Купить СНПЧ А7 Архангельск, оперативня доставка

crosscheckdeposited

Reflexões sobre o “Ser Professor” na EAD: Estamos Diante de Uma Descaracterização do Trabalho Docente?

DOI: http://dx.doi.org/10.15600/2238-121X/comunicacoes.v22n3p75-85

https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/comunicacao 

downloadpdf

Roselaine Ripa1

 

Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar apontamentos para discutir a constituição do “ser professor” na Educação a Distância, a partir do referencial da Teoria Crítica da Sociedade. A EaD é a modalidade de ensino que mais cresceu no Brasil nos últimos anos, e tem sido utilizada pelas políticas públicas para promover a ampliação e interiorização da oferta do ensino superior. Nessa modalidade, os professores são convocados a adquirir diferentes “competências” – cognitivas, técnicas, comunicacionais e pedagógicas – para desempenhar as múltiplas funções que lhes são atribuídas. Para discutir essas questões, por meio de uma pesquisa de cunho bibliográfico, estruturamos este trabalho em três partes. Na primeira parte, partindo das definições legais acerca da EAD, realizamos um levantamento dos estudos que nos aproximam das pesquisas sobre essa modalidade de ensino. Na segunda parte, mostramos discussões de pesquisadores brasileiros sobre o trabalho docente na EaD para destacar as características identificadas como necessárias para os professores que atuam nessa modalidade educacional. Na terceira parte, procuramos problematizar a docência na EaD por meio das contribuições dos estudos da Teoria Crítica da Sociedade. Com este trabalho, portanto, espera-se contribuir para uma discussão que se faz necessária sobre a constituição da identidade docente na EaD.

Palavras-chave: Educação a Distância; Funções Docentes; Fundamentos da Educação.

 

Abstract: The aim of this paper is to present notes to discuss the constitution of “being a teacher” in Distance Education from the reference of Critical Theory of Society. The Distance Education is a teaching method that increased the most in Brazil in the recent years and has been used by public policies to promote the expansion and internalization of Higher Education offer. In this modality, teachers are called upon to acquire different “skills” – cognitive, technical, communicational and pedagogical – to perform multiple functions assigned to them. To discuss these matters, through a bibliographic research, we have structured this work in three parts. In the first part, based on the legal definitions of the Distance Education, we conducted a survey of studies that brings us closer to the research on this teaching method. In the second part, we present Brazilians’ researchers discussions on the teaching job in Distance Education to highlight the identified characteristics as necessary for the teachers who work in this educational modality. In the third part, we tried to question the teaching in Distance Education through the contributions of the Critical Theory of Society studies. With this work, therefore, it is expected to contribute to a discussion that is needed on the constitution of the teacher identity in Distance Education.

Key words: Distance Education; Teachers Functions; Foundations of Education.

 

1 UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina roselaineripa@gmail.com

 

Literatura Citada 

ADORNO, T. W. e HORKHEIMER, M. Dialética do Esclarecimento. Trad. Antonio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar editores, 1985.

ADORNO, T. W. Teoria da Semicultura. Tradução Newton Ramos–de–Oliveira com col. de Bruno Pucci e Cláudia de Moura Abreu. In: Educação e Sociedade. Campinas: Papirus. Ano XVII, nº. 56, dez. 1996, p. 388-412.

BELLONI, Maria Luiza. Educação a distância, 6. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº. 9.394/96. Brasília: 1996.

BRASIL. Decreto nº. 5.622, de 19 de dezembro de 2005, regulamenta o art. 80 da Lei nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996 (LDB).

BRASIL. Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação a Distância, 2007. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/referenciaisead.pdf>. Acesso em: 23 out. 2014.

LITWIN. E. Das tradições à virtualidade. In: Educação a Distância. Porto Alegre: Artmed, 2001.

MILL, Daniel. Docência Virtual: uma visão crítica. Campinas, SP: Papirus, 2012.

PUCCI, Bruno. Da ambivalência da educação a distância: reflexões. SILVA, Marco; PESCE, Lucila; ZUIN, Antonio (Orgs.). Educação online: cenário, formação e questões didático- metodológicos. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2010.

SARAIVA, Terezinha. Educação a distância no Brasil: lições da história. Em Aberto. Brasília, ano 16, nº. 7, abr./jun. 1996.

ZUIN, A. A. S. Educação a distância ou educação distante: o programa Universidade Aberta do Brasil, o tutor e o professor virtual. Educação e Sociedade. Campinas, vol. 27, nº. 96 – Especial, p. 935-954, out. 2006. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 20 mai. 2012.