (FRC) que se iniciam na infância e adolescência ressaltando sua manutenção e consequências na fase adulta. Metodologia: o estudo é uma revisão de literatura não sistematizada realizada no período de novembro de 2009 a maio de 2010. Resultados: Verificou-se que a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a obesidade, que são importantes fatores de risco cardiovascular em crianças e adolescentes, quando não controlados, geram comorbidades como DM tipo 2 e outras doenças crônico-degenerativas. A identificação desses fatores deve acontecer desde a infância, pois as alterações dislipidêmicas em si ou quando somadas a distúrbios glicêmicos que favorecem o estado diabético, contribuem para uma situação de alto risco cardiovascular, assim como o tabagismo que, mesmo sendo um fator de risco evitável, está presente, cada vez mais, em jovens, os quais se tornam grandes dependentes de nicotina na fase adulta. O estilo de vida sedentário chega como fator crucial no desenvolvimento das DCV formando com os demais fatores um feedback positivo na predisposição às complicações cardiovasculares. Conclusão: Faz-se necessário, desde a juventude, a prática regular de atividade física, controle alimentar e dos demais FRC, pois o início desses fatores na infância e adolescência tende a se manter na idade adulta e, assim, contribuir para o alto índice de morbimortalidade cardiovascular que é tão comum em nosso meio.

Palavras-chave: Fatores de risco cardiovascular. Infância. Adolescência.

 

Abstract: The Occidental lifestyles are decisive factors in the development of cardiovascular diseases (CVD) in relation to the major cardiovascular risk factors that begin in childhood and adolescence and that endure in the adult age. The purpose of this issue is to highlight, the main cardiovascular risk factors that begin in the childhood and adolescence period and emphasizes its maintenance and consequences in the adulthood. This study is a review of the nonstandardized literature that was done from November 2009 to May 2010. It was checked that the Systemic Arterial Hypertension (SAH) and the Obesity are important cardiovascular risk factors in children and adolescents, which in absence of suitable control, lead to comorbidities such as diabetes (DM) mellitus type 2 and other chronic degenerative diseases.  Identifying these factors must be done since childhood, once that the dyslipidemic changes themselves or when added to glycemic disorders that promote insulin resistance, contribute greatly to a situation of high cardiovascular risk, as well as tobacco smoking, even being a preventable risk factor, has been increasingly present, in young people who become great addicted to nicotine in adulthood. The sedentary lifestyle is shown as a critical factor in the development of the CVD’s creating in with the other factors a positive feedback to those with predisposition to cardiovascular complication disease. It is necessary that since the youth, regular physical activity, diet control and other cardiovascular risk factors are taken, because the start-up of these factors in childhood and adolescence tend to be kept in the adult age and thus contribute to the high rate of cardiovascular morbidity and mortality that are so common among us.

Key words: Cardiovascular risk factor. Children. Adolescent.

 

1 Acadêmicos do 7º período do Curso de Medicina do Centro Universitário UnirG.
2 Acadêmico do 7º período do Curso de Medicina da Universidade Federal do Acre.
3 Professora Adjunta nível 1 dos Cursos de Medicina e Fisioterapia do Centro Universitário UnirG.