Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Da Relação entre Religião e Política: Instrumentalização da Dominação ou Vislumbres de Libertação

DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-3828/caminhando.v20n1p89-99

https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/CA 

downloadpdf

Emerson R. da Costa1

 

Resumo: Este ensaio se propõe a analisar os símbolos que estruturam o pensamento político e o religioso com a finalidade de identificar se a prática religiosa no cotidiano das instituições e do sujeito religioso pode oferecer elementos para a conquista de espaços, desenvolvimento tático e contestação da ordem dominante, ou se está apenas a serviço das estratégias de dominação e à defesa dos lugares instituídos. Procura estabelecer até que ponto a ação política possibilita o desenvolvimento de sujeitos autônomos e objetiva apontar se existe alguma convergência que aproxime o campo político e o religioso para desenvolver vislumbres de libertação, inclusão e defesa da vida humana.

Palavras-chave: Política; religião; símbolos; estratégias; táticas.

 

Abstract: This essay aims to analyze the symbols that structure the political thought and religious in order to identify whether religious practice in daily life of the institutions and religious subject can offer elements for the conquest of space, tactical development and challenge the dominant order, or are only in the service of domination strategies and defense of the established places. Seeks to establish the extent to which political action enables the development of independent and objective subject point out if there is any convergence that brings the political field and the religious to develop glimpses of liberation, inclusion and defense of human life.

Key words: Politics; religion; symbols; strategies; tactics

  

1 Doutorando em Ciências da Religião pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade Metodista de São Paulo. Membro do Grupo de Estudos de Gênero e Religião Mandrágora / NETMAL e do Núcleo de Pesquisas Socioantropológicas da Religião e de Gênero do Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba. E-mail: emerson_roberto_costa@yahoo.com.br

 

Literatura Citada

AMALADOSS, Michael. “O Deus de todos os nomes e o diálogo inter-religioso”. In: SUSIN, Luiz Carlos. (Org.). Teologia para outro mundo possível. São Paulo: Paulinas, 2006.

ALVES, Rubem A. Protestantismo e repressão. São Paulo: Ática, 1979.

BAPTISTA, Saulo. Pentecostais e neopentecostais na política brasileira: um estudo sobre cultura política, Estado e atores coletivos religiosos no Brasil. São Paulo: Annablume; São Bernardo do Campo: Instituto Metodista Izabela Hendrix, 2009.

BERGER, Peter Ludwig. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da religião. Luiz Roberto Benedetti (Org.). Tradução de José Carlos Barcellos. São Paulo: Paulus, 1985.

BERGER, P.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade. Tradução de Horiano de Souza Fernandes. Petrópolis: Vozes, 1998.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

BOURDIEU, Pierre. O desencantamento do mundo: estruturas econômicas e estruturas temporais. São Paulo: Perspectiva, 1979.

CAMPOS, Leonildo Silveira. “Os políticos de Cristo – uma análise do comportamento político de protestantes históricos e pentecostais no Brasil”. In: BURITY, Joanildo A.; MACHADO, Maria das Dores C. (Org.). Os votos de Deus: evangélicos, política e eleições no Brasil. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Massangana, 2006.

CAMPOS, Leonildo Silveira. “Protestantes na primeira fase do regime militar brasileiro: atos e retórica da Igreja Presbiteriana Independente (1964-1969)”. In: Estudos de Religião, São Bernardo do Campo: UMESP, vol. 16, n. 23 (2002).

CAMPOS, Leonildo Silveira. “Composições e recomposições do poder espiritual e político”. In: Tempo e Presença. São Paulo: Koinonia, vol. 22, n. 313 (2000).

CAMPOS, Leonildo Silveira. “O messianismo – Análise sociológica de um caso: Uma comunidade ‘protestante’ no Catulé”. In: Renasce a Esperança. Revista Estudos de Religião. São Bernardo do Campo: UMESP, vol. 10, n. 11 (1995).

CASTRO, Marcos de. 64: Conflito Igreja x Estado. Petrópolis: Vozes, 1984.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Tradução de Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 2011. Croatto , J. S. As linguagens da experiência religiosa: uma introdução à fenomenologia da religião. São Paulo: Paulinas, 2001.

CUCHE, Denys. A noção de cultura nas Ciências Sociais. Bauru: EDUSC, 1999.

CUNHA, Magali do Nascimento. “Um olhar sobre a presença pública das igrejas evangélicas no Brasil: análise crítica e possibilidades futuras”. In: CASTRO, Clóvis Pinto de; CUNHA, Magali do Nascimento; LOPES, Nicanor (Org.). Pastoral Urbana – Presença Pública da Igreja em Áreas Urbanas. São Bernardo do Campo: Editeo e IEPG, 2005.

DESROCHE, Henri. Sociologia da esperança. Tradução de Jean Briant. São Paulo: Paulinas, 1985.

FRESTON, Paul. Evangélicos na Política Brasileira: História Ambígua e Desafio Ético. Curitiba: Encontrão, 1994.

GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Tradução de Vera Mello Joscelyne. Petrópolis: Vozes, 1997.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

KYUNG, Chung Hyun. “O lugar e as possibilidades da utopia hoje”. In: SUSIN, Luiz Carlos (Org.). Teologia para outro mundo possível. São Paulo: Paulinas, 2006. Lesbaupin , Ivo. “As comunidades de base em questão”. In: As comunidades de base e a transformação social. São Paulo: Paulinas, 1997.

MACEDO, Carmem Cinira. Imagem do eterno: religiões do Brasil. São Paulo: Moderna, 1989.

MADURO, Otto. Religião e luta de classes: quadro teórico para a análise de suas inter-relações na América Latina. Tradução de Clarêncio Neotti e Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes, 1980.

MIRANDA, Julia. “Nós, vocês e eles: os desafios de uma convivência (in) desejada”. In: BURITY, Joanildo A.; MACHADO, Maria das Dores C. (Org.). Os votos de Deus: evangélicos, política e eleições no Brasil. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Massangana, 2006.

NIEHBUR, H. Richard. A responsabilidade da Igreja pela Sociedade. Extratos do texto original The Responsibility of the Church for the Society, capítulo V do livro LaTourette, Kenneth Scott (ed.). The Gospel the World and the Church [O Evangelho, o Mundo e a Igreja]. Harper Bros., 1946. [Traduzido do inglês por Magali do Nascimento Cunha].

PARANÁ, Denise. Lula, o filho do Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2008.

ROSSI, Luiz Alexandre Solano. Horizontes utópicos e projetos históricos – a centralidade religiosa do messianismo no ordenamento do mundo moderno. 1999. 223 f. Tese (Doutorado em Ciências da Religião) – Curso de Pós-Graduação em Ciências da Religião, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 1999.

TAMAYO, J.uan José. “Teologia para outro mundo é possível”. In: SUSIN, Luiz Carlos (Org.). Teologia para outro mundo possível. São Paulo: Paulinas, 2006.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Tradução de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000.